7 bebês animais adoráveis que crescem e se tornam monstrinhos

Bebês animais são sempre fofinhos, não é verdade? A parte ruim é que essa fofice da infância não dura a vida toda.

Em muitos casos, como você vai ver na lista abaixo, esses bichos se transformam em verdadeiros monstrengos assim que atingem a vida adulta.

E, quando estamos falando em monstrengos, nem sempre estamos querendo falar em atitudes ameaçadoras. Na verdade, muitos bebês animais fofinhos crescem e ficam muito, muito feios mesmo, como você vai ter oportunidade de conferir na lista abaixo.

Dentre os feiosos da natureza estão os tubarões-cobra, as toupeiras-nariz-de-estrela, os lampfishes e assim por diante.

Conheça os bebês animais que crescem e viram monstrengos:

1. Toupeira-nariz-de-estrela

Esse pequeno mamífero cavador é típico da América do Norte e nasce bem bonitinhos, mas não ficam nada bonitos quando crescem.

A estranheza do bicho, aliás, fica por conta, principalmente, do nariz com pequenos apêndices que servem como órgãos sensoriais e o ajuda a se guiar no escuro dentro dos túneis.

2. Aie-aie, ai-ai ou aye-aye

Esse mamífero típico da Ilha de Madagascar é considerado o maior primata noturno do mundo. Durante o dia, eles ficam enrolados em ninhos feitos de galhos e folhas e à noite saem em busca de comida. Eles raramente são vistos em solo firme.

Assim como os demais bichinhos dessa lista, eles são até fofinhos quando nascem, mas durante a vida adulta podem até ser considerados feiosos com suas pelagens castanha escura ou preta e suas caldas tão grande quanto seus corpinhos.

3. Lumpfish

Conhecido também como lumpsucker, esse peixinho nasce bonitinho e meiguinho. Quando adulto, no entanto, ela se transforma em um bichão carrancudo, como você pode ver na foto.

Esse peixe estranho é tipico dos oceanos Pacífico, Atlântico e Ártico, desde as regiões costeiras até profundidades de 1700 metros.

Outra característica interessante desses monstrinhos dos oceanos é que eles são capazes de grudar em superfícies, mesmo debaixo d’água. Isso acontece por causa de suas ventosas, na parte inferior da barriga.

4. Caranguejo-dos-coqueiros

Conhecido também como “o maior artrópode terrestre”, embora bonitinhos quando bebês, esse bichos viram verdadeiros monstrengos quando crescem.

Especialistas garantem que eles podem medir até 1 metro de comprimento. Eles são encontrados nas ilhas tropicais dos oceanos Índico e Pacífico.

5. Peixe-Machadinha

Também conhecidos como machado-de-prata, esses peixes são bonitinhos, ou nem tanto, durante a “infância”, mas se tornam verdadeiras assombrações quando adultos. Típicos do fundo do mar, eles vivem a 250 até 600 metros abaixo superfície da água e costumam ser encontrados em oceanos tropicais e subtropicais do planeta.

O mais interessante desses peixes é que eles conseguem alçar voos curtos e fora da água eles também abrem as barbatanas como se fossem asas.

E sim, embora feios, eles são inofensivos, apesar dos boatos de que eles capturam as almas de suas “vítimas”.

6. Urso-de-óculos

Ameaçado de extinção, esses ursos estão apenas atrás do panda gigante na lista dos animais que estão prestes a desaparecer do planeta. Eles são típicos do sul da América e têm uma pelagem de cor creme.

O problema é que eles não ficam tão fofinhos quando crescem, como é o destino de alguns outros bebês animais que você já conferiu ao longo dessa lista.

7. Tubarão-cobra

Apesar de estar entre os bebês animais bonitinhos, precisamos dizer que essa classificação é “meio duvidosa”. O problema é que quando esse bicho cresce eles ficam verdadeiramente feios e ameaçadores.

Nessa outra matéria, como você já viu (clique para ler), existem vários motivos para que esse bicho seja considerado um monstrengo.

E aí, já conhecia esses verdadeiros feiosos da natureza? Mas, claro, esses não são os únicos estranhos que existem no mundo animal, como você vai ver nessa outra matéria: 23 animais estranhos que existem por aí e você nunca viu.

Fontes: I love animais, Topbiologia, FCiências, Poita de Corvina, BBC, Tudo Leva à Perícia, Mundo entre Patas,