Curiosidades

História do Halloween: origem, significado e tradições

O Halloween ou Dia das Bruxas é uma data comemorativa celebrada em outubro que está enraizada nas tradições culturais em todo o mundo.

O Halloween ou Dia das Bruxas é um feriado anual celebrado em 31 de outubro em todo o mundo, que também é a noite anterior ao Dia de Todos os Santos no cristianismo ocidental.

Em suma, o Halloween marca o início da observação de três dias de All Hallows’ Eve, um período designado para lembrar os mortos, incluindo santos, mártires e todos os fiéis que partiram, de acordo com o calendário litúrgico.

Nesse dia, é comum ver pessoas de máscaras, participando de festas à fantasia, fazendo decorações macabras com abóboras, acendendo fogueiras, e indo de porta em porta gritando doces ou travessuras. Mas qual a história por trás do Halloween? Saiba mais a seguir.

História do Halloween

Fonte: Pexels

Segundo a crença popular, a história do Halloween remonta ao antigo festival da colheita celta, predominantemente o festival gaélico de “Samhain”, que tem raízes pagãs.

Continua após a publicidade

Desse modo, acredita-se que a Igreja primitiva cristianizou o Samhain como Halloween. No entanto, outros acreditam que o Halloween começou exclusivamente como uma tradição cristã distinta dos antigos festivais pagãos como o Samhain.

Dia das bruxas e a história do Halloween

História do Halloween: origem, significado e tradições
Fonte: Pexels

Durante o Samhain, pensava-se que as bruxas se ungiam com um bálsamo que tornava seu rosto muito brilhante e leve. Além disso, as primeiras bruxas carregavam vassouras, não para voar, é claro. Elas usavam as vassouras para limpar uma área ou sala antes de rituais.

Essa prática, junto com o fato de que talvez uma bruxa tenha sido vista em ‘All Hallows Eve’ usando uma vassoura para ajudar a pular um riacho ou leito de rio, pode ter levado à noção de que as bruxas podiam voar e o fizeram com a ajuda de um cabo de vassoura.

Naquela época, também se acreditava amplamente que os gatos pretos eram espíritos de bruxas em forma animal. Outras histórias afirmavam que os gatos pretos eram apenas ajudantes de bruxas e as ajudavam a realizar sua magia negra, bem como eram suas contrapartes sobrenaturais.

Continua após a publicidade

Origens cristãs

Fonte: Pexels

O termo “Halloween” é de origem cristã, datando de cerca de 1745. A palavra Halloween significa “noite sagrada” e foi um termo desenvolvido pela frase escocesa. O Halloween acontece antes dos dias santos cristãos do Dia de Todos os Santos e do Dia de Finados celebrados em 1 e 2 de novembro.

Durante este período, os santos são celebrados e as almas que partiram recentemente, que ainda não chegaram ao céu, recebem oração. Era comum que as igrejas realizassem cultos em homenagem aos mártires e santos, especialmente durante a primavera.

Em 13 de maio de 609 d.C, o Papa Bonifácio IV dedicou o Panteão de Romana celebração de Santa Maria e de todos os mártires cristãos, que estabeleceu um dia para comemorar todos os santos. No entanto, esta data coincidiu com o antigo festival romano dos mortos conhecido como Lemúria.

Com efeito, a celebração do Dia das Bruxas em sua data atual, 1º de novembro, no Cristianismo Ocidental, resultou da expansão do feriado para envolver todos os santos e mártires pelo Papa Gregório III.

Continua após a publicidade

A mudança oficial das datas de 13 de maio para 1º de novembro, que coincidiu com os antigos festivais romanos pagãos, ocorreu em 835 d.C. sob a orientação do Papa Gregório IV.

De acordo com historiadores, acredita-se que a coincidência nas duas datas tenha origem na influência celta, enquanto outros afirmam que foi resultado da influência germânica. No entanto, ambas as comunidades comemoraram a festa durante o início do inverno.

Origens celta

História do Halloween: origem, significado e tradições
Fonte: Pexels

Embora numerosas teorias indiquem que o Halloween ou Dia das Bruxas se originou de festivais romanos pagãos ou festas como Pomona (a festa da deusa das frutas e sementes) ou Parentalia (festival dos mortos), a história do Halloween tem influência do Samhain, que se origina do antigo irlandês.

No calendário gaélico medieval, Samhain era o primeiro e o quarto dia mais significativo e ocorria de 31 de outubro a 1º de novembro. Além disso, um festa semelhante vista na mesma época, chama-se Kalan Goanv, que significa o primeiro dia de inverno, e acontecia no País de Gales.

Continua após a publicidade

Assim, essas duas tradições são vistas em alguns dos primeiros escritos galeses e irlandeses, bem como usadas por historiadores em referência às tradições celtas do Halloween antes do século XIX.

Ligação entre os mundos

Fonte: Pexels

Geralmente, essas festas tradicionais celebravam o fim da safra e o início do inverno. Um período que, segundo a lenda popular, representou o estreitamento das fronteiras entre os mundos.

Ademais, acredita-se que durante esse tempo, espíritos ou fadas poderiam passar para o mundo físico. Esses espíritos ou fadas representavam formas degradadas de deuses antigos, cuja autoridade permaneceu arraigada na mente das pessoas, apesar da mudança para o cristianismo.

Durante o Samhain, acreditava-se que esses espíritos exigiam pacificação em troca da sobrevivência das pessoas e dos animais durante o inverno rigoroso. Como resultado, alimentos, bebidas ou porções das ofertas de colheita seriam postos fora de casa para os espíritos.

Continua após a publicidade

Semelhante a muitas culturas tradicionais antigas em todo o mundo, também se acreditava que as almas dos mortos voltavam para casa nesta noite em busca de apaziguamento e hospitalidade.

Tradições do Halloween

Doces ou travessuras

História do Halloween: origem, significado e tradições
Fonte: Pexels

Na história do Halloween, a tradição de ir as casas e propor a troca “doces ou travessuras” data provavelmente dos primeiros desfiles do Dia de Finados na Inglaterra.

Durante as festividades, os cidadãos pobres imploravam por comida e as famílias lhes davam doces chamados “bolos de alma” em troca da promessa de orar pelos parentes mortos da família.

Além disso, a distribuição de bolos de alma foi incentivada pela igreja como uma forma de substituir a antiga prática de deixar comida e vinho para espíritos errantes.

Continua após a publicidade

Então, a prática, que era conhecida como “ganhar uma alma”, acabou sendo adotada por crianças que visitavam as casas em sua vizinhança e recebiam cerveja, comida e dinheiro.

Fantasias

Fonte: Pexels

A tradição de se fantasiar para o Halloween tem raízes europeias e celtas. Centenas de anos atrás, o inverno era uma época incerta e assustadora. Os suprimentos de comida geralmente eram escassos e, para muitas pessoas com medo do escuro, os curtos dias de inverno eram cheios de preocupação constante.

No Halloween, quando se acreditava que os fantasmas voltavam ao mundo terreno, as pessoas pensavam que encontrariam fantasmas se deixassem suas casas.

Assim, para evitar serem reconhecidas por esses fantasmas, as pessoas usavam máscaras quando saíam de suas casas depois de escurecer, para que os fantasmas os confundissem com outros espíritos.

Continua após a publicidade

Além disso, para manter os fantasmas longe de suas casas, as pessoas colocavam tigelas de comida fora de suas casas para apaziguar os espíritos dos mortos e impedi-los de tentar entrar.

Símbolos: caveiras, velas, abóboras

História do Halloween: origem, significado e tradições
Fonte: Pexels

Vários artefatos e símbolos acompanham as celebrações da véspera de Todos os Santos. Alguns deles incluem abóboras, fantasmas, esqueletos, fantasmas, morcegos, gatos pretos e assim por diante.

Especificamente, o uso da abóbora surge da modificação de uma lenda irlandesa, a lenda de Jack O’ Lantern, alma de um homem que não foi aceito nem no céu nem no inferno e que, assim, andava a vaguear na terra, iluminando as noites com um nabo.

Na história do Halloween, todos esses símbolos representam a conexão que se acredita existir entre os mundos físico e espiritual ou entre os vivos e os mortos. Ademais, outros símbolos comuns incluem bruxos e bruxas que se acredita serem o elo entre os mundos e possuem o poder de convocar o mundo espiritual.

Continua após a publicidade

Jogos de Halloween

Fonte: Pexels

Os jogos e atividades associados a este feriado começaram como rituais proféticos sobre casamento, morte, filhos e assim por diante. Na Idade Média, esses rituais eram considerados práticas extremamente perigosas e, portanto, eram reservados para poucos ousados.

Atualmente, esses jogos e atividades se tornaram muito comuns durante as festividades deste feriado, especialmente na Irlanda e na Grã-Bretanha. Essas atividades geralmente envolvem o uso de maçãs, que eram associadas à imortalidade e ao mundo espiritual, e avelãs e que se acreditava estarem ligadas à sabedoria divina.

Um exemplo de tais jogos inclui mergulhar maçãs em um recipiente com água e os participantes usarem apenas os dentes para retirá-las da água.

O Halloween ao redor do mundo

História do Halloween: origem, significado e tradições
Fonte: Pexels

O Dia das Bruxas acontece de maneiras distintas em várias partes do mundo, confira:

Continua após a publicidade

China

Na China, o Hungry Ghost Festival é celebrado em julho, onde os mortos são homenageados com lanternas flutuantes.

Japão

Em Hong Kong, devido ao grande número de prédios altos, doces ou travessuras não são uma tradição comum, exceto em condomínios residenciais exclusivos. Nas escolas internacionais, os alunos podem usar máscaras e fantasias durante este feriado.

Cingapura

Em Cingapura, uma variante do Halloween é observada no início de julho e é tem nome de “Zhong Yuan Jie / Yu Lan Jie” (Festivais de Fantasmas Famintos). Durante esse período, alega-se que os espíritos de parentes falecidos vêm visitar seus famílias.

Bósnia e Herzegovina

Na Bósnia e Herzegovina, embora o Halloween seja um dia de trabalho, as crianças podem usar máscaras e fantasias para ir à escola neste dia.

Continua após a publicidade

Alemanha

Antes da década de 1990, o Halloween não ocorria na Alemanha. No entanto, devido à influência da cultura pop dos EUA, o feriado ganhou popularidade.

Irlanda

Na Irlanda, adultos e crianças vestem fantasmas, zumbis, bruxas ou fantasias de duendes, acendem fogueiras e se divertem com fogos de artifício.

Romênia

Na Romênia, no dia 30 de novembro, celebra-se a festa de Santo André, padroeiro da Romênia. Na véspera deste dia, acredita-se que fantasmas espreitam por aí.

No entanto, as denominações católicas e ortodoxas no país desencorajam a celebração deste feriado e encorajam seus fiéis a se concentrarem no dia 1º de novembro, que marca o Dia dos Mortos.

Continua após a publicidade

Rússia

Na Rússia, como a maioria dos cristãos é ortodoxa, o Halloween é celebrado 5 meses antes da data convencional em que o feriado é celebrado no mundo ocidental. Aliás, na Rússia, o Halloween acontece no sábado após o Pentecostes.

Polônia

A celebração do Halloween é popular entre a geração jovem da Polônia. As tradições comuns incluem ir a festas à fantasia, geralmente festas em casa. Doces ou travessuras são altamente impopulares, embora o entalhe de abóbora esteja ganhando popularidade.

Suécia

Na Suécia, uma missa de réquiem é observada anualmente na Catedral de Uppsala durante a All Hallows’Eve. Durante a celebração, os suecos visitam túmulos e decoram os de parentes que já partiram com velas e coroas criadas com galhos de pinheiro.

Escócia

Na Escócia, a primeira menção ao Halloween data do século XVI. Embora em 1780, o poema de John Mayne destaque as famosas travessuras realizadas no Halloween.

Continua após a publicidade

Dessa forma, os jogos tradicionais praticados neste dia incluem o jogo de tentar consumir um bolinho coberto de geleia pendurado em um barbante enquanto você está com os olhos vendados.

Dubai

O Wild Wadi Waterpark, localizado em Dubai, realiza um evento anual Spooktacular Halloween, enquanto vários clubes realizam festas anuais de máscaras de Halloween.

República Dominicana

Na República Dominicana, especialmente na cidade de Santiago, este feriado ganhou popularidade após a transferência de culturas por parentes que viveram no exterior. No entanto, em vilas e aldeias menores, este feriado quase não está presente.

Brasil

Por fim, a população brasileira teve contato com o Halloween, inicialmente, por meio de filmes, séries de TV e outros produtos culturais estrangeiros, principalmente dos Estados Unidos. Mas os brasileiros não celebram a data da mesma forma como nos EUA.

Continua após a publicidade

Além disso, na mesma data também é comemorado o dia do Saci, um dos principais personagens folclóricos do país. Desse modo, o grande chamariz para a data são as festas temáticas, onde os jovens se fantasiam para entrar no clima do Halloween.

Então, agora que você sabe a História do Halloween, leia também: Filmes de terror: os mais assustadores de todos os tempos

Fontes: Partiu mundo, Brasil Escola, BBC, História do Mundo, Toda Matéria

Fotos: Pexels

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você