Ciência & Tecnologia

Dá para morrer de frio? Saiba como o frio pode deixar a gente doente

Você sabe o que é hipotermia? Depois de hoje você nunca mais vai esquecer de levar um casaquinho, como sua mãe sempre diz!

Morrer de frio parece uma ideia impossível, especialmente, para quem passa a vida toda no Brasil. Contudo, especialistas afirmam que pessoas expostas ao frio intenso por muito tempo podem sofrer sérios danos à saúde. Aliás, em casos mais extremos, podem entrar em coma ou até mesmo sofrer hipotermia devido à redução severa da temperatura normal do corpo.

E, se você está pensando que é quase impossível morrer de frio em um país de clima tropical, é melhor rever seus conceitos.

Isso porque os primeiros sinais de hipotermia podem surgir depois de um longo período exposto a temperaturas inferiores a 10ºC. Assim, em uma madrugada de inverno de São Paulo, por exemplo, não é muito difícil isso acontecer.

Dá para morrer de frio?

Claro que aquela tremidinha básica que seu corpo dá quando sai do banho quente, à noite, não é nada sério. Entretanto, em situações extremas, os tremores podem ser um sinal de hipotermia. Além disso, o problema pode vir acompanhado de ranger de dentes, sensação de fadiga e até mesmo câimbras.

Continua após a publicidade

Se, nesse estágio, a pessoa não tomar providências de se abrigar em um local fechado, colocar roupas quentes ou ingerir bebidas aquecidas para elevar a temperatura corporal, a hipotermia vai evoluindo.

O que é hipotermia?

A hipotermia ocorre sempre que a temperatura do corpo cai abaixo de 35°C. Os sinais de alerta incluem sonolência, calafrios incontroláveis, incoerência, desorientação, perda de memória, exaustão e fala arrastada.

Dores e perda de sensibilidade nas extremidades do corpo, como nos dedos, nariz e orelhas também são alguns sinais de hipotermia.

Além disso, existe a intensificação da sensação de cansaço, confusão mental, alterações bruscas da pressão sanguínea, arritmia e respiração ofegante.

Continua após a publicidade

Contudo, o grande risco de morrer de frio surge quando a pessoa chega à confusão mental. Isso porque, nesse estágio, ela corre o risco de ficar inconsciente. Se, nessa fase, a vítima não morrer, podem aparecer danos neurológicos temporários ou permanentes.

Necroses e queimaduras

Mas, as consequências da hipotermia não ficam restritas ao interior. O contato direto com o gelo, com a água muito fria e até mesmo com o vento gelado podem acabar queimando as extremidades de seus corpos, como pés, mãos, lábios, nariz e assim por diante. O fluxo sanguíneo também costuma ser interrompido, às vezes integralmente, nessas partes do corpo.

Dependendo do caso, pode acontecer a necrose muscular ou até mesmo a necrose óssea. Como não é muito difícil de se imaginar, nesse tipo de situação é quase garantido que seja necessária a amputação do membro para evitar que a vítima morra.

Essa etapa da hipotermia, com certeza, é uma das mais dolorosas, já que seu corpo vai morrendo aos pouquinhos, pelas extremidades.

Continua após a publicidade

Quais doenças estão relacionadas ao frio?

Além do frio, o ar seco é ótimo para a proliferaçõ de vírus. Aliás, pesquisas mostram que esse tipo de clima permite que vírus como o coronavírus e H1N1 se espalhem.

Além disso, os vírus se espalham mais facilmente pelo ar seco porque menos moléculas de água estão disponíveis para interferir em sua projeção pelo ar quando expelidas por meio de espirro ou tosse.

Desse modo, especialistas sugerem as seguintes estratégias para evitar pegar e espalhar uma infecção viral:

Usar uma máscara: as máscaras podem ajudar a evitar que gotículas respiratórias cheguem a outras pessoas, que é uma das maneiras pelas quais os germes se espalham. Você deve usar uma máscara , mesmo que não se sinta doente.

Continua após a publicidade

Lavar as mãos: os germes em suas mãos podem infectar você ou outras pessoas. A lavagem regular das mãos pode ajudar a protegê-lo de ficar doente.

Não tocar no seu rosto: evite tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

Manter as vacinas em dia: por fim, consulte regularmente o seu médico e vacine-se, pois isso ajudar a prevenir doenças e complicações de vírus comuns.

Quem são as vítimas potenciais do frio?

Embora todos nós sejamos candidatos a morrer de frio depois de um longo tempo expostos ao frio, a verdade é que existe um grupo de pessoas mais sensíveis à hipotermia.

Continua após a publicidade

Idosos, crianças e pessoas com o sistema imunológico comprometido de alguma forma precisam de cuidados mais intensificados ou, dificilmente, resistem às consequências do frio intenso no corpo.

Além disso, a maioria dos animais de estimação também precisam de proteção contra o frio. Se eles não ficarem protegidos do vento e da umidade, por exemplo, eles também podem morrer de frio.

Para mantê-los aquecidos, é recomendável que eles fiquem dentro de casa ou em locais cobertos e que suas caminhas fiquem isolada do cimento ou da cerâmica por tecidos grossos.

Quando o frio é excessivo?

Os especialistas concordam que é melhor ficar dentro de casa se a temperatura cair abaixo de 0 ºC. Se você precisar sair, faça o possível para limitar a exposição da pele a não mais de 30 minutos.

Continua após a publicidade

No entanto, uma pessoa pode experimentar hipotermia e congelamento em clima muito mais quente, especialmente se estiver ventando ou a pessoa estiver molhada. Por esse motivo, é importante tomar as seguintes precauções sempre que for ao ar livre durante o tempo frio.

  • Vista-se em camadas de agasalhos, certificando-se de incluir uma camada resistente ao vento na parte externa de sua roupa;
  • Mantenha a cabeça coberta com um chapéu quente e proteja as extremidades com luvas isolantes e meias quentes;
  • Use calçados quentes e apropriados para o clima que não se molhem se você pisar na água;
  • Se a sua pele ou roupa ficarem molhadas, entre o mais rápido possível para se secar.

Também é importante procurar atendimento médico imediatamente se você mostrar quaisquer sinais de hipotermia ou congelamento.

Viu só como a hipotermia pode ser uma péssima forma de morrer? Esse pessoal do Everest que o diga!

Agora, se na sua cidade não está tão frio assim, você vai gostar de entender também: Por que alguns sentem frio e outros estão sempre com calor?

Continua após a publicidade

Fonte: Climatempo

Próxima página »

Escolhidas para você