Ex-fisiculturista abandona dieta rígida e publica seu antes e depois na web

Ela tinha o corpo escultural, se dedicava à dieta rígida, à musculação e a buscar um corpo considerado perfeito. Era assim a vida da ex-fisiculturista americana, Jolene Jones, de 26 anos, até que ela se viu incapaz de continuar nesse mesmo caminho.

Embora ela estivesse se destacando no mundo do bodybuilding, a garota resolveu largar a dieta rígida e o treino extremamente pesado para ter uma vida normal. Segundo ela, para isso ela precisou colocar na balança o que valia mais em sua vida: um corpo escultural ou uma vida mais feliz.

A resposta, conforme a moradora do estado de Montana, veio quando ela recebeu a notícia que precisava emagrecer 30 quilos para uma competição e percebeu que não conseguiria. Aliás, que não queria mais aquilo para si.

Mais gordinha, mas feliz

Hoje em dia, com 25 quilos a mais, ela se considera uma pessoa mais feliz, apesar de ostentar alguns pneuzinhos. Segundo ela, de suas grandes vitórias com a transformação foi conseguir sair com seus amigos e poder desfrutar da comida sem preocupações, coisa que antes ela não ousaria a fazer, embora ficasse babando.

Claro que esse não é um “antes e depois” como se costuma ver por aí, nas redes sociais, mas Jolene fez questão de divulgá-lo no Facebook, junto com um belo depoimento. Apesar das críticas, a verdade é que a publicação que você confere abaixo recebeu inúmeros elogios, mais de 154 mil curtidas e quase 50 mill compartilhamentos.

Com certeza, o que você está prestes a ver é um banho de amor próprio e um exemplo que deve ser seguido, caso você ou as pessoas que você conhece também não estejam felizes em seguirem os chamados padrões de beleza.

Veja o antes e o depois da ex-fisiculturista que abandonou a dieta rígida:

Confira na íntegra, a postagem da ex-fisiculturista traduzida para o português:

“De body builder para amante do corpo. Esta não é uma foto típica de transformação. Eu fui de ser controlada por meu regime de ginástica esgotante e levar frango e batidas de proteína na minha bolsa para aproveitar plenamente uma vida social.

Algumas pessoas podem dizer que isso é “abandonar a si mesmo”, mas você não pode colocar um preço na felicidade. Eu percebi que posso ter mais de uma paixão na vida, seja caminhando no Glacier Park ou aproveitando cervejas com amigos. Um ‘six pack abs’ não me deixou feliz.

Nunca fui o suficiente e sempre precisava melhorar. Hoje, eu fui passear com amigos e pude desfrutar a comida. Se fosse antes, eu teria babado e nem ousaria tocar.

Seu corpo é LITERALMENTE a única coisa passa com você por essa vida. Seu valor e alegria não são medidos pelo que você consegue levantar. São medidos por aqueles que me cercam e o sorriso no meu rosto.”

E, aí, o que você acha da atitude da americana? Acha que ela fez certo em deixar a busca pelo corpo perfeito? Não deixe de nos contar nos comentários!

Agora, falando em pessoas que quebraram barreiras e padrões, você vai gostar também de conferir: Modelo com síndrome rara quebra tabus e faz sucesso no mundo da moda.

Fonte: MetroEstadão