Cinco tratamentos de beleza comuns que podem ser mortais

Ir ao salão faz parte da vida de muitas mulheres, além da vaidade, é uma questão de autoestima. Mas às vezes, tratamentos de belezas aparentemente inofensivos podem ser fatais, resultando em cicatrizes, infecções e ocasionalmente, a morte.

Confira alguns dos procedimentos estéticos mais comuns entre as mulheres que podem ser realmente perigosos:

Manicure e pedicure

Em um lugar onde as unhas são cortadas e os pés são lixados, não é surpresa que você possa contrair infecções por fungos e bactérias, incluindo o MRSA, uma bactéria resistente a antibióticos. E, embora possa ser difícil de acreditar, essas infecções podem ser mortais. Em 2005, Kimberly Kay Jackson teve seu calcanhar cortado por uma lixa em uma visita ao salão, ela desenvolveu uma ferida que não curava, apesar dos antibióticos. A americana de 46 anos morreu sete meses depois de contrair a infecção.

Nós finalmente descobrimos por que os adoçantes podem fazer você engordar

Alisamento

O alisamento de cabelos por produtos químicos é uma prática muito popular no Brasil. Mas o que poucos sabem é que esses produtos têm níveis elevados de formaldeído, uma substância cancerígena. É comum que esses produtos contenham de 8 à 10% de formaldeído em sua composição. Para efeito de comparação, os produtos usados por funerárias para embalsamar corpos costumam apresentar apenas 0,1% de formaldeído, o que já é o suficiente para que a profissão receba um alerta de risco ocupacional.

Botox

Embora o uso do Botox seja geralmente seguro quando usado corretamente, a substância é considerada extremamente perigosa em diversos países. O Botox pode se espalhar para outras partes do corpo após a injeção, causando efeitos colaterais graves. No entanto, a chance de isso ocorrer quando o medicamento é usado para fins estéticos é extremamente improvável. Efeitos colaterais graves são mais propensos a acontecer em crianças que usam o Botox para controlar espasmos musculares.

Bronzeamento

É irônico que as pessoas entrem em câmaras de bronzeamento enquanto os especialistas em câncer consideraram os dispositivos tão mortíferos quanto o gás mostarda e o arsênico. Uma análise de 20 estudos concluiu em 2009 que o risco de câncer de pele aumenta em 75% quando as pessoas começam a usar camas de bronzeamento antes dos 30 anos.

Pense duas vezes antes de comprar carne moída de novo

Depilação à laser

Quando realizada por um profissional qualificado, a depilação a laser geralmente é um procedimento seguro, mas os efeitos colaterais do tratamento podem incluir danos à pele, infecções bacterianas e cicatrizes permanentes. No entanto, é o uso dos anestésicos tópicos que tornam a prática perigosa. Os anestésicos tópicos diminuem a dor da depilação a laser, mas também podem ser mortais.

 

 

Fonte: MNN
Imagens: Reprodução