História

Quem foi Cindy James? História do assassinato da enfermeira

Em resumo, Cindy James foi uma enfermeira canadense encontrada morta após uma sequência de eventos misteriosos e acidentes domésticos.

Em primeiro lugar, Cindy James entrou para a história por conta de um caso de homicídio misterioso. Nesse sentido, em 1989, encontrou-se a enfermeira canadense de 44 anos amarrada, violentada e morta. Ademais, havia dias que ela estava desaparecida, mas relatos e documentos mostram que a vítima afirmou incontáveis vezes anteriormente que estava sendo perseguida por alguém.

Apesar disso, as autoridades apontaram a causa da sua morte como suicídio e arquivaram o caso. Porém, diante do questionamento da família sobre a decisão, a justiça reabriu a investigação. Entretanto, nenhuma resposta definitiva existe até hoje, tornando esse um dos mistérios em relação aos crimes reais.

Curiosamente, até os dias atuais a irmã de Cindy James acompanha o caso e cobra ações da justiça em um site específico sobre o mistério. Além disso, publicou-se livros a respeito da história, com participação em programas investigativos e criminais. Sobretudo, estima-se que a família aguarda a conclusão real do caso até os dias atuais.

Cindy James, quem foi? História do assassinato da enfermeira

Continua após a publicidade

Quem foi Cindy James?

A princípio, Cindy James nasceu na cidade de Oliver, no Canadá, mais especificamente no ano de 1944. Além disso, não se sabe ao certo o mês e a data de seu nascimento, porque essas informações nunca foram divulgadas. Apesar disso, sabe-se que seu nome completo é Cynthia Elizabeth Hack, mas seu apelido seria Cindy James.

Nesse sentido, ela formou-se na escola de enfermagem em 1966 e alguns anos depois tornou-se administradora de uma pré-escola. Mais ainda, a instituição trabalhava com crianças com problemas comportamentais e emocionais. Ademais, Cindy James mudou-se para Vancouver logo após tornar-se enfermeira.

No geral, era uma profissional bem vista e querida no trabalho, recebendo diversos elogios de seus colegas. Portanto, todos a conheciam como alguém que trabalhava com amor e excelência. Primeiramente, Cindy estava casada com Roy Makepeace, mas não tinha filhos, apesar de amar e trabalhar com crianças.

Eventualmente, em julho de 1982, ela e o marido se divorciaram, mas não foi de comum acordo. Em outras palavras, Cindy James e seus amigos sabiam que a separação não foi amigável, pois o homem a amava incondicionalmente e não queria o divórcio. Portanto, a partir desse momento iniciou-se uma série de eventos assustadores.

Continua após a publicidade

Antes de mais nada, Cindy começou a receber telefonemas misteriosos e ameaçadores em diferentes horários do dia. Mais ainda, cartas e bilhetes passaram a ser entregues em sua casa e no trabalho, mandando-a se matar. Inicialmente, Cindy James acreditou ser uma brincadeira passageira e de mal gosto, mas o problema persistiu por sete anos até que ela decidiu envolver a polícia.

Cindy James, quem foi? História do assassinato da enfermeira

Eventos misteriosos

Em resumo, Cindy James informou a polícia que ao longo dos sete anos antes dela tomar a decisão de envolver a polícia, outras coisas aconteceram. Basicamente, foi vítima de quase 100 assédios e 5 ataques físicos bastante violentos, todos com registro e laudo médico. Ademais, a casa dela era vandalizada constantemente, com as luzes da varanda quebradas, fios de energia e telefone cortados e afins.

Desse modo, o medo tornou-se algo constante na vida da enfermeira. Eventualmente, seus amigos e familiares perceberam que ela não atendia ligações e estava faltando ao trabalho. Portanto, sua amiga Agnes Woodcook foi até a casa dela, mas não teve respostas. Porém, ao tentar entrar pela porta de trás, encontrou a enfermeira desacordada e com uma meia preta ao redor do pescoço.

Continua após a publicidade

Logo em seguida ao acordar, Cindy relatou que tinha ido até a garagem de sua casa, quando alguém com um tênis branco se aproximou dela e a violentou. Eventualmente, ambas contaram com a ajuda do investigador particular Ozzie Kaban. Além disso, ela se mudou de casa, alterou o carro, a aparência e ate mesmo o seu nome de registro.

Apesar disso, os ataques continuaram acontecendo, e de forma mais grave. Em resumo, o investigador particular a encontrou deitada no chão de casa com uma faca na mão. Sobretudo, seu relato revelou que ela foi atacada e drogada por uma agulha que entrou no seu braço pela ação do agressor. Contudo, a polícia nunca registrou impressões digitais, e o evento passou sem documentação.

Como consequência, a casa de Cindy James tornou-se vigiada 24 horas por cerca de 14 policiais. Porém, a investigação apontava que não existia nenhum agressor. Em contrapartida, a família acreditava que o agressor teria se afastado após a proximidade da polícia.

Cindy James, quem foi? História do assassinato da enfermeira

Continua após a publicidade

A morte de Cindy James

Posteriormente, e em decorrência de outros casos de ataques suspeitos, a polícia passou a acreditar que a enfermeira estava criando as situações. Desse modo, internaram Cindy James em uma ala psiquiátrica de um hospital local por tentativa de suicídio. Ademais, Cindy havia passado pelo polígrafo e omitido informações, o que aumentou a suspeita da polícia.

Sobretudo, a teoria da polícia partia da ausência de impressões digitais nas cenas dos ataques. Entretanto, no dia 25 de maio de 1989, seis anos e sete meses após o primeiro telefonema, Cindy James desapareceu sem deixar traços. Além disso, encontraram seu carro no estacionamento, com mantimentos e um presente embrulhado, mas sangue na porta do motorista.

Logo em seguida, encontraram o corpo de Cindy duas semanas depois em uma casa abandonada. Em resumo, a vítima tinha suas mãos e pés amarrados na parte das costas, com uma meia de náilon preta em seu pescoço. Nesse sentido, interpretaram o caso como assassinato brutal. Mais ainda, a autópsia revelou que ela teria falecido em decorrência de uma overdose de morgina e outras drogas.

Porém, a polícia concluiu que era teria cometido suicídio, enquanto o investigador particular duvidava dessa teoria. Em especial, a sua hipótese se sustentava na impossibilidade de Cindy James ter amarrado as próprias mãos e pés nas costas. Por fim, os legistas classificaram o crime ocmo um evento desconhecido com a vítima, sem conclusão definitiva sobre a causa da morte.

Continua após a publicidade

Em contrapartida, três homens foram indiciados como suspeitos, incluindo seu ex-marido e um amante da enfermeira. No entanto, os casos foram arquivados em decorrência da ausência de provas para incriminar os suspeitos.

E aí, aprendeu quem foi Cindy James? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência.

Próxima página »

Escolhidas para você