Curiosidades

Batimentos cardíacos – O que são, batimentos altos e baixos e como medir

Já mediu seus batimentos cardíacos? Sabe qual a relação da frequência cardíaca com a prática de atividades físicas? E com seu condicionamento físico?

Por Emilly Krishna

-

A priori, os batimentos cardíacos, ou a frequência cardíaca, são um importante indicador do estado de saúde. Além do mais, eles indicam a quantidade de vezes que o seu coração bate por minuto. Inclusive, quando se está em repouso, é normal que eles variem de 60 a 100 batimentos por minuto (bpm).

Porém, deve-se destacar que os batimentos cardíacos variam de acordo com a idade, e também se a pessoa faz atividade física ou se possui alguma doença cardíaca. Basicamente, quanto mais esforço o coração precisa fazer para mandar sangue para o corpo, maior será o esforço e a frequência cardíaca dessa pessoa.

Ou seja, quanto mais eficiente for cada batida do coração, menor será sua frequência cardíaca. Por isso, é ideal que os batimentos cardíacos sejam mais baixos. Porém, não devem ser menos que 60 bpm.

Para você entender melhor essa equação, destacamos a taxa ideal de acordo com cada idade.

  • Até 2 anos de idade: 120 a 140 bpm,
  • Entre 8 anos até 17 anos: 80 a 100 bpm,
  • Adulto sedentário: 70 a 80 bpm,
  • Adulto que faz atividade física e idosos: 50 a 60 bpm.

Quais fatores influenciam os batimentos cardíacos?

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Primeiramente, vale destacar que o coração é um órgão musculoso e fica mais forte com a prática regular de atividade física. Por isso, afirmamos acima que os batimentos cardíacos variam se a pessoa pratica ou não atividades físicas. Pois, se ela pratica exercícios físicos regularmente, seu coração será mais eficiente para bombear o sangue.

Até porque, ele não precisará bater tantas vezes para levar o sangue para o resto do corpo. Pois os batimentos são fortes e eficientes.

Ou seja, em caso de pessoas ativas fisicamente, o coração trabalha menos. Enquanto o coração de uma pessoa sedentária é mais fraco e, por isso, precisará bater mais vezes para conseguir bombear o sangue.

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

De modo geral, uma pessoa sedentária tem uma frequência cardíaca entre 70 a 100 batimentos por minuto. Já, as pessoas com bom condicionamento físico, apresentam uma frequência cardíaca de 50 bpm ou ainda menos.

E quanto menos batimentos por segundo, menos desgaste o coração tem. Por isso, exercícios físicos podem prevenir doenças cardiovasculares.

Batimentos cardíacos altos

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Primeiramente, é importante destacar que é normal os batimentos cardíacos se elevarem diante certas situações. Como por exemplo, a prática de atividades físicas ou então por emoções fortes.

Veja outras causas para o aumento da frequência cardíaca:

  • Doenças cardíacas (arritmias),
  • Ansiedade, ou ataque de pânico
  • Estresse,
  • Fatores genéticos,
  • Consumo de cafeína,
  • Bebidas alcoólicas e cigarro,
  • Hipertireoidismo,
  • Doenças reumáticas,
  • Processos infecciosos,
  • Febre,
  • Hipoglicemia (baixos níveis de açúcar no sangue),
  • Desidratação,
  • Anemia,
  • Uso de certos medicamentos,
  • Relação sexual,
  • Atividade física,
  • Pressão alta

Risco de infarto

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Sobretudo, se não tiver motivo aparente para sua arritmia, o ideal é procurar um médico. Especialmente, se pessoa estiver em repouso e se, mesmo assim, sua frequência cardíaca estiver maior que 100 bpm. Até porque, normalmente, quando os batimentos cardíacos estão tão acelerados pode ser um sinal de taquicardia.

Geralmente, os sintomas de uma pessoa que está tendo um infarto, são dores no peito ou no braço, sensação de má digestão, tontura e suor frio. Portanto, se a pessoa apresentar esses sintomas é melhor ir o mais rápido possível para o hospital.

Como normalizar a frequência cardíaca?

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Se você sentir o seu coração acelerado, você pode tentar normalizar as batidas. Assim sendo, nós indicamos que você fique em pé e agache um pouco apoiando as mãos nas pernas.

Logo após, tussa com força 5 vezes seguidas e respire fundo, soltando o ar lentamente pela boca. Faça isso, fazendo uma contagem, até se acalmar.

Sobretudo, se você notar que o seu coração está acelerando com frequência, e sem motivos, nós recomendamos que você procure um médico. E também, se você não faz atividades físicas, a melhor forma de normalizar é começar a praticar exercícios regularmente.

Qual é a frequência cardíaca máxima para treinar?

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

A priori, essa frequência pode variar de acordo com a idade e também com o tipo de atividade que a pessoa está fazendo. Além do mais, a frequência cardíaca máxima pode variar segundo uma série variada de fatores, como já mencionamos.

Sobretudo, o batimento máximo de um adulto jovem pode ser de 90 BPM. Já, um atleta, pode ter frequência cardíaca máxima de 55. Ou seja, muda de acordo com o condicionamento físico.

Caso você queira verificar seu batimento ideal em atividade, faça o cálculo: 220 menos a idade (para homens), e 226 menos a idade (para mulheres).

Batimentos cardíacos baixos

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

A priori, para ser considerado abaixo do normal, a frequência precisa estar menor que 60 bpm. Inclusive, se os seus batimentos cardíacos chegarem a níveis ainda mais baixos, pode significar que você está com bradicardia.

Inclusive, batimentos cardíacos baixos também fazem mal. Basicamente, a pessoa pode sentir tontura, fraqueza e até desmaiar, devido ao pouco oxigênio que chega às células.

Contudo, toda regra tem sua exceção. Como já dissemos, pessoas que praticam atividades físicas frequentes contam com batimentos cardíacos mais baixos. É normal, inclusive, que a frequência, chegue a 50 bpm ou ainda mais baixa.

Nesses casos, obviamente, a pessoa não corre risco algum.

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Possíveis causas de batimentos cardíacos baixos:

  • Arritmia cardíaca,
  • Hipotireoidismo,
  • Doença de Lyme,
  • Febre tifoide,
  • Hipotermia (temperatura corporal abaixo de 35ºC),
  • Níveis altos de potássio no sangue,
  • Uso de drogas ou certos medicamentos,
  • Envelhecimento

Além do mais, a frequência cardíaca baixa também pode indicar problemas cardíacos como bloqueio cardíaco ou disfunção do nódulo sinusal. Portanto, de todo modo, nós aconselhamos que você procure um cardiologista para descobrir como está a saúde do seu coração.

Como medir seus batimentos cardíacos

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Agora, vamos ao que interessa, não é mesmo? Após explicarmos tudo sobre os batimentos cardíacos, achamos necessário também lhe informar como você consegue medir a sua frequência cardíaca em casa. Inclusive, você consegue contar os batimentos cardíacos por minuto (bpm) usando os dedos.

Sobretudo, vale destacar que medir a Frequência Cardíaca Máxima (FCM) é imprescindível. Basicamente, com ela você consegue descobrir os limites do seu corpo antes de começar a se exercitar. Portanto, nós iremos lhe ajudar a descobrir qual é a frequência cardíaca ideal para a sua idade.

Assim sendo, para descobrir você precisa subtrair sua idade de 220. Ou seja, se uma pessoa tem 35 anos ela deve fazer o cálculo 220 – 35 = 185. Assim, a FCM de uma pessoa de 35 anos é 185 bpm (batimentos por minuto). Após fazer essa conta, você pode medir no seu punho, ou no seu pescoço.

Inclusive, quando você encontrar o pulso, você deverá contar os batimentos por 10 segundos e multiplicar por 6. Assim sendo, o resultado será o número de batimentos por minuto. Mas, antes de fazer, nós indicamos que você confira como é a forma ideal de medir em cada um dos lugares.

No punho

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Primeiramente, é necessário que você esteja de repouso, de preferência deitado, por pelo menos 5 minutos. Assim sendo, coloque os dedos indicador e médio esticados sobre a parte interna do punho, logo abaixo da base do polegar. Logo após, pressione ou movimente os dedos para os lados, até sentir a pulsação.

Além do mais, nós indicamos que você utilize um relógio ou um cronômetro para marcar o tempo. E claro, observar também quantas vezes o seu coração bate durante 1 minuto.

No pescoço

Batimentos cardíacos- O que é, como medir, o que fazer quando está alta?

Já no pescoço, nós indicamos que você posicione os dedos indicador e médio na parte macia e oca da lateral do pescoço. Logo após, pressione firmemente até sentir sua pulsação.

E aí conseguiu medir? Tiramos todas as suas dúvidas?

Leia mais: 10 alimentos que fazem bem para o coração [saúde]

Fontes: Tua saúde, Médico responde, Saúde. Ig, Saúde. Ig

Imagens: Tua saúde, Planilha fit, Qualidade de vida, Mundo da nutrição, Globo esporte, Globo esporte, Opas, Contra relógio, Médis, A revista da mulher, Adriano Canedo, Notícias ao minuto

Próxima página »

Escolhidas para você