Como seria se as embalagens contassem a verdade sobre os produtos

Você sabe dizer, realmente, o que você come? Se sua alimentação é baseada em alimentos industrializados é possível que você não saiba responder essa pergunta com exatidão, já que é difícil conhecer tudo o que as comidas processadas têm na composição, mesmo que você seja do tipo que lê as embalagens e os rótulos do que você compra.

Para alertar as pessoas do risco no qual elas colocam a saúde todos os dias ao consumirem sem regras o que a indústria coloca nas prateleiras, um publicitário e designer chamado Fabrício Fajardo lançou uma série de imagens, Embalagens Sinceras. O objetivo do trabalho, como você vai conferir, é denunciar o que as embalagens dos produtos, especialmente alimentícios, não mostram.

Como você vai ver na lista abaixo, embora muita gente não tenha consciência do problema, o assunto precisa ser tornado público o quanto antes. Isso porque, na maioria dos casos, a gente não sabe o que está consumindo, mesmo que tente interpretar as informações das embalagens.

Ou você sabia que seu salgadinho predileto é uma fonte inesgotável de glutamato monossódico, uma espécie de realçador de sabores industrializado, que pode afetar a saúde de várias maneiras (negativas)? Ou melhor: você tem consciência de que aquele biscoitinho salgado, que você jura que está ajudando na sua dieta, é tão rico em gorduras que esse deveria ser o nome estampado em suas embalagens?

Chocante, não? Espere até você descobrir o que as embalagens de outros produtos, também bastante populares e consumidos no dia-a-dia, deveria dizer aos seus consumidores.

Veja como seria se as embalagens contassem a verdade sobre os produtos:

Club Social

1

Coca-Cola

2

Doritos

3

Fanta Laranja

4

Nescau

5

Lasanha congelada Sadia

6

E, por falar na “sinceridade” que as marcas e produtos deveriam ter com o consumidor, você deveria conferir também: 10 logotipos famosos sob os efeitos dos produtos que vendem e E se os slogans das marcas famosas dissessem a verdade?

Fonte: Catraca Livre, Cargo Collective