O que é a Deep Web e como entrar?

Você já ouviu falar em Deep Web? A impressão que os 48,05% da população mundial, ou os 58% dos brasileiros que tem acesso a internet pode ter, é que a rede que conhecemos é vasta e basicamente infinita. Afinal, o que é que não podemos encontrar em mecanismos como o Google, nos dias de hoje?

Para a surpresa de todos, a internet que acessamos diariamente, a chamada “Surface Web”, é apenas a ponta de um gigantesco Ice Berg.

Essa analogia por sua vez é popularmente utilizada quando o objetivo é se explicar o que seria a Deep Web.

Um Ice Berg, como você já deve imaginar, é um gigante bloco de gelo que flutua nas águas geladas do oceano.

Por conta da sua densidade, o gelo que podemos ver sobre a superfície corresponde a uma média de 10% do Ice Berg inteiro.

Os outros 90% portanto, estão sempre submersos e consequentemente invisíveis aos nossos olhos. É dessa mesma maneira que se comporta toda a internet, a parte não visível e de acesso mais restrito, digamos assim, é o que é conhecido como Deep Web, que em tradução literal, significa “rede profunda”.

Nessa camada não tão popular da internet, que é incrivelmente maior e mais densa do que a internet convencional, o conteúdo é completamente criptografado.
Isso significa dizer que as informações nessa rede não são indexadas. E por isso não podem ser rastreadas.

A Deep Web literalmente funciona como uma sala onde o interruptor de luz foi apagado. E por isso, qualquer pessoa que esteja ali dentro, se torna automaticamente um anônimo.

Essa rede surgiu graças ao Laboratório da Marinha dos Estados Unidos, que criou o The Onion Routing.

Que ficou conhecido graças a sua sigla, como TOR Project. O Tor por sua vez, nada mais é do que um navegador, que te permite entrar em uma rede anônima, ou seja, na Deep Web.

O que podemos encontrar na Deep Web?

Como você também já deve ter imaginado, um local onde o anonimato existe, tudo pode acontecer.
Assim como podemos usar essa rede para o bem, muitas pessoas aproveitam a invisibilidade para praticar crimes.

Acessar a Deep Web aqui no Brasil por exemplo, não é ilegal. Mas o que se faz ali dentro que é a grande questão!

Os crimes mais comuns que ocorrem ali são o tráfico de armas e drogas, pedofilia e encomenda de assassinatos.

A moeda vigente na rede são os Bitcoins. Uma vez que dados de cartões e transferências bancárias podem entregar o anonimato das operações.

No final das contas, é preciso ter cuidado ao navegar na rede, que pode ser uma verdadeira armadilha para amadores. Isso porquê a grande maioria dos vírus são testados ali, e os conteúdos são publicados quase exclusivamente em inglês.

Como acessar a rede?

Como mencionamos aqui, acessar a Deep Web não é proibido, e coisas positivas também podem ser encontradas ali dentro.

Por exemplo, em países ditatoriais ela é uma das maiores ferramentas contra a censura. Que permite os usuários terem voz e expor a realidade que estão vivendo. Mas e então, como acessar essa rede no final das contas?

A primeira coisa a se fazer é baixar o navegador TOR, pois é somente através dele que conseguimos chegar a essa camada mais profunda da web.

Em segundo lugar é preciso se preparar! Confira se o seu computador possui um bom anti-vírus, e certifique-se de estar usando um firewall.

Patches de segurança no sistema operacional do seu computador também são essenciais. Por isso verifique se eles estão realmente atualizados.

Não use a sua wi-fi para evitar invasões, o ideal é usar uma 3G ou até mesmo uma rede aberta e pública.

A última dica caso não queira se deparar com conteúdos inapropriados, é selecionar bem as suas pesquisas. Prestando bastante atenção aos termos utilizados e não clicando em qualquer link.

Mas e aí, você poderia imaginar que existia uma rede invisível de internet? Teria coragem de se aventurar nela? Conta isso e muito mais aqui embaixo pelos comentários!

Por falar nesse assunto, você também pode querer descobrir um pouco mais sobre o Sad Satan. Um game bizarro que fez muito sucesso na Deep Web.

Fontes: Olhardigital, TecMundo.