Curiosidades

Dentes de leite – Definição, cuidados e curiosidades

Os dentes de leite podem ser pequenos, mas são muito importantes. Eles agem como espaços reservados para dentes permanentes.

Os dentes de leite podem ser pequenos, mas são muito importantes. Dessa forma, eles agem como espaços reservados para dentes adultos. Sem dentes de leite saudáveis, a criança terá dificuldades para mastigar e falar claramente. Então, é por isso que cuidar dos dentes do bebê e mantê-los livres de cáries é tão importante.

O primeiro dente do bebê pode nascer por volta dos 6 meses de idade e, por volta dos dois ou três anos, todos os 20 dentes de leite já devem ter surgido em sua boca. A partir dos seis anos é quando as crianças começam a perder os primeiros dentes de leite, que dão lugar aos dentes permanentes. Por conseguinte, o processo de substituição dos dentes de leite continuará até aos 12 ou 13 anos.

Dentes de leite: o que são, cuidados e curiosidades
Fonte: Freepik

Os dentes de leite, chamados assim por serem brancos como o leite, desempenham um papel fundamental para que a criança tenha um belo sorriso quando adulto. Para esclarecer, esses dentes ocupam espaço na mandíbula para que os dentes permanentes apareçam corretamente. Além disso, ao notar pequenos espaços entre os dentes de leite do seu filho, não se preocupe, isso é bastante natural. Ou seja, essas fendas permitem um espaço extra para os dentes permanentes.

Os dentistas sugerem que a primeira consulta odontológica da criança seja entre 1 ou dois anos. E, conforme a criança cresce, é preciso incentivar medidas preventivas e cuidados como limpezas regulares, tratamentos com flúor e uso de fio dental.

Continua após a publicidade

Por que os dentes de leite caem?

Fonte: Freepik

Como explicado acima, esses dentes de leite agem como substitutos, criando espaço na mandíbula para os futuros dentes permanentes. Aliás, isso acontece por meio de um processo muito interessante. Quando um dente permanente está prestes a surgir, a raiz do dente de leite começa a se dissolver até desaparecer completamente. Nesse ponto, o dente está “solto” e apenas mantido no lugar pelo tecido da gengiva.

Qual a ordem de nascimento dos dentes de leite?

Existem cinco tipos diferentes de dentes que a criança desenvolverá durante os três primeiros anos de vida, são eles:

  • Incisivos centrais (dentes da frente)
  • Incisivos laterais (entre os incisivos centrais e caninos)
  • Primeiros molares
  • Caninos (ao lado dos molares da frente)
  • Segundos molares
Fonte: Freepik

Talvez, mais importante do que a ordem precisa do nascimento dos dentes, sejam o espaçamento e a prevenção de doenças. Infelizmente, os dentes de leite estão em maior risco de cárie. Isso pode levar a complicações, como:

  • Perda precoce do dente
  • Infecções
  • Gengivite (doença gengival)
  • Manchas amarelas ou marrons
  • Dificuldades de alimentação
  • Baixa autoestima

Os problemas de dentição tendem a ocorrer com mais frequência em crianças nascidas prematuramente, bem como naqueles que não têm acesso adequado à saúde.

Continua após a publicidade

Curiosidades sobre os dentes de leite

1. ‘Febre dos dentes’

Fonte: Freepik

Em primeiro lugar, o nascimento da dentição pode aumentar a temperatura do bebê, mas geralmente não o suficiente para ser considerada febre. Todavia, isso pode ser causado pela inflamação da gengiva, pois os dentes cortam os delicados tecidos gengivais.

2. São 20 no total

Fonte: Freepik

Em segundo lugar, a maioria das pessoas têm cerca de 20 dentes de leite. Eles são nossa primeira dentição e serão substituídos por dentes permanentes à medida que crescemos. Contudo, o último dente de leite geralmente cai por volta dos 12 anos de idade.

3. Possuem raízes

Fonte: Freepik

Os dentes ficam na boca porque têm raízes que os prendem em nossas mandíbulas. As raízes dos dentes são geralmente longas e lisas. Desse modo, os dentes da frente geralmente têm apenas uma raiz, mas os dentes de trás podem ter até três raízes. Com relação aos dentes de leite, quando chega a hora certa, o corpo produz células especiais que devoram lentamente as raízes dos dentes. Finalmente, quando a maior parte da raiz desaparece, o dente de leite cai.

4. São ricos em células-tronco

Fonte: Freepik

Existem células-tronco nas profundezas da câmara nervosa do dente. Muitas pesquisas estão sendo feitas sobre a utilidade e os benefícios dessas células-tronco. Além disso, as células-tronco são o que os cientistas chamam de ‘curingas biológicas’. Inclusive, diversos estudos mostram que as células-tronco colhidas dos dentes do bebê podem ter o potencial de ser manipuladas em uma variedade de células para reparar dentes danificados, induzir a regeneração do osso, bem como, restaurar células danificadas. E ainda, ajudar a tratar futuros cânceres, diabetes, doenças cardíacas e condições neurais como o mal de Parkinson, por exemplo.

Continua após a publicidade

5. Podem ficar para sempre

dentição dente de leite
Fonte: Freepik

Por fim, em casos raros, os dentes de leite podem permanecer para sempre se o dente substituto permanente estiver congênito.

Continue lendo sobre este assunto no próximo artigo: Dentes – Hábitos que afetam negativamente a saúde dos dentes

Fontes: Gou Odonto, Instituto Pensi

Fotos: Freepik

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você