Curiosidades

Cotonete – Origem e forma correta de se usar sem prejudicar a audição

O cotonete vem sendo usado há muitos anos para fazer a limpeza dos ouvidos, porém, é importante saber qual a forma certa de usa-lo sem prejudicar a audição.

O cotonete é um utensílio bastante usado na higiene pessoas, desde bebês até adultos o usam para limpar os ouvidos. Mas, o que seria o cotonete? O cotonete trata-se de um estilete curto que é revestido em suas extremidades por bolas de algodão absorventes. Com o intuito de realizar a limpeza dos ouvidos, ele é bastante utilizado em cosmética e higiene pessoal. Entretanto, o uso desse instrumento para a limpeza dos ouvidos não é indicada.

Ademais, o cotonete surgiu através do dono de uma empresa de coisas para bebês, chamado Leo Gersternzang. Pois, ele via sua mulher limpando os ouvidos de sua filha utilizando um palito de madeira com algodão na ponta. Desse modo, ele ficou preocupado e começou a desenvolver uma forma mais eficaz para essa limpeza.

No entanto, a má utilização desse instrumento pode acarretar riscos. Por exemplo, tampão de cera, eczema, coceiras e descamação e até mesmo perdas auditivas. Por isso, é essencial utilizar da maneira correta, limpando apenas a parte externa da orelha.

O que é um cotonete?

Imagem: Ekological

O cotonete consiste em um estilete curto e revestido em suas extremidades por bolas de algodão absorventes. Ademais, são bastante utilizados em cosmética e higiene pessoal. Desse modo, é principalmente utilizado com o intuito de realizar a limpeza dos ouvidos.

Continua após a publicidade

Origem do cotonete

Imagem: Mensagem com Amor

Inicialmente, a ideia de criar uma haste flexível surgiu em 1922, através de um polaco naturalizado americano chamado Leo Gersternzang. Pois, ele viu sua esposa limpando os ouvidos de sua filha após o banho, utilizando um palito de madeira com algodão na ponta. Dessa forma, ele se preocupou com o risco da madeira ferir os ouvidos da filha, ou que o algodão ficasse preso dentro do ouvido. Por isso, ele decidiu criar um estilete flexível que não ocasionasse danos o limpar o ouvido de bebês, e tivesse maior segurança para manusear.

Ademais, ele tinha uma empresa de produtos de bebês, chamada Leo Gerstenzang Infant Novelty Company, onde pesquisou e desenvolveu a sua ideia. No entanto, mesmo com diversos recursos em sua empresa, demorou alguns anos para chegar ao modelo pretendido.

Por fim, ele tentou viabilizar a comercialização, e chamou o produto de Baby Gays, que em 1926 mudou o nome para Q-Tips Baby Gays. Posteriormente, o nome ficou apenas como Q-Tips, que é, atualmente, a marca registrada da Chesebrough-Ponds, Inc. Porém, as hastes de plástico, mais seguras e flexíveis, foram introduzidas somente em 1963.

Qual a função da cera nos ouvidos?

Imagem: Revista Encontro

A cera no ouvido contribui para a saúde do ouvido. Pois, o cerúmen funciona como uma proteção contra traumas, ressecamentos e bactérias. Dessa forma, a cera apresenta diversas propriedades protetoras. Por exemplo, impermeabilidade à água, consistência pegajosa, presença de anticorpos, pH ácido, e também age como lubrificante do canal auditivo. Ademais, o ouvido externo é autolimpante.

Continua após a publicidade

Ou seja, as células se renovam de dentro pra fora, fazendo com que o cerúmen saia naturalmente do ouvido. No entanto, as pessoas acham que essa cera por fora do ouvido seja sinal de excesso, mas é apenas a limpeza natural do ouvido. Desse modo, acabam utilizando os cotonetes na tentativa de realizar uma limpeza no ouvido. Consequentemente, podem provocar problemas auditivos caso feito o mau uso desse instrumento.

Qual a maneira correta de utilizar o cotonete?

Imagem: Sons da Vida

Para utilizar o cotonete é necessário apenas limpar a parte externa da orelha em casos de excesso de cera. Ademais, não se deve usar todos os dias, evitando criar uma espécie de tampão de cera que prejudica a audição. Além disso, pessoas que produzem excesso de cera devem recorrer a uma ajuda médica para um tratamento e limpeza adequados.

Riscos do mau uso

Imagem: Tua Saúde

O uso do cotonete deve ser algo feito com cautela. Entretanto, nem sempre as pessoas tem o cuidado necessário. Por isso, surgem alguns riscos devido ao mau uso, sendo eles:

  • Tampão de cera – Ao utilizar o cotonete, a cera é empurrada para dentro do ouvido, formando uma espécie de tampão. Além disso, esse tampão pode gerar o comprometimento da audição.
  • Coceiras e descamações – O algodão contribui com a retirada da oleosidade e lubrificação do ouvido, o que provoca o ressecamento, que desencadeia coceiras e descamações.
  • Eczema – Consiste em um processo inflamatório que atinge a pele do canal auditivo externo e provoca coceira.
  • Otite externa – Ao usar o cotonete, ele pode transportar micro-organismos que podem gerar infecções. Ademais, essa doença também pode ser causada por quem possui eczema ou cera em excesso.
  • Perdas auditivas – O uso incorreto pode gerar traumas profundos que podem perfurar a membrana do tímpano. Logo, provocando sangramento e perdas auditivas.

Em suma, o cotonete tem a função de realizar a limpeza externa das orelhas e o excesso de cera que sai dos ouvidos. No entanto, não são indicados para limpar a parte interna do canal auditivo, pois pode causar problemas que irão precisar de tratamento médico. Por isso, é muito importante usar o cotonete de forma correta.

Continua após a publicidade

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Descubra porque você jamais deveria limpar os ouvidos!

Fontes: Origem das Coisas, Blog Saúde, Secretaria da Saúde, Grupos H Brasil, Brasil de Fato, Tua Saúde

Imagens: Super Abril, Ekological, Mensagens com amor, Revista Encontro, Sons da Vida

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você