10 fatos reais sobre a cerveja que vão chocar você

Uma cerveja gelada em um dia quente, depois de uma reunião complicada no trabalho, acompanhando um churrasquinho no final de semana ou mesmo durante o almoço, para quebrar a rotina; é sempre muito bem-vinda, não é verdade? Seja qual for a ocasião, o brasileiro não dispensa uma boa breja, já que se trata de uma bebida que junta os amigos e é relativamente barata.

Mas, será que além de beber, você sabe alguma coisa sobre a cerveja? Você conhece os ingredientes que vão na composição da bebida, como ela é feita ou, quem sabe, um pouquinho de sua história?

Se sua resposta foi negativa para todas nossas perguntas, essa matéria pode ser um tanto divertida para você. Isso porque listamos, logo abaixo, alguns fatos reais sobre a cerveja que podem ser bastante curiosos e surpreendentes ao mesmo tempo.

11

Por exemplo, você sabia que um dos ingredientes principais da sua cervejinha é primo bem próximo da maconha? Mas, claro, o ingrediente da bebida não dá barato, e sim amargor.

Outra coisa bastante curiosa sobre o assunto é o que diz respeito à cerveja preta, que algumas pessoas desprezam. Você sabia que ela tem funções afrodisíacas? Não, né? Mas essas não são as únicas coisas que você nem imagina sobre a sua bebidinha dos finais de semana, como você vai ver na lista abaixo.

Confira 10 fatos reais sobre a cerveja que vão chocar você:

1. O lúpulo, ingrediente que garante o amargor da cerveja, é uma canabidácea, o que o faz parente próximo da maconha.

1

2. O mesmo aditivo químico usado no sabão em pó para fazer espuma é usado também nas cervejas comerciais.
2
3. As geladeiras só existem por causa das cervejas!

3

Em 1894, o engenheiro alemão Carl Von Linde inventou a tecnologia de refrigeração, dando início ao que se tornaria a geladeira. Isso só aconteceu a pedido da Guinness, que queria fabricar cerveja ao longo de todo o ano.

4. A Antártica, criada em 1885, nasceu em São Paulo, em um antigo abatedouro de porcos no bairro Água Branca. Apesar disso, a marca faz muito mais sucesso no Rio de Janeiro.

4

5. E, embora tenha sido criada no Rio, a Brahma é muito mais apreciada pelo pessoal de São Paulo.

5

6. A cerveja preta é um excelente afrodisíaco

6

Por contar bastante ferro e substâncias antioxidantes, a cerveja preta favorece a circulação sanguínea pelo corpo. Logo, isso dá um empurrãozinho e tanto na hora H, tanto para os homens quanto para as mulheres.

7. No caso de cervejas mais baratas, escolha as que estão mais distantes da data de validade. Elas perdem ainda mais a qualidade à medida que ficam “velhas”.

7

8. Cerveja de latinha pode ser muito melhor que a de garrafa já que a lata de alumínio protege a bebida da luz solar e proporciona um transporte mais seguro.

8

9. A água da cidade em que a cerveja é produzida NÃO influencia a qualidade final da bebida.

9

Isso só era comum em séculos passados, quando os produtores da bebida não podiam tratar a água que utilizavam na fabricação. Hoje em dia é possível incluir ou tirar qualquer mineral da água para ter uma cerveja de boa qualidade.

10. Há quem diga que Jesus transformou água em cerveja, e não em vinho

10

Isso porque a região na antiga Palestina, em que o Messias vivia, produzia grãos, e não uva. Além disso, o consumo de cervejas era mais comum por lá. Há historiadores que apostam que o vinho só apareceu na “assunto” quando os romanos se apropriaram da história de Cristo e trocaram as bebidas, já que cerveja era mais relacionada aos bárbaros e os romanos tomavam mais vinho.

Você, o que acha sobre esses fatos reais sobre a breja? E, se você é um fiel apreciador desse bebida, essa outra matéria foi feita para você: 10 formas criativas de reutilizar tampinhas de garrafa em casa.

Fonte: BuzzFeed