Curiosidades

Medo de barata – O que pode causar, tratamentos e curiosidades

Quando uma pessoa sente um excessivo e incontrolável medo de barata ela pode sofre de um distúrbio chamado catsaridafobia.

Muitas pessoas têm medo de barata e mesmo aqueles que afirmam não ter, basta a barata abrir suas asas e pronto, todo mundo foge. Apesar de o medo ser uma emoção natural do ser humano, às vezes o medo de barata se torna exagerado e irracional. Se transformando em uma fobia, cujo nome é catsaridafobia. Mas, porque temos medo de barata?

Basicamente, nosso sistema de proteção tem o poder de identificar aquilo que pode ser perigoso para nós. Porém, muitas vezes esse sistema identifica uma fonte de perigo de forma errada. Dessa forma, somos muito mais cautelosos, mesmo que desnecessário.

No entanto, muitas pessoas não sentem medo, mas sim nojo, repulsa e aversão pelas baratas, afinal, elas estão ligadas a ambientes sujos como lixeira, ralos e esgotos. Contudo, a sujeira e imundice estão ligadas ao medo e ao mal estar, o que provoca em nós o desejo de se afastar o mais rápido possível. Dessa forma, a repulsa pelas baratas ativa nosso sistema de proteção, para nos proteger de entrar em contato com a fonte de contaminação.

No entanto, quando o medo de barata extrapola esse ponto, quando chega a provocar em uma pessoa reações irracional e um medo excessivo, então se trata de catsaridafobia. Como resultado, a pessoa fica com sintomas de ansiedade, agitação mental, pensamento confuso e acelerado, batimentos cardíacos acelerados, mal estar e um desejo incontrolável de fugir. Em suma, a pessoa se sente muito mal na presença de uma barata e seu único pensamento é fugir para bem longe dali.

O que é catsaridafobia?

Imagem: De dentro pra fora

As baratas têm hábitos noturnos e habitam lugares escuros, quentes e que tenha alimentos. Por isso, é natural que às vezes nos deparamos com alguma delas passeando durante a noite. Mas, para quem tem medo de barata não é nada agradável, principalmente se uma delas andar sobre sua pele.  Como resposta causa medo e repulsa, no entanto, essa resposta faz parte do processo evolutivo, portanto é natural. Até que se transforme em catsaridafobia.

Catsaridafobia é o nome dado ao medo de barata, ou seja, é o medo irracional e excessivo que uma pessoa sente ao se deparar com uma barata.

Continua após a publicidade

Causas do medo de barata

Imagem: Mundo Intrigante

Vários fatores podem contribuir para que uma pessoa tenha medo de barata. Sendo que, as principais causas podem ser uma experiência traumática com baratas em algum momento da vida, ou simplesmente ter presenciado as reações de alguém com catsaridafobia.

Por exemplo, quando uma criança vê sua mãe gritar e correr por causa de uma barata e pedir a alguém que mate a barata por ela. Certamente, essa criança vai crescer com a ideia de que deve temer a criatura assustadora e quando adulta poderá desenvolver a catsaridafobia. Desse modo, o medo e as reações acontecem de forma inconsciente, portanto, nem sempre é lógico, faz sentido ou é racional.

De acordo com pesquisas, o local onde os animais vivem tem grande influência no julgamento do ser humano. Dessa forma, outra causa para o medo seria o habitat da barata. Ou seja, por ela viver em locais sujos e contaminados como esgotos e se alimentar de detritos, devem ser odiadas. Pois, representam perigo a nossa saúde.

Sintomas do medo de barata

Imagem: Freepik

O medo de barata pode fazer com que o catsaridafóbico desenvolva transtornos mentais, por exemplo, o Transtorno Obsessivo Compulsivo. Portanto, a pessoa com medo de barata procura limpar sua casa cuidadosamente, evitando o acúmulo de qualquer sujeira. Além de aplicar inseticidas na casa e no carro regularmente, escovar tapetes, limpar cozinha e banheiros constantemente, tudo para evitar o aparecimento das tão temidas baratas.

No entanto, o catsaridafóbico também pode apresentar outros sintomas físicos, tais como:

  • Ficar paralisado diante uma barata
  • Crise de choro e gritos
  • Tontura
  • Fraqueza nos joelhos
  • Desmaios
  • Coração acelerado
  • Respiração acelerada
  • Sentir como se estivesse sufocando
  • Ataque de pânico
  • Dores no peito

Tratamento

Imagem: Mundo Psicólogos

Catsaridafobia tem cura e pode acontecer através de tratamentos com psicólogos, que vão ajudar a perder o medo de barata. No entanto, o tratamento vai variar de acordo com cada paciente, pois existem diferentes tipos de medo e intensidade das reações. Por isso é muito importante que o diagnóstico seja feito por um profissional.

Continua após a publicidade

Entre os tratamentos mais usados estão sessões de psicoterapia, terapia cognitivo comportamental e terapia de exposição. Que inclui olhar fotos de barata, tocar em uma morta e assim vai progredindo de forma gradual até ficar no mesmo ambiente que uma barata viva sem ter um ataque de pânico.

Outro tratamento eficaz é a hipnoterapia, pois ajuda a encontrar a origem do medo e assim mudar os pensamentos sobre a pequena criatura indesejada.

Curiosidades sobre a barata

  1. Apesar de não dormir, a barata passa o dia em esconderijos. Portanto, quando você avistar uma passeando de dia significa que a população de baratas é tão grande que não existem mais esconderijos disponíveis.
  2. Você pode matar baratas sem culpa, pois elas não têm nenhuma função na cadeia ecológica, são apenas pragas e ainda transmitem doenças.
  3. Você já se perguntou o porquê as barata são tão rápidas? A resposta são dois pelinhos que ela tem no traseiro, chamados de cercis que detectam os movimentos mais sutis. Além de fornecer detalhes de possíveis ameaças como localização, tamanho e velocidade, o que possibilita sua rápida fuga. Ainda possuem uma ótima visão, mesmo no escuro e os ouvido captam até os passos de outra barata.
  4. Elas tem o hábito de roer os lábios de uma pessoa enquanto dorme para pegar resíduos de alimentos na boca. Mas, o mais preocupante é que ela transmite doenças. Pois carrega a bactéria da peste, da febre tifoide, da cólera, o vírus da poliomielite, herpes e conjuntivite.
  5. A capacidade de reprodução é sem igual, em 150 dias de vida, uma única fêmea consegue botar cerca de 320 baratinhas. E mesmo que ela morra, os ovinhos vão vingar, pois dentro da barata ficam nutrientes armazenados que irão alimenta-los.
  6. Ela consegue sobreviver até um mês sem se alimentar e vários dias sem a cabeça.
  7. Existem mais de 4 mil espécie de baratas, sendo que 1% das espécies são caseiras, as restantes vivem na natureza e são capazes de se adaptarem a qualquer ambiente.

E você, tem medo de barata? Se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Medo de aranha, o que causa? Sintomas e como tratar.

Fontes: Astral Saúde Ambiental, Minha Vida, BD Clean, Medium

Imagens: Super Abril, De dentro pra fora, Mundo Intrigante, Freepik, Mundo Psicólogos

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você