Impeachment de Dilma é aprovado e Temer assume Presidência

Dilma Rousseff agora é, oficialmente, ex-presidente do Brasil. Afastada do cargo desde maio, ela foi condenada nesta quarta-feira (31 de agosto) pelo Senado por ter cometido crimes de responsabilidade na condução financeira de seu governo. O impeachment de Dilma foi aprovado, sem abstenções, por 61 votos a favor e 20 contra.

Por outro lado, os direitos políticos da presidente foram mantidos. A votação que questionava se Dilma poderia se eleger novamente para outros cargos políticos não alcançou os 54 votos necessários para a condenação. Ao todo, foram 42 votos a favor da perda, 36 contra e 3 abstenções.

Com a decisão, a Presidência da República passa a ser ocupada por Michel Temer (PMDB), pelo menos até 2018. A posse do novo presidente, aliás, foi realizada à tarde, em uma rápida cerimônia no Senado.

3

A partir de agora, começa contagem regressiva para que a ex-presidente Dilma deixe o Palácio da Alvorada. A estimativa é de que o prazo seja de 30 dias, mas os benefícios destinados a ex-presidentes serão mantidos.

1

Impeachment de Dilma pelo mundo

E, apesar de ser a Presidência do Brasil que estava em jogo, o mundo inteiro estava de olho no resultado da votação. A imprensa internacional, inclusive, aposta que o impeachment de Dilma esconde outros tipos de problemas do país.

Conforme o The New York Times, deturbações econômicos estão por trás da decisão do Senado. “Foi muito mais do que um julgamento sobre a culpa [de Dilma]”, disse o jornal. “Foi um veredicto sobre sua liderança e as sortes que deslizam sobre o maior país da América Latina.”

2

A rede de televisão CBS news afirmou que a decisão do Senado brasileiro “culmina a luta de um ano que paralisou a economia mais poderosa da América Latina e expôs fendas profundas” entre todos os setores da sociedade do Brasil, desde as relações raciais até as decisões sobre gastos sociais.

A rede de televisão ABC News, por outro lado, conta que Dilma foi referência mundial por combater a corrupção, mas que agora ela mesma está sofrendo as consequências por ter “supostamente manipulado as finanças do governo para esconder um crescente déficit na arrecadação”.

4

Outros jornais e emissoras internacionais também divulgaram o assunto, a maioria com um certo tom de preocupação sobre o futuro econômico e político do País de agora em diante. Mas, deixando um pouco de lado a opinião da mídia, o que você, caro leitor, o que acha desse assunto? Concorda com a retirada de Dilma da presidência? Não deixe de nos contar nos comentários.

E, por falar em presidentes, confira também como ficou a aparência de 11 presidentes antes e depois de seus mandatos.

Fonte: Uol, Agência Brasil