7 histórias de arrepiar sobre amigos imaginários

Não é muito incomum crianças que falam sozinhas e inventam amigos imaginários para brincar. O problema, no entanto, é que milhares de histórias sinistras, inventadas ou não, são contadas mundo afora envolvendo a criatividade infantil a os tão misteriosos amigos imaginários.

O assunto é tão polêmico e assustador que você, provavelmente, não vai acreditar nas histórias curtas que foram listadas nessa matéria. Todas elas fazem parte das respostas de usuários da rede social Reddit, que foram questionados, há pouco tempo, por um dos membros da comunidade: “Qual foi a coisa mais perturbadora que seu filho disse ao falar sobre seu amigo imaginário?”

Se alguém chegou a pensar que o tópico não tivesse pontencial para render discussões, a impressão deve ter passado rapidinho. Isso porque as pessoas começaram a compartilhar os mais arrepiantes relatos sobre os tais amigos imaginários de seus filhos e outros parentes, quando na infância.

As respostas, aliás, você confere abaixo. Cada história sobre os tais amigos imaginários está listada de acordo com o usuário que a contou na rede social (lembrando que, na maioria das vezes, as pessoas se identificam com apelidos inventados nesses fóruns online). Confira:

1.ElmosAshes

8

“Meu irmão tinha um amigo invisível chamado Tony Rygel. Ele tinha 15 centímetros de altura e era velho. Um dia, encontramos meu irmão chorando no quarto. Aparentemente, Tony Rygel tinha falecido enquanto dormia. Nós o enterramos em uma caixa de sapato no quintal. Então, basicamente, fizemos um funeral, completado por um minuto de silêncio, para uma caixa de sapatos vazia.”

2. Y0m0tha

6

“Quando meu irmão era pequeno, ele agia como se houvesse anjos falando com ele o tempo todo. Um dia, minha mãe acabou o ouvindo dizer: ‘Eu não posso matá-lo! Ele é meu único pai!’”

3. Ritzcharlatan

5

“Roger, o amigo imaginário do meu irmão menor, vivia embaixo da nossa mesa. Roger tinha uma esposa e nove filhos. Roger e sua família viveram pacificamente conosco durante três anos. Um dia, meu irmãozinho anunciou que Roger não estaria mais por perto, já que ele havia se matado e atirado em toda a sua família. Eu não sei se ele se lembra disso, mas a sua real falta de remorso foi inquietante.”

4. Rcrowley32

8

“Minha filha costumava me contar sobre um homem que entrava no seu quarto todas as noites e fazia o sinal da cruz na sua testa. Eu achava que era só um sonho. Então, minha sogra me mandou algumas fotos de família. Minha filha olhou diretamente para a foto do pai do meu marido (que faleceu há 16 anos) e disse: ‘Esse é o homem que vem no meu quarto todas as noites’. Depois meu marido me contou que o seu pai sempre fazia o sinal da cruz na testa dele quando ele era pequeno.”

5. MidnightXII

4

“A mãe de um dos meus alunos nos contou em uma reunião que estava preocupada porque seu filho (de 7 anos) falava sobre um fantasma invisível que conversava e brincava com ele no seu quarto. Ele disse que o fantasma se chamava O Capitão e que era velho, branco e tinha barba. A criança contava para a mãe que O Capitão dizia que, quando ele crescesse, seu trabalho seria matar pessoas e que O Capitão diria quem precisava ser morto. O menino chorava e dizia que não queria matar ninguém quando crescesse, mas O Capitão falava para ele que não havia escolha e que ele se acostumaria a matar com o passar do tempo.”

6. BrownXCoat

3

“Quando minha filha tinha três anos, ela tinha uma amiga imaginária que se chamava Kelly e vivia no seu guarda-roupa. A Kelly ficava sentada em uma pequena cadeira de balanço enquanto ela [a filha] dormia, brincava com ela etc. Bobeiras normais de amigos imaginários. De qualquer maneira, o tempo passou e dois anos depois, minha esposa e eu estávamos assistindo ‘Horror em Amityville’ (aquele com o Ryan Renolds) e nossa filha entrou bem na hora em que a garota morta fica com os olhos negros. Longe de parecer inquieta, ela disse: ‘Essa se parece com a Kelly.’ ‘Que Kelly?’, nós dissemos. ‘Vocês sabem, a garota morta que vivia no meu guarda-roupa.’”

7. Nomoslowmoyohomo

7

“Meu irmão menor costumava falar sobre a mulher que o visitava no quarto à noite. Ele dizia que ela usava um vestido vermelho, que seu nome era Frannie e que ela cantava para ele… E ela flutuava. Bem, de fato, eu tinha uma parente que havia morrido anos antes de ele nascer que se chamava Frannie; sua cor favorita era vermelho e eu acho que ela foi enterrada com um vestido vermelho. Quando mostramos uma foto dela, ele confirmou que ela o estava visitando.”

E você, conhece outras histórias arrepiantes sobre amigos imaginários?