Curiosidades

H. P. Lovecraft, quem é? Principais obras e importância para o terror

H. P. Lovecraft, um dos mais famosos escritores, com obras celebradas até os dias atuais e que revolucionou o gênero de terror.

Atualizado em 15/09/2020

H.P. Lovecraft é um dos mais citados e importantes autores do gênero de terror na literatura. O nome por trás das iniciais é Howard Phillips Lovecraft e certamente estava revolucionando o gênero já na década de 20. Assim, era dada a origem ao subgênero nomeado de Horror Cósmico. Isso porque, o terror até o fim do século 19 era essencialmente sobrenatural.

Influenciado também pelo rápido avanço científico na época da virada do século, Lovecraft adicionou diversos elementos que flertam com a ciência em suas obras. Portanto, suas criaturas não eram monstros clássicos. Elas eram criaturas cósmicas, de outras dimensões e planetas, questões também que estavam em alta na época. Sobretudo, as criaturas de Lovecraft eram quase que indescritíveis, tamanha a sua estranheza e terror.

A Vida de H. P. Lovecraft

Infância e Juventude de Lovecraft

Fonte: Zoom

Nascido no dia 20 de agosto do ano de 1890, na cidade de Providence, em Rhode Island, Estados Unidos. Era filho único do casal Winfield Scott Lovecraft e Sarah Susan Phillips. O seu pai, Winfield, era negociante de joias e metais preciosos. Já a sua mãe, que acabou o criando praticamente sozinha, era descendente dos primeiros colonizadores americanos. Logo, o pequeno Howard foi criado pela mãe por que o pai havia sofrido uma crise nervosa quando Lovecraft tinha apenas três anos, o que o deixou com sequelas para o resto da vida, ficando em clínicas de repouso.

Apesar dos pesares, Lovecraft era um garoto prodígio, que já desde cedo demonstrava muita afinidade com a poesia. Já incentivado a ler desde cedo, ele também começou a escrever seus primeiros versos com seis anos de idade. Howard frequentou a escola por pouco tempo pois sofria com uma doença rara chamada poquilotermia, que fazia com que a sua pele se mantivesse constantemente gelada.

Depois que o seu avô morreu em 1904 a família se encontrou em uma situação precária, o que piorou o estado de saúde do menino. Já em 1912 a sua mãe faleceria, antes de poder ver as publicações profissionais do filho. Logo, sua juventude foi dedicada às poesias. E foi somente com 27 anos que ele começou a se aventurar no gênero que o consagraria. Lhe fazendo um dos autores mais proeminentes do mundo.

Começo na carreira literária de Lovecraft

Fonte: Info Escola

Assim sendo, seu primeiro trabalho profissional foi publicado foi publicado apenas quando ele tinha já 33 anos de idade. Essa publicação foi feita na revista Weird Tales, que ele trabalhou durante algum tempo. Nesse sentido Lovecraft trabalhou como jornalista e, logo nessa época, conheceu a sua esposa, Sonia Greene. No entanto o casamento não foi aprovado pela família e durou apenas cinco anos. Uma vez sozinho novamente sua carreira se intensificou. Lovecraft por consequência de se comunicar muito com jovens romancistas se tornou um amigo próximo de Robert Howard, o criador das famosas histórias de Conan, o Bárbaro.

Suas obras eram contadas geralemente em um cenário hostil ao homem e seria indiferente às crenças e atividades humanas. Desse modo ele virou um autor de várias entidades fictícias anti-humanas. Bem como a utilização de extremo pessimismo e cinismo, desafiando valores Iluministas, Romantistas, Cristãos e Humanistas. Ao mesmo tempo ele era declaradamente conservador e anglófilo, além disso muitas de suas obras foram baseadas em próprios pesadelos que ele teve. Já em seu texto há muito uso da primeira pessoa, envolvendo o leitor e o perturbando com sua atmosfera.

Lovecraft publicou só um romance, chamado “O Caso de Charles Dexter Ward”, porém publicou diversos contos, e vários deles foram os que o tornaram famoso. Só que durante a sua vida ele tinha poucos leitores de fato. Número esse que cresceu com o passar das décadas até finalmente tornar o escritor um dos mais influentes da literatura do século XX.

Fim da vida de Lovecraft

Fonte: Judão

Os últimos dias de Lovecraft foram bem complicados. Ele trabalhava como ghost-writer e revisor para sobreviver e seus textos foram se tornando cada vez mais complexos e extensos, o que dificultava muito as vendas. O seu amigo, citado anteriormente, Robert Howard cometeu suicídio, o que o deixou extremamente abalado. E no mesmo ano, em 1936, o cancro intestinal evoluiu muito. Por conta das dores que se tornaram insuportáveis ele se internou em março de 1937 no Hospital Memorial Jane Brown. Lá ele faleceria no dia 15, com apenas 46 anos de idade. Foi sepultado no jazigo da família Phillips. Hoje, seu túmulo se tornou o mais visitado do cemitério Swan Point.

Terror de Lovecraft

Fonte: Papo de Homem

Como já citado anteriormente, Lovecraft escreve suas obras de forma em que o leitor fica aterrorizado sem mesmo ser mostrado o personagem que está se lendo. Os seres do universo de Lovecraft são de outras dimensões, por isso não fazem sentido para nossas mentes. O protagonista dos contos não seria capaz de descrever o que viu, apenas o terror sentido.

Estratégia também usada anteriormente pelo diretor Steven Spilberg no filme “Encurralado” e no famoso “Tubarão”, ou seja, o fato de não mostrar o monstro só aumenta o suspense.O medo induzido pelas obras vem justamente da reação dos personagens, junto também a ambientação detalhada e escassas descrições de apenas partes da criatura em cena. É um horror implícito, algo mental e psicológico, que tornam as obras tão assustadoras, se não mais, do que o terror clássico.

Por onde começar a ler Lovecraft?

Fizemos uma lista para você que quer começar a ler, mas não sabe exatamente onde começar. A descrição de algumas de suas obras mais famosas e assustadoras com certeza vai te ajudar a decidir qual seria a obra que mais pode te agradar.

1 – A Cor que Caiu do Céu

Fonte: Judão

A obra publicada originalmente pela Amazing Stories em setembro de 1927, também é conhecida aqui como A Cor que Caiu do Espaço. A trama consiste na investigação feita por um narrador sem nome, em uma área rural abandonada de Arkham (sim, anteriormente inspirou Batman), mas que pelos locais é chamado apenas de “brejo maldito”.

2 – O Chamado de Cthulhu

Fonte: Judão

Publicado originalmente em fevereiro de 1928, pela Weird Tales. Sem dúvida um dos contos mais conhecidos do autor, se não o mais conhecido de fato. Nessa história que gerou o mito primordial do famoso Cthulhy, protagonizado por Francis Wayland Thurston. A narrativa começa com Francis encontrando algumas notas e a estátua de uma estranha criatura (o Cthulhu) deixada pelo seu falecido avô. Por consequência ele começa a pesquisar sobre cultos e seres milenares espalhados pelo mundo.

3 – Um Sussurro Nas Trevas

Fonte: Judão

O conto foi publicado também pela Weird Tales em agosto de 1931. É a história protagonizada por um professor de literatura, chamado Albert N. Wilmarth. Depois de uma enchente coisas estranhas começam a aparecer flutuando em rios da região, o professor começa a revirar as lendas antigas sobre monstros que viveriam nas montanhas inabitadas de Arkham. Ele então recebe uma carta de um homem ermitão que avisa que ele deve cessar a investigação para sua própria segurança.

4 – Nas Montanhas da Loucura

Fonte: Judão

Originalmente publicado pela Astounding Stories entre fevereiro e abril do ano 1936. Outro conto muito conhecido do autor, ele é narrado em primeira pessoa pelo geólogo William Dyer, que está escrevendo uma carta com a intenção de impedir uma nova expedição científica à Antártica. Isso porque em uma expedição anterior liderada pelo próprio Dyer eles descobriram ruínas fantásticas e aterrorizantes, tão bem como uma cadeia de montanhas mais alta que o Himalaia.

5 – A Procura de Kadath

Fonte: Amazon

Além do desconhecido, o próprio mundo dos sonhos em específico é também muito explorado nas obras de Lovecraft. Como citado anteriormente, muitos de seus contos são inspirados em sonhos que ele teve. Os sonhos, para ele, seriam, na realidade, outra dimensão em que podemos te acesso quando dormimos. No conto A Produra de Kadath essa dimensão é bem explorada pelo autor, com base em seus próprios pesadelos. Aqui temos a magnitude de detalhes em um universo completamente novo construida por Lovecraft.

6 – Os Ratos Nas Paredes

Fonte: Garotas Geeks

Nessa narrativa o descendente da família De La Poer se muda para antiga propriedade da família e a restaura. A propriedade se localiza na Inglaterra, a Exham Priory. Depois de se mudar o protagonista, junto de seus gatos, escutam ratos correndo atrás das paredes. Mas, ninguém mais podia ouvir esses barulhos, que vão ficando cada vez mais incessantes.

7 – O Que a Lua Traz Consigo

Fonte: Mystrikingly

Esse conto de Lovecraft é bem curto, por volta de duas páginas. Sem conhecer bem as obras do autor, ela pode parecer deslocada. Apesar de breve, as poucas palavras transbordam minuciosamente toda a mitologia de Lovecraft. Com elementos cósmicos, de terror e até etéreos, é um conto curto que vale a pena ler.

8 – Ar Frio

Fonte: Nerd Maldito

Esse conto gira em torno do um jovem editor, que consegue um trabalho em uma revista em Nova York e se muda para uma pensão por conta de limitações financeiras. Depois de um tempo morando ali ele sofre um infarto súbito e busca ajuda do estranho Dr. Muñoz, seu vizinho de cima. O Doutor era nitidamente um homem culto, de bom gosto e posição social, que fazia-se ver através da sua fala eloquente e mobília do seu apartamento. Mas, o lugar tem um eficiente sistema de refrigeramento que faz o local ser estranhamente e excessivamente frio.

9 – A coisa na soleira da porta

Fonte: Amazon

Aqui, a narrativa é protagonizada por Daniel Upton. Ele escreve um relato que busca provar de ter dado seis tiros na cabeça de seu melhor amigo, ele não é um assassino. O que pode levar as pessoas a dizerem que ele possa estar louco. Confira uma breve citação para entrar no clima do conto: “Posso ter certeza de que estou a salvo? Aqueles poderes sobrevivem a vida da forma física.”

10 – Os Gatos de Ulthar

Fonte: Resenhando Sonhos

Quase a internet inteira ama gatos! Logo, todos que amam os bichanos irão amar esse conto. Nele Lovecraft narra a história de uma pequena vila chamada Ulthar. Lá há uma lei peculiar, porém não menos correta, de que é proibido matar gatos. Mas, como se pode imaginar, as coisas nunca são tão simples assim.

Gosta de terror? Então fique com dica dos melhores filmes do gênero: Filmes de terror mais assustadores de todos os tempos – Top 20  

Fontes: Info Escola, Judao, Zoom e Papo de Homem.

Imagens: Info Escola, Judao, Zoom, Papo de Homem, Amazon, Garotas Geeks, Mystrikingly, Nerd Maldito e Resenhando Sonhos.

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/amandasales/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Amanda Sales</a>
Por Amanda Sales
Jornalista, escritora, redatora e social media. Gosto de coisas demais para caber aqui. Instagram: @tobemcansada