Por que a Independência do Brasil é comemorada no dia 7 de setembro?

Nos filmes de Hollywood, você já deve ter visto que a Independência dos Estados Unidos é uma grande festa patriota, comemorada em todo 4 de julho. No Brasil, por outro lado, o Dia da Independência é comemorado em outra data, mais exatamente, no dia 7 de setembro, como você também já deve ter percebido.

Como é possível imaginar, existe uma explicação para essa data ser um feriado e ser também palco de paradas militares, do espetáculo do Esquadrão da Fumaça no céu do Distrito Federal, de desfiles e de outras manifestações em louvor à pátria.

Mas, para que você entenda melhor porque nosso 7 de setembro é tão especial, é preciso voltar alguns séculos no tempo. Nossa parada, aliás, é em setembro de 1822, quando Dom Pedro, príncipe regente na época, proclamaria a independência da colônia brasileira da metrópole portuguesa.

Em cima do muro

Conforme os registros históricos, Dom Pedro estava sob forte pressão das cortes portuguesas e elite brasileira para que uma posição fosse tomada.

Os primeiros queriam que o príncipe regente voltasse à Portugal, para que a corte pudesse recolonizar o Brasil e eliminar por aqui os focos de resistência que a metrópole começava a enfrentar com relação ao controle econômico e político.

O segundo grupo, por outro lado, cobrava de Dom Pedro sua permanência na colônia e que lutasse contra Portugal para que o Brasil tivesse a chance de se tornar uma nação independente.

O que aconteceu no dia 7 de setembro?

Embora o príncipe tentasse adiar a todo custo a tomada de uma decisão, foi durante uma viagem para São Paulo, com objetivo de resolver disputas políticas na província que ele teve que “sair do muro”.

No dia 7 de setembro, enquanto estava às margens do Rio Ipiranga, ele foi alcançado por um mensageiro que trazia uma carta de Portugal exigindo sua obediência à corte. Naquele momento, Dom Pedro pesou a situação, tomou coragem e seu ato seguinte ficou conhecido como o “grito do Ipiranga”, bradando: “Independência ou morte!”.

E depois da Independência do Brasil?

Depois disso, o Brasil passou a se considerar independente de Portugal e, no dia 12 de outubro de 1822, de volta ao Rio de Janeiro, então capital; Dom Pedro foi aclamado o primeiro imperador do Brasil.

Com relação a Portugal, obviamente, o ato de Dom Pedro não foi aceito sem muito ranger de dentes. Aliás, a independência do Brasil só foi reconhecida por nossos antigos patrícios em agosto de 1825, quando a Grã-Bretanha intermediou a situação e Portugal não teve mais o que fazer.

Sobre os ingleses, embora tenham sido decisivos para o nosso 7 de setembro ter valido a pena, não comece a considera-los os “bonzinhos” da história. Na verdade, eles entraram na jogada movidos por interesses econômicos e exigiram que o Brasil mantivesse relações comerciais com a Grã-Bretanha em troca de proteção.

Mas, claro, isso é um outro assunto, que leva a outros desdobramentos.

E você, sabia disso tudo? Entender momentos como o 7 de setembro de uma forma mais descontraída deixam as aulas de História muito mais interessantes, não?

Agora, falando sobre fotos históricos que você pode gostar de conferir, não deixe de ler também: 8 segredos sobre Cleópatra que a escola não ensina.

Fonte: Brasil Escola, Sua Pesquisa, Portal Brasil