Conheça Roza Figueira, a porteira que virou modelo internacional

Roza Figueira, de 23 anos (e 1,79 m de altura), na verdade, é Rosangela Figueira da Silva Santos. Há apenas 4 meses, ela cortou o cabelo, encurtou o nome e passou a fazer sucesso nas passarelas e nas revistas de moda pelo mundo.

O mais inusitado disso tudo é que Roza é, na verdade, uma porteira que virou modelo internacional de uma hora para outra.

Conforme contou em diversas entrevistas, a moça de origem humilde trabalhou por 2 anos na portaria de um prédio, em Cuiabá, no Mato Grosso. Para chegar ao trabalho às 6h, ela saía de casa às 4h da manhã, pegava dois ônibus e só voltava para casa, na periferia, às 20h.

Da portaria para o mundo

Em maio, no entanto, a vida de Roza Figueira começou a mudar. Um olheiro de uma agência de modelos, que estava hospedado no prédio onde a moça trabalhava, a viu na portaria a convidou para participar de um workshop sobre moda.

Roza com seus antigos colegas de portaria

Em junho, a porteira que virou modelo deixou o serviço, onde recebia apenas um salário mínimo, e começou viajar o mundo fazendo desfiles e ensaios fotográficos.

O primeiro destino de Roza Figueira foi Nova York, nos Estados Unidos, onde ficou 3 meses. Milão, Paris também estiveram em seu roteiro, mas agora a brasileiro vive em Londres, no Reino Unido.

A vida de Roza Figueira antes da moda

Antes disso, no entanto, a vida de Roza Figueira não foi nada fácil. Mais nova entre os 5 irmãos, a jovem precisou deixar a escola para trabalhar e completar o orçamento da mãe que trabalha como faxineira. Por isso, só a garota só estudou até o 1º ano do Ensino Médio.

No currículo de Roza Figueira, além da portaria do prédio onde foi descoberta, estão experiências como babá e apontadora de obras. Mas, ser modelo sempre foi um sonho antigo da ex-porteira, que acabou deixando a ideia de lado por um tempo por nunca ter sucesso nos concursos de beleza.

Depois do olheiro, no entanto, Roza já trabalhou com a prestigiada estilista inglesa Vivienne Westwood e fotografou para revistas internacionais como The Squad, Paper Magazine e Interview. Neste mês, ela foi capa da edição brasileira da revista Happer’s Bazaar, cujas fotos foram feitas em Nova York.

Apesar do grande sucesso que vem fazendo no mercado, a carreira da brasileira ainda só está no início e ela explica que ainda não tem dinheiro para ajudar a família no Brasil. Apesar disso, Roza Figueira planeja voltar a estudar, concluir o ensino médio, se formar em psicologia e se consolidar no mercado da moda.

Veja alguns outros trabalhos feitos pela brasileira:

Legal, saber que mais uma brasileira faz sucesso lá fora, não acha?

Agora, falando em casos de sucesso nas passarelas e ensaios fashion, não deixe de conferir também: Modelo com síndrome rara quebra tabus e faz sucesso no mundo da moda.

Fontes: BBC, Glamourama