Curiosidades

Osho, quem foi? A história do politicamente incorreto guro do sexo

Você já ouviu falar sobre o guru espiritual, Osho? Se ainda não, vem conferir a trajetória do homem que teve o visto negado em 21 países

Por Emilly Krishna

-

Você já ouviu falar em Osho? Para quem não sabe, ele foi um guru muito influente na Índia, e conhecido (e ninguém disse que era de um jeito bom) no mundo inteiro.

De acordo com seus fiéis, Osho se tratava de um ser iluminado e cheio de energias boas. Inclusive, alguns acreditavam que quando ele passava em algum lugar, sua energia era capaz de modificar a energia de quem estivesse ao redor.

Resumidamente, os ensinamentos de Osho ultrapassaram barreiras e desmistificaram alguns pensamentos tradicionalistas. Para muitas pessoas, inclusive, ele foi capaz de dar voz e vida para muitas ideias que antes eram reprimidas, como a relação dos seres humanos com a espiritualidade e o tabu do sexo.

Basicamente, suas falas eram voltadas sobre o amor, Deus e a capacidade de o ser humano de se iluminar e conseguir encontrar suas potencialidades. Portanto, você já pode perceber que ele deixou um grande legado.

Enfim, vem com a gente aterrizar no universo de Osho.

Quem foi Osho?

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Acima de tudo, Osho foi mais que um guru. Ele era considerado também como um mestre e um guia espiritual.

Para muitos, ele era o sinônimo de luz, a qual ajudava o próximo a conduzir sua própria vida. Basicamente, ele ficou bastante conhecido por ter desenvolvido técnicas de meditação bem interessantes.

Inclusive, a grande maioria dessas técnicas ainda são realizadas nos dias atuais. Como por exemplo, Kundalini, Dinâmica, Nadabrahma, Nataraj, Mandala, Chakra Sounds entre outras. Portanto, o legado desse guru é maior do que se imagina.

Sobretudo, Osho não foi o seu único nome e nem mesmo o seu nome verídico. Na verdade, o nome do guro era Rajneesh Chandra Mohan Jain. Ele nasceu na Índia, no dia 11 de dezembro de 1931. Aliás, antes de virar um guru espiritual, ele foi professor de Filosofia e dava aulas na Universidade de Jabalpur, na Índia.

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Inclusive, foi na Universidade que Osho conquistou os seus primeiros seguidores. Até porque, desde sempre, suas declarações para a época eram bem polêmicas a respeito das religiões tradicionais. Nessa época, aliás, ele já era mestre na arte de meditação.

Após descobrir sua vocação como guru, na década de 60, ele largou tudo e foi percorrer a Índia com os seus ensinamentos. Com total dedicação, ele criou a Fundação Rajneesh. Basicamente, essa Fundação se tratava de um movimento considerado uma mistura de diversas tradições da Índia.

Fundação Rajneesh

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Ainda sobre a Fundação, ela se trata de um centro de meditação espiritual. Porém, após um tempo, esse centro ganhou contornos mais sólidos. Assim sendo, ele começou a realizar palestras, as quais ganhavam características de cultos de uma nova religião.

Em suas palestras, por exemplo, era comum Osho falar sobre o divino, explicar rituais, doutrinas e até escrituras religiosas. O guru, aliás, chegou a lançar livros sobre o assunto.

Naquele tempo, no entanto, ele era chamado por outro nome. Primeiramente, ele mudou seu nome de “Chandra Mohau Jain” para “Bhagawa Shree Rajneesh” ou Rajneesh, que significava “o senhor abençoado”. E foi exatamente, nesse período, em meados da década de 70, que seu acampamento recebia cerca de 100 mil pessoas por ano.

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Aos poucos, então, o grupo foi ganhando fama internacional. Tanto que, em 1981, foi preciso transferir a Fundação para o deserto de Wasco, em Oregon, nos Estados Unidos. Até porque, ocorreram alguns conflitos com as autoridades indianas. Assim sendo, cerca de 2000 pessoas o seguiram para a América.

Essas pessoas eram guiadas pelos ideais de paz e liberdade por meio da meditação e livre expressão da sexualidade. A comunidade de Osho, então, cresceu e ganhou proporções inimagináveis.

Por isso, os seguidores do guro fundaram a cidade de Rajneeshpuram. Basicamente, essa cidade possuía seu sistema próprio de correspondência, centros comerciais, restaurantes e também um aeroporto.

O sucesso foi tamanho que Osho ganhou até apelido na imprensa. Devido aos seus ideais e ensinamentos um pouco diferentes do padrão, ele foi apelidado como o “guru do sexo”.

Guru do sexo

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Sobretudo, Osho ganhou esse apelido por acreditar e defender o liberalismo em relação ao sexo, o amor livre e pacífico. Inclusive, ele propunha uma maneira de se relacionar com a espiritualidade sem que fosse necessário negar os hábitos e vícios do mundo material. Como por exemplo, o sexo livre da contracultura.

Assim sendo, o número de adeptos do guru mais controverso daquela época ultrapassou de 300 mil seguidores em todo o mundo. Essas pessoas, aliás, chegaram a ser chamadas de “neo-sannyasins”, porque se vestiam com roupas com tons de laranja e vermelho e usavam colares de contas.

Além do mais, os seguidores de Osho eram identificados por seguir rituais de meditação bem diferentes dos populares. Enquanto a maior parte das pessoas medita em silêncio e em total concentração voltada para o interno, os adeptos do guru gritavam, danças e se contorciam durante suas meditações.

Por causa disso e de outros atos pouco comuns das pessoas que o admiravam, o movimento em Oregon passou a gerar muito descontentamento na população local. Basicamente, começaram a surgir batalhas e conflitos políticos contra o movimento.

Os desentendimentos eram tão sérios e as violações legais da seita e de seus seguidores eram tamanhas que, em 1985, Bhagwan foi deportado dos Estados Unidos. E não foi só isso. A má fama de Osho se espalhou pelo mundo, ao ponto do guru ter sido negado em 21 países.

Assim sendo, ele resolveu voltar para a Índia. Foi então que ele mudou de nome mais uma vez, adotando o apelido de Osho. Essa palavra, inclusive, vem do japonês e designa um alto sacerdote budista.

Apenas 5 anos de sua deportação, Osho morreu. Seu falecimento foi anunciado no dia 19 de janeiro de 1990. Foi quando saiu a notícia de que o guro do sexo vivia de forma extravagante, cercado de joias, roupas luxuosas e uma coleção de automóveis Rolls-Royce.

O que marcou o pensamento de Osho?

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Primeiramente, Osho era diferente. Na verdade, ele era livre e contra os tabus. Tanto é que foi considerado pelo jornal londrino Sunday Times como uma das 1.000 personalidades mais influentes do século 20.

Inclusive, sua comunidade passou por inúmeros conflitos políticos. Porém, mesmo assim, ele ainda deixou sua trajetória marcada como um movimento espiritual rico de ensinamentos.

Tanto é que a sensação de quem era praticante de sua seita, de modo geral, era de total gratidão a ele. Sobretudo, é muito raro encontrar algum tipo de ressentimento ou ódio para com o guru.

Em drande parte de seus ensinamentos, aliás, ele pedia para que as pessoas encontrassem o amor. “Minha palavra para oração é amor. Esqueça a palavra oração, substitua por amor”, pregava Osho.

Resultados dos seus ensinamentos

Livros

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Primeiramente, ele já publicou mais de 600 livros. Inclusive, a maioria desses livros estão traduzidos para o português. Dentre esses livros você encontra “O Caminho Perfeito” e “Amor, Liberdade e Solitude”.

Série

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

Sobretudo, após a morte do guru, os irmãos Chapman e Maclain Way produziram, através da Netflix, a série documental “Wild Wild Country”. Basicamente, essa série revisa a história da comunidade criada em torno do guru indiano Bhagwan Shree Rajneesh, mais conhecido como Osho.

A série, de seis partes, procurou explicar com riqueza de detalhes os primeiros passos de Osho na liderança espiritual. Por isso, se trata de um programa rico em imagens documentais, reportagens da época e depoimentos de personagens que estavam presentes durante as pregações do guru.

A série, aliás, é altamente indicada para quem quer entender melhor sobre como foi toda a confusão política com relação a Osho. Ela retrata também, e detalhadamente, a parte obscura da história da comunidade nos Estados Unidos.

Frases marcantes de Osho

Tudo sobre Osho, ou seria o guro do sexo? Confira sua trajetória

  • “Relacionamento significa algo completo, acabado, fechado. O amor nunca é um relacionamento: amor é relacionar-se – é sempre um rio fluindo, interminável”.
  • “Sempre que houver medo, nunca tente escapar dele. Na verdade, siga as indicações do medo. É na direção delas que você precisa se movimentar. O medo é simplesmente um desafio”.
  • “O amor é o fenômeno mais próximo da meditação: os amantes abandonam suas máscaras, são uma alma dentro de dois corpos”.
  • “Compartilhar é uma das maiores qualidades espirituais. O milagre é que quanto mais você compartilha sua felicidade, mais você tem”.
  • “Se você é capaz de ser feliz quando está sozinho, você aprendeu o segredo de ser feliz”.

O que achou da nossa matéria?

Leia mais: 5 conselhos da Monja Coen para você fazer um detox mental

Fontes: Nexo jornal, Eu sem fronteiras, Pensador

Imagens: Nexo jornal, Eu sem fronteiras, Up date or die, Conti outra, Submarino, Yahoo vida e estilo, Meu mestre coração, Parar 1 momento, Pensador

Próxima página »

Escolhidas para você