Curiosidades

Criptomoedas – Para que servem, como investir, riscos e as mais valiosas

As criptomoedas são conhecidas como o negócio do futuro, ainda assim, já moldam o presente o promovem os investimentos e o comércio.

Por Toni Nascimento

-

As criptomoedas são conhecidas como o negócio do futuro. Basicamente, são moedas digitais que não são regularizadas pelo estado (ou seja, estão livre de impostos e burocracias) e que prometem lucros grandes quando associadas a investimentos.

Acima de tudo, ela é um código virtual que pode ser convertido em valores reais. Apesar da sua negociação se dar pela internet, sem supervisão ou intermediário, ela possui criptografia, seu dispositivo de segurança que deixa as transações mais seguras.

É constantemente lembrada por ser livre de burocracia. É necessário comprar a criptomoeda de um emissor ou de alguém que já tenha a moeda digital.

Como funcionam as criptomoedas?

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
Guia do Bitcoin

Primeiramente, a compra e venda da moeda acontece completamente na internet. Além disso, ela feita de forma anônima. Ela é armazenada em uma carteira digital e pode ser administrada de qualquer dispositivo com acesso a internet.

Um dos pontos mais fortes das criptomoedas é o blockchain. Também chamado de “protocolo da confiança”, consiste em bases de registros e dados compartilhados, tendo como principal medida de segurança a descentralização.

Ele permite criar um índice global para todas as transações dentro do mesmo mercado, totalmente público e compartilhado. Além disso, a ausência da mediação cria o senso de confiança na comunicação direta entre as partes da transação.

A moeda virtual é um investimento de grandes players como a Microsoft e a IBM, além de governos como os Emirados Árabes, Estônia e Singapura.

Para que servem?

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
InfoMoney

Primeiramente, as criptomoedas permitem transações de compra e venda de bens e serviços. Por exemplo, empresas como WordPress, DELL e Soundcloud aceitam pagamento com criptomoeda.

Outra possibilidade é a transferência de valores pela internet, sem a necessidade de taxas comumente cobradas por instituições financeiras e bancárias.

Compra e venda de moedas digitais

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
Olhar Digital

Acima de tudo, o trâmite para emissão e repasse é totalmente digital. A compra e venda também acontece pela internet. No mercado brasileiro a moeda digital é chamada de ecoins e há opções como o Mercado Bitcoin e a Braziliex.

É preciso criar uma conta, gratuitamente, e informar o valor em reais ou a quantidade de moedas virtuais desejada para comprar ou vender. Em contraste, empresas internacionais como a Poloniex, Bittrex e Bitfinex permitem investimento utilizando dólares.

Na Braziliex, o usuário pode solicitar o saque para suas carteiras digitai ou para sua conta corrente, no caso de saques em real.

Mineração

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
C

Para conseguir uma criptomeoda, sem ser comprando-a, você precisa minerar.  O procedimento é baseado em resolver um problema com cálculos matemáticos complexos em seu computador. De dez em dez minutos, é adicionado um novo problema a blockchain.

Quem consegue resolvero problema, envia a solução à blockchain. Consequentemente, o usuário ganha unidades de criptomoedas pelo trabalho. Tais usuários são conhecidos como mineradores.

Em resumo, mineração de criptomoedas é encontrar a chave que criptografa os blocos, chamada de “hash”. Por exemplo, no caso do bitcoin, toda vez que um minerador encontra um bloco válido, ele é recompensado com 12,5 bitcoins.

Qualquer um pode tentar achar as hashs, porém, poucos acham à solução. Isso devido ao fato de que é necessário ter um computador e sistema avançado. Consequentemente, é mais fácil comprar uma criptomoeda de quem já tem uma delas.

Investidores de criptomoeda

Acima de tudo, existem apenas dois tipos de investidores de criptomoeda. Isso por que essas moedas digitais sofrem alterações de valor muito bruscas em pequenos espaço de tempo. Ou seja, o perfil desses investidores são mais agressivos e pessoas orientadas politicamente para perspectivas mais liberais.

Investidores agressivos

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
Exame

Da mesma forma que criptomoedas podem ter grandes riscos de perda, elas também possuem altas possibilidades de lucro. Consequentemente, ele é bastante atrativo para os investidores com o perfil agressivo.

Esse tipo de investidor aproveita o crescimento das moedas virtuais para expandir o patrimônio. Além disso, existem algumas moedas menos arriscadas e, consequentemente, com maior possibilidade de ganhos.

De qualquer forma, tudo deve ser analisado com calma antes de investir dinheiro. Para quem segue a máxima “quanto mais arriscado é um investimento, maior é a sua rentabilidade”, as criptomoedas são uma boa opção.

Perspectiva política liberal

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
O Liberal

Liberais são mais favoráveis ao investimento de criptomoedas. Isso porque ao comprar esse tipo de moeda, você faz com que o seu dinheiro seja controlado somente por você. Consequentemente, nem o governo e nem os bancos poderão cobrar taxas do seu patrimônio.

O que saber antes de investir?

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
InfoMoney

Primeiramente, basta uma olhada para notar que vale mais a pena apostar na criptomoeda do que na Bolsa de Valores brasileira.  Enquanto uma criptomoeda valoriza 276% no ano, a bolsa de Valores brasileira apresenta alta de 25% no mesmo período.

Além disso, é preciso estar atento às oscilações dessa moeda com quedas e altas diárias. Além disso, não é indicado investir mais do que 5% do patrimônio nesse segmento.

Caso opte pelo serviço de uma corretora, que faz a intermediação dessas transações, você vai precisar atender a requisitos geralmente cobrados no mercado financeiro comum. Além disso, nesses casos, há cobrança de uma taxa sobre o valor da operação.

Vantagens e desvantagens

Primeiramente, como tudo na vida, apostar nessa moeda digital possui vantagens e desvantagens. Ela é mais difícil de ser roubada após ser comprada, porém é regida por um mercado internacional. Apesar de não necessitar de grandes aparatos de segurança, ela fica sobre riscos em tempos de instabilidade política e econômica.

Acima de tudo, ela pode ser usada e manobrada por qualquer um que tenha internet. Apesar disso, fica sob o risco de hackers ou corrupção de dados. Além disso, elas podem ser usadas em cada vez mais lugares e não sofre influência de inflação. Em contraste, não se sabe exatamente sobre seu futuro.

Criptomoedas mais valorizadas

Bitcoin

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
GB

Basicamente, é a primeira moeda digital descentralizada do mundo. Lançada em 2008, pelo programador de pseudônimo Satoshi Nakamoto, ela já vale como pagamento em várias partes do mundo, como no Japão, por exemplo.

Litecoin

 

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
GB

Basicamente, esta é conhecida no mercado como a irmã caçula do Bitcoin. Ela tem as mesmas características que sua antecessora, contudo, conta com menor tempo de transação, menor taxa de bloqueio e mais acessibilidade.

Ethereum

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
L

Apresentada em 2014, essa é uma das criptomoedas mais jovens do mercado. Aliás, ela nasceu de um projeto de crowdfunding, ou seja, se uma vaquinha online. Ela é considarada, atualmente, a 2ª maior criptomoeda do mundo.

Ripple

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
Ripple

A XRP, como também é chamada, é diferenciada das anteriores. Isso porque ela pode ser considerata tanto uma criptomoeda quanto uma rede de pagamento aberta. Outro de seus diferenciais é que ela apresenta menores taxas e atrasos no processamento. Mesmo assim, está em baixa no mercado.

Monero

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
M

Além de contar com um código aberto, codificado a partir do zero, essas criptomoedas são bastante usáveis em pagamentos e transações.

Contudo, sua diferença para o Bitcoin é que ela cria um endereço único para cada transação, com senha privada. Ou seja, somente quem souber a senha poderá acompanhar uma transação feita com ela.

Dash

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
Guia do Bitcoin

Certamente, uma de suas vantagens é a confimação quase que automática de suas transação. Ela, aliás, é comandada pela rede Masternodes, que permite transações anônimas. Coisa que não acontece quando se usa Bitcoin, por exemplo.

Siacoin

Criptomoedas - o que é, para que serve e como investir
BTC Soul

Considerada uma das criptomoedas mais promissoras atualmente, o que a torna especial é sua tecnologia blockchain. Ou seja, ela não exige grandes processadoras na hora de fazer mineração.

Basicamente, os usuários só precisam ceder um espaço no computador para que as transações sejam processadas. Então, em troca, as pessoas recebem unidades da moeda digital.

Você gostou dessa matéria? Conheci alguma dessas moedas digitais além do Bitcoin? Já pensou, aliás, em fazer esse tipo de investimento?

Se você gosta desses assuntos financeiros, certamente você também vai gostar dessa outra matéria: Investimentos para iniciantes – 10 dicas preciosas para começar a investir.

Fonte: Istoé Finance One

Imagem de destaque: CNF

Próxima página »

Escolhidas para você