EUA: 5 teorias da conspiração verdadeiras que chocaram o mundo

Apesar de tentar pagar de bonzinho e conciliador, há anos, o Estados Unidos da América (EUA) é alvo de críticas e ódio de outros países ao redor do mundo. Existe até conversas que as pessoas juram ser reais que coloca o pessoal da Terra do Tio Sam como grandes manipuladores políticos, daqueles que não medem esforços, nem sangue, para conseguir o que quer.

O pior de tudo é que algumas dessas conversas já se mostraram teorias da conspiração verdadeiras. E hoje, aliás, você vai conhecer algumas das mais bizarras dessas teorias, que chocou o mundo na época e continua deixando todo mundo impressionado atualmente.

Como você vai ver na lista que preparamos, todas essas teorias da conspiração verdadeiras mostram a face perversa do governo americano ao longo dos anos e seus objetivos tórridos. Até aí tudo bem, se os americanos não tivessem, simplesmente, passado encima de tudo e de todos para chegar lá, onde planejavam.

Nem mesmo o próprio povo americano escapou dessas teorias da conspiração verdadeiras e as maquinações por trás delas. Você, aliás, vai ficar chocado com a malícia e a falta de humanidade de muitos dos líderes que passaram por esse País, conhecido hoje em dia como a maior de nossas potências econômicas e políticas. Quer apostar?

Confira 5 teorias da conspiração verdadeiras, envolvendo o EUA, que choraram o mundo:

1. O caso do Golfo de Tonkin

1

Chamado de “incidente”, pelos Estados Unidos, o caso do Golfo de Tonkin seria o responsável pela entrada do País na Guerra do Vietnã, na década de 1960. Como é contado até hoje, incidente teria envolvido um navio de defesa e espionagem americano, o USS Maddox, destruído pela Marinha norte-vietnamita.

Como é de se esperar sobre um assunto polêmico desses, várias teorias surgiram desbancando essa notícia de ataque, divulgada pelos americanos. E, com o passar dos anos, essa se mostrou mais uma das teorias da conspiração verdadeiras, já que o tal incidente jamais aconteceu.

Esse teria sido apenas um motivo inventado pelo então presidente dos Estados Unidos, Lyndon B. Johnson, que já não se aguentava mais de vontade de entrar para o conflito. Aliás, os próprios vietnamitas asseguraram, na época, que o tal ataque jamais havia acontecido.

Em 2005, apareceram até documentos da Agência de Segurança Nacional (NSA) comprovando a fraude por parte do governo americano e afirmando que nunca foi confirmada a presença dos navios torpedeiros do Vietnã. O próprio historiador da NSA, Robert J. Hanyok, chegou a escrever um relatório tratando sobre a distorção dos fatos nos registros de inteligência no ano de 1964.

2. Experimento MK Ultra

4

Outra das teorias da conspiração verdadeiras, como se ficou sabendo anos depois, envolve o bizarro projeto MK Ultra. Boatos, há anos, afirmavam que a Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos executou alguns experimentos secretos de controle da mente de cidadãos, mais exatamente entre os anos de 1950 a 1973.

Em 1995, provou-se se tratar de mais uma das teorias da conspiração verdadeiras envolvendo o governo estadunidense. Tanto que o presidente Clinton, nessa época, fez um pedido formal de desculpas aos americanos, em nome dos governos passados.

Mas, o pior ainda está por vir. O tal projeto MK Ultra envolveu o uso de drogas, eletrôncios, privações sensoriais, abusos verbais e sexuais, todos os tipos de tortura e até mesmo hipnose, tudo isso para que experimentos de engenharia comportamental tivessem andamento. Tudo isso foi feito em universidades, hospitais, prisões e outros estabelecimentos público-privados do País.

Todo esse horror veio à tona a partir de 1977, quando a Lei de Liberdade de Informação chamou atenção para mais de 20 mil documentos suspeitos, que acabaram virando assunto de audiência no Senado americano. Mas, a verdade é que muita coisa ficou desconexa, já uma quantidade ainda maior de documentos sobre o projeto MK Ultra foram destruídos em 1973, pelo então diretor da CIA, Richard Helms.

5

As coincidências mais intrigantes, ultimamente, que podem ser um indício da existência do projeto MK Ultra são o livro e o filme Laranja Mecânica. Nas obra, escrita por Anthony Burgess e adaptada ao cinema por Stanley Kubrick, torturas e o conceito de “ultraviolência” são bastante presentes. O mais interessante de tudo é que o autor da história, Burgess, trabalhou para a inteligência britânica exatamente na época do tal projeto bizarro e poderia ter presenciado as execuções do MK Ultra.

3. Experimento Tuskegee

2

Boatos correram, nos Estados Unidos, apontando os anos entre 1932 e 1972 como épocas de verdadeiras tragédias relacionadas à sífilis no País. Isso porque o Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos teria realizado um estudo clínico, ainda sem um objetivo aparente, envolvendo afro-americanos do campo portadores da sífilis. O problema foi que nenhum dos homens que tinham a doença recebeu tratamento, mesmo depois da década de 40, quando a penicilina foi descoberta como uma fonte de cura parar isso.

Essa foi uma das teorias da conspiração verdadeiras que deixou todo mundo de boca aberta. Isso porque, se o objetivo não era tratar essas pessoas, para quê os Estados Unidos teria gastado tanto tempo nesse monitoramento?

3

Várias pessoas morreram com a doença, mesmo depois do governo americano estar ciente do problema. Em 1970, por exemplo, dos 399 homens analisados pelo experimento e que estavam contaminado com a sífilis, 128 já havia morrido. Com relação às esposas desses indivíduos, 40 haviam contraído a doença e 19 dos filhos tinham nascido com sífilis congênita.

4. Operação Northwoods

6

Sabe aquele boato de que os ataques de 11 de setembro teriam sido maquinados pelos Estados Unidos? Pois é, essa não foi a primeira vez que teorias assim foram ditas por aí sobre os americanos. Uma das mais famosas é a Operação Northwoods, que consistia em séries de ataques terroristas, patrocinados pelos próprio governo, e que deveriam acontecem em solo americano para que Cuba levasse os créditos e um conflito pudesse ser maquinado.

É chocante, a gente sabe, mas isso (pelo menos sobre a última parte, sobre a Northwood) realmente aconteceu e entra para nossa lista como mais uma das teorias da conspiração verdadeiras. Mas, felizmente, o então presidente americano, Kennedy, recusou a estratégia, já que milhares de cidadãos americanos estariam fadados a perder a vida em nome de política.

7

O plano horroroso, como apontam alguns documentos já divulgados, foi arquitetado por uma cúpula de militares americanos, na tentativa de declarar guerra a Fidel Castro e suas políticas controversas. Aliás, a parte mais horripilante de tudo seria a simulação do ataque de um avião cubano a um avião americano, que traria a morte para centenas de pessoas, sendo boa parte estudantes universitários.

5. Privacidade Zero

8

Há anos discussões acirradas dividiam opinião sobre a culpa ou inocência do governo americano em um suposto caso de espionagem maciça contra toda a população dos Estados Unidos.  Muitos ridicularizavam essa hipótese, mas recentemente essa se mostram também uma das teorias da conspiração verdadeiras.

Em 2013, no entanto, Edward Joseph Snowden, ex-administrador de sistemas da CIA e ex-contratado da NSA decidou revelar os podres do governo americano e tornar público os detalhes dos programas de vigilância global da NSA americana. Ou seja, toda espionagem não se restringe somente à população dos Estados Unidos.

Pessoas em todo o mundo foram rastreadas e escutadas secretamente durante anos, incluindo o governo brasileiro. E não forma só os dados da internet que eles recolheram. Informações e conversas por telefones celulares também estão entre os primeiros “subterfúgios” da lista, sob a desculpa de cuidar da segurança internacional. O problema é que os cidadãos mais ordinários (ou seja, comuns) também foram inclusos nesse processo de espionagem.

E agora, José?

Gostou do assunto? Então você precisa continuar lendo: 5 teorias da conspiração envolvendo desenhos animados e 5 estranhas teorias da conspiração envolvendo astros da música.

Fonte: Oddee