Futurismo, o movimento artístico que desprezava o passado exaltava o moderno

O Futurismo foi um movimento artístico italiano que celebrava a modernidade urbana e a tecnologia. Comprometidos com o novo, seus membros desejavam acabar com formas antigas de cultura e demonstrar a beleza da vida moderna – a beleza da máquina, a velocidade, a violência e a mudança. Embora o movimento tivesse atingindo todos os meios artístico, a maioria dos seus adeptos eram artistas que trabalhavam nos meios tradicionais, como a pintura e a escultura.

O Futurismo iniciou sua transformação na cultura italiana em 20 de fevereiro de 1909, com a publicação do Manifesto Futurista, autoria do escritor Filippo Tommaso Marinetti. A publicação apareceu na primeira página de Le Figaro , que era o maior jornal de circulação na França. Á medida que os anos se passaram outros manifestos foram publicados, mas o primeiro resumia seu espírito, celebrando a “era da máquina”, o triunfo da tecnologia sobre a natureza e oposição às tradições artísticas anteriores.

Filippo Tommaso Marinetti

Ideias-chave do Futurismo

  • Os futuristas ficaram fascinados com os problemas de representar a experiência moderna e se esforçaram para que suas pinturas evocassem todos os tipos de sensações – e não apenas as visíveis aos olhos. No seu melhor, a arte futurista traz à mente o barulho, o calor e até o cheiro da metrópole;
  • Ao contrário de muitos outros movimentos de arte moderna, como o impressionismo, o Futurismo não foi imediatamente identificado com um estilo distinto. Foi em 1911 que surgiu um estilo futurista distintivo, onde pinturas futuristas foram exibidas em Milão na Mostra d’arte libera;
  • Os futuristas ficaram fascinados com a nova tecnologia visual, em particular a crono-fotografia, um antecessor da animação e cinema que permitia que o movimento de um objeto fosse mostrado em uma seqüência de quadros. Esta tecnologia foi uma influência importante para mostrar o movimento na pintura, incentivando uma arte abstrata com qualidades rítmicas e pulsantes;
  • O movimento artístico Cubismo, tendo como principal fundado Pablo Picasso, foi um grande influenciador do Futurismo, assim como outras expressos pós-impressionismo.
A cidade se levanta (1910). Essa tela é considerada a primeira pintura Futurista. Aqui, Boccioni ilustra a construção de uma cidade moderna. O caos e o movimento na peça se assemelham a uma cena de guerra, pois a guerra foi apresentada no Manifesto Futurista como o único meio para o progresso cultural.

Futurismo fora da Itália

O Futurismo provocou importantes desenvolvimentos fora da Itália. Uma síntese do cubismo parisiense e do Futurismo italiano foi particularmente influente na Rússia entre 1912 e 1920, inspirando vários artistas. Os desenvolvimentos na Rússia tornaram o movimento muito distinto do da Itália, seus diferentes aspectos fizeram com que fosse descrito como Cubo-Futurismo. O Futurismo também influenciou a arte inglesa, onde deu origem ao movimento Vorticista. Embora o movimento tenha perdido sua energia na década de 20, a estética futurista também se tornou parte da mistura de estilos modernistas que inspiraram o Art Deco.

Futurismo no Brasil

O movimento futurista influenciou vários artistas brasileiros. Certamente foi uma das influências mais fortes da Semana da Arte Moderna de 1922, os conceitos do futurismo serviam perfeitamente aos ideais do movimento moderno no Brasil, que era desprezar o passado, ou seja, os modelos europeus, e criar o futuro e o novo, ou seja, uma arte brasileira.

 

 

Fontes: Wikipedia, The Art Story
Imagens: Reprodução