Ele deixou o ensino médio para lutar pelo seu país, 70 anos depois, ele finalmente se formou

Quando os Estados Unidos entrou na Segunda Guerra Mundial, o jovem Milton Mockerman ouviu o chamado de seu país. Ele deixou o ensino médio, falsificou uma certidão de nascimento, pois era menor de idade, e se juntou à Marinha. Durante dois anos e meio, ele lutou contra os nazistas e o império do Japão, ajudando os aliados à vitória.

Quando ele voltou para casa, descobriu que ser um herói de guerra não pagava as contas. Sem formação, e com ninguém para ajuda-lo, Mockerman saiu nas ruas procurando trabalho. Ele finalmente encontrou um em uma ferrovia, onde permaneceu por mais de 30 anos.

Fox17

Foi um bom emprego, manteve um teto sobre sua cabeça e colocou comida na mesa, mas sempre faltava alguma coisa. Mockerman queria completar sua educação, mas não podia sair do emprego, nem pagar as mensalidades. Em certo ponto, ele acreditou que seria impossível pegar o diploma do ensino médio.

 Ele estava errado.

Antes tarde do que nunca

Aos 89 anos de idade Mockerman se aposentou. Alguns dizem que a chave para sobreviver a aposentadoria é encontrar alguma atividade interessante. Algumas pessoas viajam, outras encontram um hobby, como jardinagem. Mockerman não queria viajar, e nenhum hobby. O que ele realmente queria era terminar o que começou 7 décadas atrás.

Fox17

Com seus filhos criados e aposentado, ele finalmente decidiu que era hora de voltar para a escola. Mockerman procurou sua velha escola Kalkaska High School e contou-lhes sua história.

Mockerman foi atendido por Mary Deb Rabourn, a secretária do diretor. Mary se identificou com a história do veterano de guerra, seu avó também teve que abandonar tudo para servir o exercito.

Ela então começou a lutar para que Mockerman conseguisse um diploma honorário da escola, e o conselho imediatamente aceitou. O senhor Mockerman finalmente iria conseguir seu sonhado diploma.

KFOR

Quando contaram que ele seria um graduado no ensino médio, Mockerman ficou quase sem palavras.

“Eu não sei como colocar o que sinto em palavras, mas isso significa muito para mim”, disse ele.

Mockerman se graduou na classe naquele mesmo ano.

“Esta classe deve ser mais inteligente do que eu, porque o que levou 4 anos para eles, levei 71 anos para terminar”, disse ele.

Fox17

 

Fonte: Shared
Imagens: Reprodução