Curiosidades

Emu – Hábitos, habitat natural e importância para o ecossistema

O Emu australiano é uma das maiores aves que existem no mundo, apesar de pertencer a família de pássaros, ele não consegue voar.

O emu consiste em uma ave que não consegue voar. Ademais, eles pertencem a uma família de pássaros conhecidos como ratites, assim como o avestruz, o ñandú, o kiwi e outros. No entanto, com o passar do tempo, e a crescente caçada a esses animais, hoje eles estão quase extintos.

Essa ave é conhecida cientificamente como Dromaius novaehollandiae, e consiste na maior ave endêmica da Austrália. Por outro lado, ela se assemelha com o avestruz, devido ao seu comportamento e físico. Entretanto, o avestruz é de origem africana e é um animal maior.

O emu possui mais de 1,5 metros de altura e chega a pesar mais de 45 quilos, sendo que as fêmeas são mais pesadas do que os machos. Além disso, possuem corpo robusto e pernas longas. Dessa forma, podem correr cerca de 50 quilômetros por hora.

O que é um Emu?

Imagem: Ebird

Emu é uma espécie de ave que não consegue voar. Ademais, são pássaros que se originaram na Austrália e pertence à família de ratites. Assim como o avestruz, os tinamúes, o ñandú, o cassowaries, o kiwi e o inambúes. Em suma, o macho e a fêmea não possuem diferenças fisicamente.

No entanto, é possível identifica-los através de pequenos detalhes. Por exemplo, através do som que emitem e a postura que adotam no pescoço, principalmente durante o calor. Por fim, seu habitat preferencial são as florestas esclerófilas e de savana, e raramente é encontrado em florestas tropicais.

Aspectos pré-históricos do emu

Imagem: HypesCience

Como mencionado anteriormente, a ave emu pertence à família de pássaros chamados ratites. Mas dentro desta família, ele é a que tem maiores aspectos pré-históricos. Pois, possuem fósseis muito antigos que datam de 80 milhões de anos atrás. Ademais, aborígenes australianos caçaram desde os tempos imemoriais do animal, se aproveitando de sua carne, couro, óleo, penas e etc.

Por outro lado, na década de 60 na Austrália iniciou-se a reprodução em nível produtivo positivo. Desse modo, atualmente é uma das atividades pecuárias de maior rendimento e maior crescimento em países como Estados Unidos e Austrália.

Morfologia e comportamento de um emu

Imagem: Earth

O emu pode ter mais de 1,5 metros de altura, chegando a pesar mais de 45 quilos, onde fêmeas são mais pesadas que os machos. Por isso, ele é a segunda maior ave, perdendo apenas para o avestruz que é a maior do mundo. Por outro lado, os emus possuem corpo robusto com pernas longas. Dessa forma, podem correr cerca de 50 quilômetros por hora.

Além disso, possuem uma coloração amarronzada, com a cabeça e pescoço no tom cinza-escuro, que os protegem contra luz solar e permite a camuflagem. Entretanto, possuem asas que são vestigiais e pouco funcionais, onde a ave pode até as bater, mas não é capaz de voar.

Ademais, a estação de procriação se inicia em dezembro, onde a fêmea e o macho desfrutam o cortejo, construção do ninho e postura dos ovos. Inicialmente a fêmea é dominante, mas na incubação o macho se torna territorial e agressivo, sendo o responsável pelos ovos. Por fim, após 50 dias, ocorre a eclosão e nascem os filhotes, que dependem dos pais somente até os sete meses.

Alimentação do emu

Imagem: Wikipedia

Ao estar livre, a ave se alimenta com muitos botões, sementes e frutos. No entanto, com a alimentação a base de ração, a ração diária do adulto deve ser cerca de 700 gramas. Além disso, ter uma base de milho, alfafa e cevada, e pode ser suplementada com forragem e legumes. Por outro lado, a água é essencial para que esses animais se mantenham hidratados.

Reprodução e incubação

Imagem: Casa dos Pássaros

Emus geram casais no período do verão australiano, que ocorre durante dezembro. Mas, o acasalamento acontece quando o clima se torna mais frio, o que é alguns meses depois. Geralmente, as aves são prolíficas, gerando entre 20 e 40 ovos. Ademais, o macho é o responsável pela incubação, que dura cerca de 50 a 54 dias. Além disso, o macho cuida dos filhotes até os 7 primeiros meses de vida, quando então se tornam independentes.

Inicialmente, durante os três primeiros meses de vida, os filhotes são rallones como um javali. Em seguida, mudam para um top subplumón, quase preto. Por fim, ao chegarem a um bom tamanho, sua plumagem é escura. Ademais, entre o primeiro ano de vida e o segundo eles atingem a maturidade sexual.

Ameaças e estado de conservação

Imagem: The Straits Times

O dingo australiano (espécie de lobo parecida com cachorro) é um dos maiores predadores do emu, eles distraem os machos durante a incubação. Entretanto, o emu fará o uso de sua altura e patas para dar chutes, que podem até matar seu inimigo.

Por outro lado, os falcões também são uma ameaça, eles fazem dos filhotes dessa ave como sua presa. Ademais, parasitas internos, como nematódeos pulmonares e cerebrais, também podem levar a morte desse animal.

Em síntese, essa ave possui grande papel nos ecossistemas, contribuindo para a dispersão de sementes. Pois, algumas sementes possuem revestimento que as impedem de brotar caso não sejam digeridas e excretadas. Entretanto, os emus também podem prejudicar terras cultivadas ao comer a plantação.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Cação e tubarão – São a mesma coisa ou existem diferenças?

Fontes: Britannica, Tudo Aves, Meus Animais

Imagens: East Hampton Star, Ebird, HypesCience, Earth, Wikipedia, Casa dos Pássaros, The Strait Times

Próxima página »

Escolhidas para você