4 repelentes naturais contra o mosquito da dengue

Não é de hoje que o Aedes aegypti, o famoso mosquito da dengue, está nas manchetes como um dos piores vilões. Isso porque, além da própria Dengue, esse mosquito infernal ainda é capaz de transmitir outras doenças perturbadoras, como a chikungunya e, como descobrimos recentemente, o Zika vírus.

Mas, o grande problema que esses pequenos seres causam poderia ser cortado pela raiz se todos tivessem os devidos cuidados para impedir que eles se reproduzissem. Isso porque o mosquito da dengue precisa de condições específicas para pôr seus ovos e para que estes eclodam e dêem origem à larva, que em pouco tempo se tornara um novo mosquito e assim por diante.

Como você deve estar cansado de saber, (embora nem todo mundo se preocupe com isso) água parada é um dos principais focos de atenção para o mosquito da dengue na hora de colocar seus ovos. É por isso que recolher o lixo do quintal, manter a caixa d’água fechada e impedir que água se acumule em pneus, garrafas e nos pratinhos das plantas são as principais providências contra o mosquito da dengue e, claro, contra a disseminação das doenças por ele transmitida.

1

Mas, mesmo com todos esses cuidados corriqueiros para proteger seu lar do mosquito da dengue, existem ainda outros métodos para manter longe o Aedes aegypti. Embora eles não substituam, de forma alguma, os cuidados básicos para o extermínio do inseto, esses repelentes naturais podem dar uma proteção a mais, sem qualquer tipo de química ou substância tóxica. Quer ver?

Veja 4 repelentes naturais contra o mosquito da dengue:

Aparelho repelente eletrônico + laranja

3

Sabe aquele aparelho eletrônico que se pluga na tomada com pastilhas de repelente? Pois é, dá para usar aquele aparelho com um repelente simples e natural contra o mosquito da dengue: casca de laranja ou de limão.

Se você colocar um pedacinho da casca e ligar o aparelho na tomada, os mosquitos vão ficar longe daquele cômodo. Esse, aliás, é uma repelente ideal para usar em ambientes em que dormem ou permanecem pessoas alérgicas ou crianças menores de 3 anos, que não podem ter contato com produtos químicos.

Velas de citronela ou andiroba

2

Essa também é uma medida popular contra o mosquito da dengue, mas tem suas restrições. Isso porque, apesar da citronela e da andiroba se tratarem mesmo elementos que afastam esses insetos, a vela deve ficar acesa dia e noite para funcionar como repelente.

E, outro aspecto fraco desse método: elas só protegem lugares pequenos, com mais ou menos 2 metros quadrados. A não ser que você espalhe as tais velas por toda sua casa.

Repelente de citronela (para a casa)

4

Bata 200g de folhas de citronela picadas no liquidificador com 1l de água. Coe e acrescente 200ml de álcool. Então é só colocar em um frasco e pulverizar por portas e janelas para manter o mosquito da dengue longe de sua casa.

Repelente de cravo-da-índia

5

Coloque 10g de cravo-da-índia “de molho” em 500ml de álcool de cereais e deixe a mistura discansar por 24 horas. Depois é só coar e misturar a solução com 100ml de óleo de amêndoas (ou qualquer outro óleo de sua preferência, como o óleo mineral). Agite quando for aplicar na pele.

Fontes: Desviantes, Catraca Livre