Ciência & Tecnologia

Lêndeas e piolhos – Como eliminá-los e seus mitos e verdades

Sabia que lêndeas são ovos dos piolhos? E que, dependendo da quantidade de piolhos, anemia é u dos possíveis sintomas de uma infestação?

Por Larissa Ariel Lima

-

Quem ai já teve uma coceira desconfortável na cabeça? Certamente, o causador do desconforto era o tal do piolho, com seus ovos, as lêndeas. Contudo, mesmo sendo algo bem comum, principalmente em crianças, é algo que deve ser observado.

O piolho (Pediculus humanus capitis), portanto, é um inseto que se alimenta de sangue humano. Bem como se reproduz com uma grande facilidade e rapidez.

Do mesmo modo, o inseto é facilmente transmissível, e se instala no folículo piloso. Ou seja, na base do cabelo.

Assim também, a base do cabelo é o local em que os piolhos botam seus ovos, mais conhecidas como lêndeas. Em suma, eles ficam grudados no pelo, ou cabelo, por meio de uma substância parecida com cola, produzida pelo próprio piolho.

Lêndeas e piolhos – O inseto que se alimenta de sangue humano
Ciência da vida

À primeira vista pode ser tratado como um inseto inofensivos, pois vivem de 3 a 4 semanas. Contudo, uma fêmea adulta pode botar até 10 lêndeas por dia. Como resultado disso, em 1 mês podem surgir 300 novos piolhos. Portanto é necessário atenção e controle para tanto piolhos quanto lêndeas sejam retiradas.

A retirada é de suma importância pois sua evolução é rápida. As lêndeas são incubadas pelo calor. Logo eclodem, com certa de 8 a 10 dias. A ninfa que deixa o ovo passa por 3 estágios até se tornar adulta. Período esse que leva de 9 a 12 dias. Após 1 dia e meio da sua vida adulta ela já pode se reproduzir.

Como eliminar piolhos e lêndeas

Eliminar esses indesejáveis animais não é uma tarefa tão fácil, e exige bastante paciência. Desta forma uma boa opção é utilizar de inseticidas piretroides, afinal, piolhos e lêndeas são insetos. Ao passar o produto no couro cabeludo ele deve permanecer por cerca de 10 a 15 minutos, protegido por uma touca.

Contudo já existem medicamentos via oral, assim sendo menos perigosos. Porém depois do início do tratamento é aconselhável sempre examinar a cabeça por 2 ou 3 semanas para se certificar de que as pragas foram controladas.

Também existem remédios caseiro como lavar a cabeça com uma solução de água morna e vinagre. Afinal produto possui propriedades que eliminam os piolhos e lêndeas. Após passar essa solução é recomendável passar óleos essenciais no couro cabeludo.

Lêndeas e piolhos – O inseto que se alimenta de sangue humano
Pente fino é uma ótima forma de lutar contra a proliferação do inseto – iQuilibrio

Contudo, juntamente com todos esses tratamentos é indispensável usar o famoso pente fino, que ajuda na hora de retirar as lêndeas. Dessa forma você consegue arranca-las dos fios, pois elas não sairão sozinhas e podem vir a eclodir.

Mitos e verdades

1. A pessoa deve cortar ou raspar o cabelo se tiver piolho

MITO! Raspar os cabelos não impede o piolho de se reproduzir.

2. O piolho pula e voa

MITO! O inseto apenas se arrasta.

3. A pessoa deve ser afastada da escola (no caso de crianças)

MITO! O piolho não é contagiante como uma gripe. Dessa forma, é transmitido por contato direto ou compartilhamento de objetos como bonés, pentes e escovas de cabelo.

4. O piolho causa uma doença

VERDADE! A praga é o causador da pediculose.

5. A cabeça coça quando o piolho anda

MITO! O inseto é muito pequeno, e tem entre 2 a 3 mm. Em suma o que causa a coceira é a sua saliva.

6. Além da coceira, a anemia pode ser um sintoma da pediculose

VERDADE! Tendo em vista que o piolho se alimenta de sangue, portando quando se tem uma grande infestação do inseto o paciente pode chegar a ter anemia.

7. Cabelo limpo, piolho longe

MITO! Cabelo sujo não atrai piolho, pelo contrário, o inseto prefere cabelos limpos.

8. Adultos podem pegar piolho

VERDADE! Qualquer pessoa pode ter piolho.

9. Piolho só dá na cabeça

MITO! Na verdade, existem três tipos de piolho. Embora o da cabeça seja o mais comum, o parasita também pode atacar a região pubiana. Este, aliás, é o caso do “chato” e do “muquirana”, que podem se espalhar pelo corpo.

E você já teve piolhos, ou conhece alguém que já teve ou tenha? Creio que sim ne. Se você gostou do assunto confira também: Piolho: 10 remédios naturais para se livrar da infestação

Fonte: Correio 24 horas, Drauzio Varella e Tua Saúde

Imagem destacada: Youtube

Próxima página »

Escolhidas para você