História

Deuses gregos: origem, história e os principais deuses da Mitologia

Os mitos da religião da Grécia Antiga atribui aos deuses a origem e a direção da humanidade. Conheça todos os deuses e deusas nessa lista!

A mitologia grega também tem uma explicação para a origem do mundo. Desse modo, os deuses gregos que existiam antes da humanidade, eram os deuses primordiais. Em suma, as forças naturais são personificadas e os componentes mais básicos do cosmos são os Deuses.

De acordo com o mito grego da criação, no início havia o Caos. O caos era a personificação do nada absoluto – um vazio imerso e escuro do qual toda a existência surgiu.

Do Caos veio Eros, o deus do amor e da procriação. Aliás, por causa disso, deduzimos que os gregos antigos consideravam o amor como um dos poderes mais fundamentais do mundo.

Posteriormente nasceu o Tártaro, um lugar escuro como o abismo e o deus original do Submundo. A Deusa Gaia então surgiu como a personificação da Terra.

Érubus, o deus das trevas, e Nix, a deusa da noite, também nasceram do Caos. De Gaia veio Óreas, o deus das montanhas, Ponto, o deus do mar, e, por fim Urano, o deus dos céus.

Confira a lista com todos os deuses da mitologia grega a seguir.

Continua após a publicidade

Deuses primordiais da mitologia grega

1. Αion

Deus da eternidade. Ele era uma divindade primordial fantasmagórica que personificava o significado do tempo (às vezes é confundido com o deus Cronos). Em grego, Aion significa “século”.

Embora não tivesse corpo, ele também foi retratado como um monstro com corpo de cobra e três cabeças: uma humana (masculina), um touro e um leão. Segundo um mito, Aion e seu companheiro, Ananque (também com um corpo de cobra), envolveram-se em torno do ovo cósmico e o quebraram para formar o Universo.

2. Caos

O deus do vazio. Ele foi o começo de toda a vida. De acordo com a maioria das versões dos mitos gregos, o Caos preexistia a todos.

3. Cronos

O deus do tempo. Não deve ser confundido com Aion (deus da eternidade) ou Cronus (um dos Titãs).

4. Éter

O deus da luz. A centelha de vida para cada criatura. Etimologicamente, Éter significa a camada mais alta e pura de ar.

Continua após a publicidade

5. Érubus

O deus das trevas e das sombras. Em suma, ele simboliza o silêncio e a profundidade da noite junto com sua irmã, a deusa Nix. Ele geralmente é representado como um ser alado, escuro e enorme, uma dupla com Nix.

6. Eros

O deus do amor e da procriação.

7. Hipnos

O deus do sono e pai de Morpheus.

8. Óreas

O deus das montanhas.

9 Ponto

O deus do mar e pai das criaturas marinhas.

10. Tártaro

O deus da parte mais escura e profunda do submundo – o deus original do submundo. Em suma, o submundo era o lugar onde os ímpios são aprisionados e torturados eternamente após sua morte.

Continua após a publicidade

11. Tanátos

O deus da morte. Ele é o irmão gêmeo de Hipnos (deus do sono) e vive no escuro Tártaro.

12. Urano

O deus dos céus. Ele logo se tornou o governante do mundo e pai dos Titãs.

Deusas gregas primordiais

13. Áclis

A deusa da noite eterna. A primeira criatura que alguns dizem que existia antes mesmo do próprio Caos. De acordo com Hesíodo, ela é o demônio da morte.

14. Ananque

A deusa da inevitabilidade, compulsão e necessidade. Ela era uma força divina inevitável.

15. Gaia

A deusa da terra (Mãe Terra). Ela é a mãe de tudo, portanto, é a mãe primitiva. Em um nível cosmogênico, ela simboliza o lado material do Universo, enquanto o Caos simboliza o espaço do Universo. Ademais, Eros simboliza a força motriz que une tudo, dando origem ao resto.

Continua após a publicidade

16. Hemera

A deusa do dia.

17. Nemesis

A deusa da retribuição.

18. Nesoi

As deusas das ilhas.

19. Nix

A deusa da noite. Ela era uma entidade soberana, primordial e cosmogênica, respeitada e temida pela maioria dos deuses. Ela é irmã de Érubus, o deus das trevas e das sombras.

20. Tálassa

A deusa do mar e consorte do deus Ponto.

Continua após a publicidade

Deuses do Olimpo da mitologia grega

Após a criação do mundo, surgiram os Deuses do Olimpo. Os doze olímpicos eram os principais deuses gregos que viviam no topo do Monte Olimpo.

Os deuses do Olimpo chegaram ao poder derrotando os Titãs na Guerra dos Titãs (também chamada de Titanomaquia). Eles eram os filhos de Cronos e Reia (deusa da fertilidade e filha de Urano).

Assim, os doze deuses do Olimpo são: Zeus, Poseidon, Hera, Hestia e Demeter, Hades, e mais tarde Apolo, Artemis, Hermes, Atena, Hefesto, Afrodite e Ares. Com o passar dos anos, o semideus Dioniso tornou-se parte de seu grupo no Olimpo.

É muito comum referir-se ao panteão grego como “os 12 deuses do Olimpo”. No entanto, os antigos gregos não adoravam doze deuses específicos. Em vez disso, havia muitos mais, maiores e menores – mas ainda assim importantes – deuses e outros que eram adorados localmente.

Saiba mais sobre cada um dos deuses olímpicos da mitologia grega, abaixo:

21. Afrodite

Afrodite era a deusa da beleza, amor, romance e desejo que foi casada com Hefesto, o deus do ferro, fogo e invenções e teve um caso de amor com Ares, o deus da guerra.

Continua após a publicidade

Além disso, Afrodite era a deusa mais atraente do Monte Olimpo, despertando desejo para deuses e humanos. Ela também estava ligada ao renascimento e morte da natureza e dos seres humanos.

22. Apolo

Apolo era filho de Zeus e irmão gêmeo de Artemis, o deus da verdade e da luz, o deus da música e o deus do arco e flecha. Ademais, Apolo possuía o precioso dom da profecia. Ele foi o patrono da antiga cidade de Delfos, o primeiro oráculo da Grécia Antiga.

23. Ares

Ares era filho de Zeus e o deus da guerra e da violência representado como cruel, desumano e covarde. Por isso, nenhuma cidade grega quis tê-lo como patrono.

24. Artemis

Artemis era uma das três deusas virgens, a deusa da caça e a protetora dos animais selvagens. Além disso, Artemis tinha soberania absoluta sobre a natureza e dizia-se que trazia fertilidade a todos os lugares que a adoravam.

25. Atena

Atena era filha de Zeus, e a terceira deusa virgem, bem como a deusa da sabedoria, habilidades militares e ofícios. Além disso, ela era a deusa que ensinou à humanidade várias habilidades, como tecelagem e costura para as mulheres, e agricultura e metalurgia para os homens.

Ademais, ela também protegeu os heróis quando eles saíram para a guerra e os salvou em sua volta.

Continua após a publicidade

26. Deméter

Deméter era irmã de Zeus e a deusa da agricultura e da vegetação representava uma divindade amante da paz. Aliás, ela era a deusa que fornecia nutrição na terra e ensinava aos mortais como cultivar a terra. Sua filha, Perséfone, era a deusa do Submundo.

27. Dionísio

Dionísio nasceu como um semideus e se tornou o deus do vinho, da colheita da uva, da loucura ritual e do êxtase. Com efeito, apesar de ser um dos deuses do Olimpo, ele não vivia no Monte Olimpo pois sempre viajava para descobrir os segredos da produção de vinho.

28. Hades

Hades era irmão de Zeus e Poseidon e o deus do submundo. Ele quase nunca deixou seu reino e não era considerado um deus oficial dos Doze Deuses.

O ajudante de Hades foi Caronte, o barqueiro dos mortos, que tinha o dever de transferir as almas dos mortos com um barco sobre o rio Aqueronte do mundo dos vivos para o mundo dos mortos.

29. Hefesto

Hefesto era filho de Hera, a deusa do fogo e da metalurgia e marido de Afrodite. Ele era um deus bonito e amável. No entanto, quando sua mãe o viu pela primeira vez, ele o jogou do Monte Olimpo causando uma deformação em seu rosto.

Continua após a publicidade

Hefesto foi finalmente resgatado por duas Nereidas que o criaram por nove anos dentro de uma caverna.

30. Hera

Hera era a esposa e irmã de Zeus, a rainha dos deuses e a deusa das mulheres, casamento e parto.

31. Hermes

Hermes era filho de Zeus, o mensageiro dos deuses e o deus do comércio e do mercado, mercadores, ladrões e contadores de histórias.

Aliás, Hermes foi o único deus do Olimpo autorizado a visitar o Céu, a Terra e também o Mundo Inferior e assim desfrutou da popularidade entre todos os deuses e espíritos gregos.

32. Héstia

Héstia era uma das três deusas virgens e a deusa do lar e da família. Também era a deusa do fogo ou chama que nunca apaga Com efeito, Héstia era uma deusa perdoadora que nunca saiu da montanha sagrada do Olimpo. Por esse motivo, todos os deuses do Olimpo a respeitavam e amavam.

33. Poseidon

Poseidon era irmão de Zeus e deus do mar, rios, bem como tsunamis e terremotos representados como seus humores temperamentais, gananciosos e mal-humorados. Ele era o deus responsável pelos fenômenos naturais e sobrenaturais.

Continua após a publicidade

Portanto, Poseidon foi capaz de causar tempestades e terremotos, afogar terras, quebrar rochas e finalmente trazer a paz de volta.

34. Zeus

Por fim, temos Zeus, o rei dos deuses e o protetor da realeza, autoridade, ordem social e justiça representada como caprichosa e cruel. Apesar de seus caprichos, Zeus possuía o conhecimento perfeito e era misericordioso e prudente.

Outros deuses da mitologia grega

Deuses da mitologia grega: origem, funções e lista de todos os deuses

Além dos deuses acima, havia outros deuses menores da mitologia grega que as pessoas também honravam e respeitavam. Os gregos frequentemente ofereciam sacrifícios para pedir sua ajuda ou ganhar seu favor e construíam belos templos para homenageá-los. Eles são:

35. Hécate

A deusa da magia e necromancia. Foi ela quem ajudou a deusa Deméter na busca por sua filha. Ademais, os cães eram intimamente associados a ela. Portanto, os antigos gregos acreditavam que, quando os cães latiam de repente à noite, Hécate estava passando.

36. Éolo

O deus dos ventos. Ele supervisionava os oito Deuses do Vento (cada direção do vento era personificada pelos antigos gregos).

Continua após a publicidade

37. Asclépio

A deus da medicina. Ele era filho do deus Apolo que lhe ensinou a ciência da medicina.

38. Eris

A deusa do ciúme e da discórdia. Foi ela quem atirou a maçã de ouro no casamento de Tétis e Peleu porque não a convidaram. Aliás, sua ação foi o ponto de partida que mais tarde levaria à épica guerra de Tróia.

39. Pan

O deus da música selvagem, dos pastores e da música rústica. Ele é considerado um dos deuses gregos mais antigos e era especialmente amado pelo povo.

Outros personagens da mitologia grega

Em suma, os personagens principais que dominam na mitologia grega são os Deuses do Olimpo, os Titãs, as Criaturas e outras Divindades Maiores. Entre elas estão:

40. Caritas ou Graças

Também conhecidas como Graças, eram as três deusas menores do encanto, beleza, natureza, fertilidade e criatividade humana. Aglaeia era a deusa da boa ordem e conduta legítima, Eufrosini era a deusa da graça e da beleza e Thalia era a deusa das festividades e dos ricos banquetes.

41. Erínias ou Fúrias

As famosas Fúrias, eram divindades ctônicas femininas da vingança. Sua tarefa era ouvir as queixas dos mortais contra a insolência dos jovens aos idosos e punir os crimes. Megera era o causador da inveja e do ciúme que punia as pessoas pelos crimes de infidelidade conjugal, Alecto era quem punia os crimes morais e Tisífone quem punia os crimes de homicídio.

Continua após a publicidade

42. Moiras

As moiras ou fadas, eram três irmãs mitológicas e encarnações do destino. Cloto era a responsável por tecer o fio da vida humana e controlar a vida dos povos; por outro lado Láquesis era a responsável pelo medidor da banda de rodagem do fuso de Cloto determinando o destino; e por fim, Atropos era a responsável pela morte de pessoas.

43. Musas

As Musas, eram criaturas mitológicas associadas à inspiração das artes, literatura e ciência. Elas foram considerados como fonte de conhecimento. Aliás, elam eram 9:

  • Calíope, musa da eloquência e da poesia heróica.
  • Clio, musa da história.
  • Érato, musa da poesia lírica e erótica.
  • Euterpe, musa da música.
  • Melpômene, musa da tragédia.
  • Polímnia, musa da poesia sagrada.
  • Terpsícore, musa da dança.
  • Talia, musa da comédia e festividade.
  • Urânia, musa da astronomia

44. Ninfas

As ninfas eram divindades mitológicas da natureza associadas a um determinado relevo. Dessa forma, geralmente, eles eram considerados espíritos divinos que animam a natureza.

45. Titãs

Por fim, os Titãs ou Gigantes, eram a raça primitiva de divindades poderosas, filhos da Terra e do Céu e pais de seis deuses do Olimpo. Eles eram gigantes imortais de incrível força formando o primeiro panteão de deuses gregos.

A primeira geração de doze titãs e titânides incluiu Ceos, Crio, Oceano, Hipérion, Jápeto, Cronus, Têmis, Febe, Tetis, Mnemósine, Têmis, Téia e Réia.

Então, gostou deste conteúdo sobre os deuses da mitologia? Pois, leia também: Titanomaquia – História da guerra entre deuses e titãs

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você