Curiosidades

Edward Mãos de Tesoura – 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton

Considerado por muitos a obra prima do diretor, Edward Mãos de Tesoura usa a fantasia para fazer uma reflexão sobre preconceitos

Por P.H Mota

Em 1990, Tim Burton levou aos cinemas a história que, para muitos, é sua obra prima: Edward Mãos de Tesoura. Além de contar com os jovens Johnny Depp e Winona Ryder, o longa também é marcado pela trilha sonora referência de Danny Eflman.

O filme chama a atenção logo nos créditos, com uma estética sombria marca registrada de Tim Burton. Logo no início, é possível perceber que vamos ver uma história de magia num mundo sombrio, mas suave.

Assim, numa mistura de fantasia com cotidiano, Burton também mistura emoções e sentimentos. Ao mesmo tempo, constrói uma história sobre preconceito e aceitação de diferenças.

O filme

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Dazed Digital

Logo que Edward Mãos de Tesoura começa, somos apresentados a uma senhora narrando um conto para sua neta. Assim, Burton já deixa claro que estamos mergulhando em uma história fantástica. Em um bairro destacado por ser especialmente colorido, se destaca uma mansão em tons de cinza. No alto da colina, a mansão praticamente em ruínas, é uma das primeiras referências visuais do filme ao cinema expressionista alemão.

A princípio, conhecemos Peg Boggs, uma mãe que trabalha como revendedora de cosméticos. Ela decide visitar a missão para tentar vender os produtos e, ali, encontra árvores estranhas. As plantas foram podadas nas formas de animais de humanos. Em seguida, ela também acaba descobrindo o personagem que dá nome ao filme, Edward Mãos de Tesoura.

Interpretado por Johnny Depp, Edward mora sozinho na mansão. Além disso, ele possui lâminas no lugar das mãos, o que gera o seu curioso nome. Isso porque ele foi criado por um inventor (Vincent Price), que morreu antes de poder colocar mãos em Edward. Por causa disso, ele preenche sua solidão esculpindo figuras em plantas e gelo e não pode tocar humanos, a menos quando cria cortes de cabelos revolucionários.

Assim, percebemos que Edward é vítima da própria inocência, amado por uns e condenado por outros. Dessa maneira, somos colocados diante dos problemas de convivência que ele tem. Edward não distingue o bem do mal, sofre tremenda rejeição e, por um tempo, gera fascinação.

Com isso, Burton utiliza Edward Mãos de Tesoura para mostrar como é difícil ser aceito quando você é diferente. Ao mesmo tempo que desperta a curiosidade, ele desperta medo. Por fim, a obra transmite uma lição de aceitação dos outros, bem como de si.

11 curiosidades dos bastidores de Edward Mãos de Tesoura

Filme cult

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
flickr

A princípio, Edward Mãos de Tesoura foi lançado como filme para um público restrito. No dia 9 de dezembro de 1990, ele entrou em apenas dois cinemas. Surpreendentemente, seu sucesso fez com que o filme ganhasse novas salas ao redor dos EUA e do mundo. Por fim, foram arrecadados mais de 86 milhões de dólares em bilheteria.

Outros Edwards

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
worldemand

Antes de escalar Johnny Depp para o papel, a produção do filme considerou vários outros nomes de destaque. Tom Cruise, Jim Carrey e Robert Downey Jr. chegaram a ser cogitados. Além disso, até mesmo Michael Jackson demonstrou interesse pela vaga.

Trilha sonora diferenciada

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Difusora

Tim Burton queria que a trilha sonora do filme fosse composta por Robert Smith, vocalista do The Cure. Robert chegou a receber uma cópia do roteiro, mas teve que recusar a proposta. Isso porque ele estava ocupado gravando um disco e nunca tinha ouvido falar do diretor. Assim, o trabalho ficou com Danny Elfman, que também foi vocalista de outra banda dos anos 80: Oingo Boingo.

Quase mudo

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Spotern

Ao longo de todo o filme, Edward Mãos de Tesoura fala apenas 169 palavras.

Esforço pela arte

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
AnOther

Antes de começar as gravações, Johnny Depp precisou perder 11 kg para o papel. Além disso, passava cerca de duas horas em sessões de maquiagem para fazer as cicatrizes no rosto. Durante o filme, inclusive, elas se modificam em tamanho e profundidade.

Referências

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Gaúcha ZH

O visual do personagem principal é uma referência clara ao sonâmbulo de O Gabinete do Dr. Caligari, interpretado por Robert Wiene. O filme é um clássico do cinema mudo, referência do movimento expressionista alemão.

Versão alterada

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Mental Floss

Na primeira versão do roteiro, Tim Burton pretendia contar a história como um musical.

Locação real

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Spirit FanFiction

O bairro onde o filme foi gravado é real e está nos arredores de Tampa, na Flórida. Antes das filmagens, a produção enviou todos os moradores locais para um hotel e pintou as casas como elas aparecem no filme. A inspiração da vizinhança é a cidade natal de Burton, Burbank.

Despedida das telas

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Horror Cult Films

Edward Mãos de Tesoura foi o último papel de Vincent Price, em uma cena de morte. Posteriormente, três anos após as gravações, o ator faleceu.

Obra prima

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
RegMovies

O filme é considerado por muitos, pelo próprio Tim Burton aliás, como a melhor obra para cinema do diretor.

Longa parceria

Edward Mãos de Tesoura - 11 curiosidades sobre o clássico de Tim Burton
Adoro Cinema

Esta foi a primeira vez em que Tim Burton e Johnny Depp trabalharam juntos. Posteriormente, ainda se uniram em Ed Wood (1994), A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça (1999), A Fantástica Fábrica de Chocolate (2005), A Noiva-Cadáver (2005), Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007), Alice no País das Maravilhas (2010) e Sombras da Noite (2012).

Fontes: Adoro Cinema, A Mente é Maravilhosa, Revista Moviement

Imagem de destaque: blogTO

Próxima página »

Escolhidas para você