História

Dia da mentira, qual a origem do 1º de abril?

O dia da mentira, apesar de parecer uma data sem importância, tem fundamentos históricos e, teve origem na França, do século XVI

Quem nunca pregou uma peça no Dia da Mentira, ou caiu em uma, que atire a primeira pedra. Comemorado no dia 1º de abril, o tal dia em que a mentira é liberada não é tão bobo quanto parece e tem origem histórica.

O que pouca gente sabe é que o Dia na Mentira é muito, muito antigo. E mais: tem origem na França.

Antes de chegarmos no contexto histórico da data, é importante saber que ela é famosa em várias partes do mundo. Na Inglaterra, o Dia da Mentira é conhecido como April Fool’s Day.  Em português, o termo quer dizer Dia dos Bobos de Abril.

E sim, até esse nome “fofo” adotado pelos ingleses tem origem histórica, como você confere abaixo.

Continua após a publicidade

Origem do Dia da Mentira

Segundo a história, a data vem do século XIV, da França. Naquele tempo, o ano novo era comemorado em uma data diferente de agora: de 25 de março ao dia 1º de abril. Nessa época do ano, é comemorado também o Equinócio de Outono, uma data mística para a religiões pagãs e que marcava a chegada do outono e da colheita.

Somente em 1564, com a adoção do calendário gregoriano pelo rei Carlos IX, o Ano Novo passou a ser comemorado no dia 1º de janeiro.

Acontece que uma mudança tão drástica não foi bem recebida por todo a população. Essas pessoas, que se recusaram a adotar o novo calendário, acabaram sendo chamadas de bobos de abril. Elas eram ridicularizadas e, no dia 1º de abril, recebiam convites para festas que não existiam, além de cartões e presentes pouco ortodoxos.

Foi a partir disso que o tal Dia da Mentira se originou. As peças e as mentirinhas contadas como forma de comemorar os “bobos de abril” (e até mesmo notícias falsas, como acontece hoje em dia) acabaram se tornando um costume na França e se espalharam por outras partes do mundo.

Continua após a publicidade

O Dia da Mentira no Brasil

No Brasil, o costume de brincar o Dia da Mentira chegou no início do século XIX. A data se popularizou a partir de Minas Gerais, por meio do jornal A Mentira. O periódico foi lançado no dia 1º de abril de 1848 e publicava assuntos sensacionalista e de veracidade duvidosa.

Só para ter ideia do tipo de matéria publicada no jornal, A Mentira noticiou a morte de Dom Pedro II, o então imperador do Brasil. Como muita gente acreditou na notícia, e isso poderia trazer sérias consequências ao Império, o jornal foi obrigado a desmentir a publicação depois de dois dias.

Interessante, não? Você sabia que existia tanta história por trás do Dia da Mentira? Comente!

Agora, falando em mentiras, que tal relembrar uma das mentiras mais bem contadas do Brasil? Leia também: Como está a grávida de Taubaté 7 anos depois de sua falsa gravidez.

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você