História

21 de abril – História do Tiradentes e como ele ganhou um dia próprio

No dia 21 de abril, comemora-se o dia de Tiradentes, um dos maiores e principais heróis nacionais do período do Brasil Colônia.

Por P.H Mota

-

No calendário brasileiro, o dia 21 de abril é feriado nacional, em celebração do Dia de Tiradentes. O dia foi escolhido em razão da data de morte do próprio Tiradentes, importante personagem histórico do Brasil do século XVIII.

Conhecido pelo apelido originário de seu principal ofício, dentista, Joaquim José da Silva Xavier foi um dos principais líderes da Inconfidência Mineira. O movimento lutava por maior liberdade para os brasileiros, por meio de maior independência do governo português.

Oficialmente, o dia de 21 de abril foi instituído como feriado após o estabelecimento da República, em 1889.

Tiradentes

21 de abril - quem foi Tiradentes e porque ele ganhou um dia próprio
diário do aço

Joaquim José da Silva Xavier nasceu em 12 de novembro de 1746, na fazenda de Pombal, Minas Gerais. Atualmente, a região fica entre as cidades de São João del Rei e Tiradentes (nomeada em sua homenagem).

Ainda que tenha ficado conhecido pelo apelido ligado a seu principal trabalho – dentista amador –, foi a carreira militar que marcou sua participação na história. Isso porque foi a função que permitiu que Tiradentes acumulasse algumas posses e tivesse proximidade entre líderes políticos e militares locais.

Membro da cavalaria de Dragões Reais de Minas, mais tarde ele usaria tal influência para organizar as ações que levariam à sua morte no dia 21 de abril.

Inconfidência Mineira

21 de abril - quem foi Tiradentes e porque ele ganhou um dia próprio
Toda Matéria

Apesar do alto volume de ouro que circulava em Minas Gerais, grande parte disso era destinado à coroa portuguesa. Cerca de 20% da produção local – ou quinto, como era chamado o imposto – deveria ser repassado aos lusitanos. A medida, no entanto, não aguardava algumas das principais lideranças políticas e intelectuais da época.

Sendo assim, a situação ficou ainda mais crítica quando os portugueses autorizaram a cobrança da derrama. Mas isso não significava uma alteração na cobrança do quinto, e sim uma adição nos impostos da Capitania de Minas.

Entre 1788 e 1789, então, Tiradentes e outros regionais – incluindo intelectuais, mineiros, militares, religiosos e poetas –, organizaram uma conspiração contra o governo local.

A princípio, a ideia era livrar-se da pressão econômica provocada pelos portugueses, com inspiração nos ideais iluministas. No entanto, os inconfidentes não tinham objetivos iniciais que incluíam a formação de um novo Estado, como aconteceu na Revolução Francesa.

21 de abril de 1792

21 de abril - quem foi Tiradentes e porque ele ganhou um dia próprio
Folha de S. Paulo

O objetivo dos inconfidentes foi frustrado depois que um dos membros do grupo traiu o movimento. José Silvério dos Reis revelou os planos, na expectativa de ter suas dívidas perdoadas a partir do ato.

A fim de fugir de penas mais duras, a maioria dos inconfidentes não assumiu a culpa pelo movimento. Nomes como Tomás Antônio Gonzaga e Cláudio Manuel da Costa, por exemplo, conseguiram escapar da execução e foram mandados para o exílio, na África.

Entretanto, Tiradentes assumiu e reconheceu que tinha parte na trama de conspiração. Dessa maneira, acabou condenado por traição e executado. No dia 21 de abril de 1792, ele foi enforcado e esquartejado.

Logo após a execução, partes de seu corpo foram colocadas em espaços públicos do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Dessa maneira, a Coroa queria mostrar as reais consequência de conspirar contra o governo.

Comemorações do dia 21 de abril

21 de abril - quem foi Tiradentes e porque ele ganhou um dia próprio
Cotidiano

Pela luta contra o domínio dos portugueses, Tiradentes foi considerado um herói nacional. Quando a República instalada, em 15 de novembro de 1889, um dos primeiros atos incluía a oficialização do dia 21 de abril como data de celebração nos quartéis.

Oficialmente, entretanto, o feriado só foi estabelecido em 1965, no governo de Castelo Branco. Na mesma época, sua imagem passou a ser retratada com barbas e cabelos compridos, para criar uma semelhança com Jesus Cristo.

No entanto, acredita-se que ele fosse um homem barbeado e de cabelos raspados, como era comum a prisioneiros da época.

Desde 21 de abril de 1992, o nome de Tiradentes está incluso no “Livro dos Heróis da Pátria”, ou Panteão da Pátria e da Liberdade Brasileiro. Além disso, a cidade em que ele nasceu também recebeu seu nome, bem como a atual sede da Assembleia estadual do Rio de Janeiro

Fontes: Calendarr, Mundo Educação, Toda Matéria, Brasil Escola, Guia do Estudante

Imagens: Folha de S. Paulo, Galileu, diário do aço, Toda Matéria, Cotidiano, ACIJ.

Próxima página »

Escolhidas para você