Namorado de youtuber morre em transmissão ao vivo, depois de pegadinha dar errado

Há alguns anos, o Youtube virou uma profissão e muita gente vive de fazer vídeos para a internet, tanto que surgiu por aí o termo “youtuber”. Mas, como a concorrência nesse meio é cada vez maior, para algumas pessoas vale tudo em nome da audiência, da monetização, do maior número de inscritos e de visualizações.

Um exemplo extremo disso aconteceu em Minnesota, nos Estados Unidos, com a youtuber Monalisa Perez, de 19 anos, que acabou matando o namorado em uma transmissão ao vivo.

Ela e o companheiro, Pedro Ruiz, de 22, anunciaram, no início da Live, que gravariam “um dos vídeos mais perigosos de todos” e que o roteiro era “ideia dele”, não dela.

Final trágico

Depois de algumas pegadinhas, o que aconteceu foi muito pior que o esperado: o namorado da youtuber segurava um livro na frente do peito e, acreditando que o objeto pararia a bala, pediu que a garota atirasse contra ele. O disparo de uma pistola 50, obviamente, ultrapassou o livro e acertou Pedro, que morreu na hora.

Conforme o inquérito policial, Monalisa pediu ajuda à polícia logo depois do tiro e relatou o que aconteceu. Mas, os socorristas que atenderam o caso constataram a morte do rapaz, que estava caído no chão, com a ferida no peito.

O que vai acontecer com a youtuber?

A youtuber foi presa e vai ser acusada de homicídio culposo, que não tem intenção de matar. Mesmo assim, ela pode pegar 20 anos de prisão pela morte do namorado.

Monalisa é mãe e estava grávida de Pedro. O canal dos dois, com 3 mil inscritos era cheiro de vlogs e vídeos de pegadinhas, embora mais leves que a que acabou com a vida do namorado.

Mas, infelizmente, essa não é a única ideia desse pessoal do Youtube que deu errado. Nessa outra matéria, você vai conferir um outro caso, também bastante perigos, mas que felizmente não acabou em tragédia: O que acontece se uma pessoa viva se enviar pelo correio? Esse youtuber descobriu.

Fonte: Veja