Chinesa quebra bracelete em loja e desmaia ao saber quanto teria que pagar

Uma mulher que visitava um mercado de jóias na província chinesa de Yunnan, desmaiou depois de deixar cair acidentalmente um bracelete de jade no valor de 300 mil yuans – o equivalente a R$ 145 mil! Se você já teve que pagar por produto acidentalmente danificado em uma loja, entende o drama dessa chinesa.

Se quebrar tem que pagar

A regra “se quebrar tem que pagar” geralmente não é colocada em prática pelas lojas quando clientes quebram acidentalmente garrafas de bebidas, danificam peças de roupas ou outros produtos “comuns”, mas quando se trata de jóias caras, é bom redobrar a atenção, pois se danificar alguma peça, é quase certo que será necessário indenizar a loja.

Uma turista que visitava o mercado Ruili Jiegao Jade descobriu isso da pior maneira, depois de deixar cair acidentalmente uma pulseira de jade, que partiu ao meio. Quando ela soube que o item em questão tinha um preço de 300.000 yuan (R$ 145.000,00) e que o vendedor queria que ela pagasse, ela desmaio.

De acordo com a CGTN , a turista, cujo nome não foi divulgado, parou na frente de uma barraca de jade e pegou uma bracelete para experimentar. No entanto, a joia escorregou de sua mão e partiu ao meio quando caiu no chão. Percebendo que seu momento de desastre lhe custaria uma fortuna, ela passou mal e desmaiou em frente a banca.

“Ela caiu e ficou desacordada, mas, felizmente, não teve problemas sérios”, disse Lin Wei, filho do dona da banca.

Desastre e debate

Infelizmente para ela, o vendedor ainda exigiu uma indenização pela joia danificada quando a mulher recuperou a consciência, mas a boa notícia é que ela não pagará o preço original da peça. Após uma avaliação, o bracelete quebrado foi autenticado e precificado em 180 mil yuan (R$ 88.000,00). As duas partes estão agora negociando um acordo.

A notícia do infeliz acidente rapidamente viralizou nas redes sociais, levantando um debate sobre o acidente. Alguns pessoas culpam a mulher por não ter cuidado com uma joia que ela provavelmente não poderia pagar, enquanto outros acusam o vendedor de vender jóias desse valor como bens comuns e não tomar precauções para evitar tais acidentes.

E você, leitor da Segredos do Mundo, o que acha dessa história? Quem é o culpado pelo infeliz acidente?

 

Fonte: Odditycentral 
Imagens: Reprodução