Mundo Animal

Cobra Coral – Características e como diferenciar as falsas das verdadeiras

A cobra coral é um animal presente em todo o Brasil e bastante perigoso. Entenda mais sobre suas características e sobre coral verdadeira.

Por Victor Prado

-

Certamente, uma das cobras mais famosas que está localizada em todo Brasil é a cobra coral. Essa cobra se destaca pela coloração bem peculiar dentre todos os animais semelhantes a ela. Sua versão mais conhecida tem anéis vermelhos fortes, sempre intercalados com anéis de outras cores que dão um contraste único.

Existem muitas coisas que você não sabe sobre a cobra coral. Nessa matéria vamos explorar um pouco mais sobre seu comportamento, suas características e por fim, a diferença a cobra coral verdadeira e a cobra coral falsa. Ao todo, no Brasil, existem cerca de 37 espécies de coral verdadeira e 60 espécies de cobra coral falsa.

Todavia, antes de sabermos mais sobre o mundo da cobra coral, vamos a analisa taxonômica dela:

  • Reino: Animalia
  • Filo: Chordata
  • Classe: Reptilia
  • Ordem: Serpentes
  • Família: Elapidae
  • Gênero: Micrurus

Existem dezenas de espécies que podem diferir uma da outra. Sem mais delongas, fique em seguida com as principais informações sobre a cobra coral:

Características da cobra coral

Cobra Coral
G1

Como dito anteriormente, a cobra coral se destaca pela sua coloração. Os anéis, geralmente, se intercalam entre vermelho, preto, brancos e amarelos. Essa coloração é chamada de aposemática, um tipo de coloração contra predadores. Tal artifício também está presente em diversos outros animais, como, por exemplo, rãs coloridas e borboletas. A cobra coral falsa também possui, essa coloração, mas vamos deixar suas diferenças para o final da matéria.

Elas são peçonhentas e podem ser encontradas em boa parte da América do Sul, incluindo o Brasil, onde ela está presente em todo o território. Seu veneno é muito poderoso, podendo matar um boi de 500 quilos com apenas uma picada.

Seu veneno causa insuficiência respiratória e também bloqueia o sistema neuromuscular. Também existem outros sintomas, como por exemplo, vômitos e visão turva.

Para aplicação do veneno, a cobra coral utiliza suas presas frontais como todas as serpentes do grupo Elapidae. Muitos se confundem acreditando que essa espécie não tem dentes na parte da frente, porém eles existe, apesar de serem muito pequenos. Cobras de outros grupos possuem dentes na parte de trás da boca.

Por fim, vamos falar do seu comprimento, que não é nada assustador. Seu tamanho gira em torno de 17 centímetros, portanto, o veneno e sua coloração são as principais armas contra presas e predadores.

Comportamento

cobra coral
G1

Como dito anteriormente, sua principal arma é seu veneno. Sendo assim, ela se alimenta de pequenos animais após ele ter morrido devido sua mordida. Dentre os principais animais que são as presas da cobra coral, estão pequenos roedores, pequenos lagartos, e também alguns mais exóticos, como por exemplo, outras cobras menores.

Seu acasalamento é igual ao da grande maioria das cobras. A fêmea libera feromônios para encontrar o macho. Quando eles se encontram, eles “enroscam” seus corpos até que seus órgãos sexuais entrem em contato. Por fim, o esperma é liberado e a fecundação ocorre de forma interna na cobra fêmea. O réptil então põe os ovos, que podem ser de 2 a 10 ovos, que são fecundados em torno de 60 dias.

Coral falsa vs coral verdadeira

Cobra Coral - Características, comportamento e coral falsa
Hiper Cultura

Certamente, uma das maiores dúvidas envolvendo repteis envolve a cobra coral verdadeira e cobra coral falsa. É muito comum acreditar que a versão falsa da cobra coral não tem veneno, mas não é bem assim. Algumas possuem veneno, porém o tipo de dentição da cobra a impede de injetar ou torna impossível a injeção do veneno.

A cobra coral falsa pode ter a dentição opistóglifa, onde os dentes são na parte traseira, tornando o perigo para o ser humano quase inexistente. Existem também a dentição áglifa, onde os dentes não tem inoculadores de veneno, também impedindo a passagem do veneno durante a mordida.

Acredita-se que para diferenciar as duas, é necessário olhar os padrões das cores. Apesar de isso ser bastante popular, isso não é valido. A única forma de saber se uma cobra coral é falsa ou verdadeira, é através da dentição. Apenas um especialista pode fazer tal verificação e caso você seja picado por qualquer cobra, deve se procurar ajuda médica na hora.

E aí, o que achou da matéria? Comenta aí e compartilha com todo mundo. Caso tenha gostado, é provável que também goste dessa: Polvos – Características, comportamento e diferença entre eles e as lulas

Fontes: Toda Biologia, G1, Escola Kids, Hiper Cultura

Imagem de destaque: Vilson Nunes

Próxima página »

Escolhidas para você