Como se chama o tubarão fêmea? Descubra o diz Língua Portuguesa

Mesmo que você tenha a Língua Portuguesas como idioma de origem é possível que em algum momento você acabe se enrolando na escrita ou até mesmo na fala. Por exemplo, você sabe qual é o termo certo para se referir ao tubarão fêmea? Será que é correto falar “tubaroa”?

A gente sabe que esse não é o tipo de coisa que faça grande diferença na vida, mas é bem curioso, não acha? Ou você nunca se perguntou como seria a maneira correta de falar sobre o feminino dessas feras do mar?

Mas, antes de dizer como é a forma correta de falar sobre o tubarão fêmea, é preciso entendermos um pouquinho sobre a gramática de nossa complexa Língua Portuguesa.

Substantivos e gêneros

Para começar, o termo “tubarão” se trata de um substantivo e, por isso, segue algumas regras aplicadas a essa classe de palavras. Com relação ao gênero, por exemplo, os substantivos podem ser: comum de dois, sobrecomum e epiceno.

No primeiro caso, chamado “comum de dois”, estão inclusos aqueles substantivos que contam com a mesma versão tanto para o masculino e o feminino. Um bom exemplo disso é a palavra estudante, que pode tanto ser “a estudante” quanto “o estudante”.

Substantivos sobrecomuns, por outro lado, são aqueles que servem apenas para pessoas, que não contam apenas com uma versão para a palavra e nem o artigo pode definir seu gênero. “A vítima”, “a criança”, “o indivíduo” são ótimos exemplos de substantivos sobrecomuns.

Em terceiro lugar, como citamos, estão os epicenos. Eles seguem, basicamente, as regras dos sobrecomuns, com a diferença de se referirem apenas aos animais, como “a coruja”, “o besouro”, “a baleia” e assim por diante.

E no caso do tubarão fêmea?

Se você leu todas essas regras e ainda não conseguiu chegar a uma resposta sobre a forma certa de se referir ao tubarão fêmea, a gente simplifica: o substantivo “tubarão” é um epiceno, logo, seu feminino é “tubarão fêmea” mesmo.

Apesar de parecerem opções mais criativas, infelizmente, falar em tubaroa ou em “a tubarão” não está correto.

Decepcionado? Pelo menos agora você tem certeza do jeito certo de falar ou de escrever.

Agora, falando em fêmeas, você pode gostar de conferir ainda: Como descobrir se uma formiga é macho ou fêmea?

Fonte: Estudo Prático