Curiosidades

Benefícios da melancia – Como consumir, efeitos positivos e mitos

Consumir melancia pode trazer efeitos benéficos que vão além da hidratação, incluindo combate a doenças e reposição de energia do corpo.

Por P.H Mota

A melancia é uma fruta conhecida por ser muito rica em água e, por isso, boa para a hidratação. No entanto, existem vários outros efeitos benéficos da melancia na saúde a partir do consumo da fruta.

Composta basicamente de água (92% de sua composição), a fruta não tem muitas influências sobre os níveis de açúcar no sangue. Sendo assim, pode ser uma ótima opção saudável para quem quer manter uma dieta equilibrada.

Apesar de ter poucas calorias, no entanto, a melancia contém frutose. Ou seja, caso consumida em excesso pode trazer prejuízos. Sendo assim, o ideal para uma dieta equilibrada é comer até duas fatias de 100g por dia.

Como consumir

Benefícios da melancia - principais efeitos positivos da fruta na saúde
Days of the Year

A principal forma de consumo da fruta é na sua versão in natura. Simplesmente cortar uma fruta e retirar uma fatia para comer é a opção mais saudável. Isso porque, além de garantir a ingestão do líquido e de seus nutrientes, essa forma garante o consumo das fibras da fruta.

Outra forma de obter os benefícios da melancia é tomar o suco da fruta. Porém, nesses casos é importante ter cuidado com a quantidade de açúcar misturado, já que a fruta já contém frutose.

Além disso, comer a semente da melancia também pode trazer bons efeitos para a saúde. As sementes não fazem mal e ainda são boas fontes de vitaminas, minerais e aminoácidos ausentes na polpa.

Benefícios da melancia

Benefícios da melancia - principais efeitos positivos da fruta na saúde
Entertainment Times

Uma vez que é rica em vitaminas e sais minerais (incluindo ferro, cálcio, fósforo, potássio, sódio e magnésio), a melancia ajuda na prevenção de algumas doenças. Ao reduzir as deficiências nutricionais do corpo, a imunidade é fortalecida e alguns problemas são evitados.

A prevenção de doenças também está ligada ao alto índica de vitamina C e licopeno, que agem como antioxidantes capazes de reduzir os riscos de câncer. Além disso, existem propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e analgésicas que combatem doenças cardiovasculares e protegem as células do rim contra inflamações e infecções.

Os carotenoides presentes na melancia também ajudam a prevenir a formação de placas que podem entupir as artérias.

Por ser rica em nutrientes, também é uma ótima opção de fonte de energia. Para quem treina na academia, por exemplo, comer melancia depois dos exercícios é uma ótima forma de repor energia. Os efeitos desse consumo são semelhantes aos de consumir bebidas esportivas, mas com mais concentração de água e menos de carboidratos.

Essa concentração de água também é muito importante como fonte de hidratação e agente diurético. Ao aumentar o consumo de água do corpo, a produção de urina também é aumentada.

Outros benefícios da melancia

Benefícios da melancia - principais efeitos positivos da fruta na saúde
Grey Bears

Alguns efeitos benéficos da melancia ainda estão em estudo e não foram comprovados. Entre eles, por exemplo, estão os efeitos no tratamento de asma. Estudiosos sugerem que a ação anti-inflamatória da melancia pode reduzir a inflamação crônica do pulmão e, assim, combater sintomas e crises de asma.

Dois estudos realizados na Universidade Texas A&M, nos Estados Unidos, também sugerem que os benefícios da melancia incluem redução no risco de obesidade e efeitos semelhantes ao do Viagra. No primeiro caso, um aminoácido encontrado na melancia (arginina) foi responsável por reduzir até 60% da gordura corporal de ratos, mesmo com dietas ricas em gordura.

Já no caso dos efeitos de Viagra, o estudo sugere que consumir uma fatia de melancia pode dilatar os vasos sanguíneos de maneira semelhante ao medicamento. Além disso, os pesquisadores defendem que os nutrientes da fruta ajudam a aumentar a libido.

Mitos sobre a fruta

Benefícios da melancia - principais efeitos positivos da fruta na saúde
healthline

Melancia engorda: por conta do baixo teor de caloria e da presença da arginina, a melancia não vira gordura no organismo. Além disso, a concentração de fibras da fruta ajuda na saciedade, ajudando a evitar o consumo exagerado de alimentos e melhorar a saúde do intestino.

Diabéticos não podem comer: apesar da presença de frutose na composição, a fruta não está proibida na dieta de diabéticos. No entanto, o consumo isolado de frutas para esses pacientes não costuma ser indicado para evitar picos de açúcar no sangue. O consumo não é proibido, mas deve ser orientado por um nutricionista.

Ajuda na recuperação muscular: a melancia é indicada para o consumo pós-treino por repor energia e líquidos, não por recuperar músculos. Ainda que seja rica em magnésio, fósforo e cálcio, que atuam nesse processo, não contém proteínas suficientes para realizar essa função.

Faz mal à noite: até hoje, nenhum estudo científico mostrou que existe algum risco para a saúde vindo do consumo noturno de melancia.

Não deve ser misturada ao leite: assim como no caso anterior, não existe nenhuma pesquisa que comprove malefícios da mistura de melancia com leite.

Fontes: Tua Saúde, Minha Vida e Viva Bem.

Imagens: Yen Vu, Days of the Year, Entertainment Times, healthline, Grey Bears e Secom.

Próxima página »

Escolhidas para você