Mundo Animal

Porcos gigantes do tamanho de ursos polares são criados na China

Agricultores chineses criam porcos gigantes que chegam a pesar 500 kg para suprir a escassez de carne devido a um surto que dizimou os animais.

Durante séculos, a criação de porcos na China foi predominantemente uma ocupação de quintal. Contudo, desde os anos 1980, a China modernizou rapidamente sua indústria de carne suína para atender às demandas de uma classe média-alta. Agora, os agricultores chineses estão investindo na criação de porcos gigantes para solucionar a escassez da carne suína.

Em suma, os criadores de suínos na China estão criando porcos maiores e mais pesados. Uma fazenda está criando um rebanho de porcos que pode pesar tanto quanto um urso polar. Mas, isso não é de hoje!

Tudo começou em 2019 quando a peste suína africana dizimou grandes populações de suínos em quase 50 países. A doença virulenta infectou e matou mais de um quarto dos porcos em todo o mundo. Saiba mais a seguir.

Como começou a criação de porcos gigantes?

A tendência de criação de porcos grandes começou em pequenas fazendas, no sul da China. Com o abate dos porcos gigantes, os criadores conseguem uma renda de 10.000 yuans (quase R$ 8.000) número três vezes mais do que a renda média mensal disponível por exemplo em Nanning, capital da província de Guangxi, onde vive o dono da fazenda de suínos, Pang Cong.

A alta dos preços da carne suína também levou os produtores da província de Jilin, no nordeste do país, a criar porcos que chegam a pesar 500 quilos.

Continua após a publicidade

Os grandes produtores também não ficaram de fora do investimento. Assim, eles decidiram aumentar o peso dos porcos como opção para aumentar os lucros com a demanda crescente.

Desse modo, a grave situação de abastecimento por causa da perda de uma grande quantidade de suínos para a doença, acendeu um alerta aos produtores de que aumentar o tamanho dos animais é melhor medida que eles poderiam adotar.

Por que o país oriental é o maior produtor de suínos do mundo?

Porcos gigantes do tamanho de ursos polares são criados na China

Quando se fala em produção de carne suína, a China lidera o ranking com 43,78%, seguida pela União Europeia e Reino Unido (22,62%) e Estados Unidos (11,97%). Com efeito, juntos, esses países são responsáveis por 78,46% da produção global. Mas, por que a China encabeça essa lista?

Em suma, basta olhar para a história chinesa para rastrear as causas da explosão da carne suína no país. Aparentemente, a criação de porcos não data apenas de 6.000 a 10.000 anos, como também é uma parte cotidiana da língua chinesa.

Aliás, em mandarim, a palavra geral para “carne” (rou) é a mesma que a palavra específica para “carne de porco”. Os primeiros falantes de chinês também criaram o caractere para o lar e a família (jia) adicionando o radical do telhado ao radical do porco. Então, um telhado sobre um porco é uma casa, ou seja, literalmente, a China seria a ‘Casa do Porco’.

Continua após a publicidade

A tradição da criação de porcos na China ajuda a explicar a conexão linguística. Por milhares de anos, as famílias solteiras valorizaram os porcos não por sua carne, mas por sua capacidade de transformar resíduos em fertilizantes.

Ademais, como a carne suína era a carne preferida nas comemorações, a carne desses animais também se tornou um indicador de riqueza.

Portanto, a criação de porcos gigantes no país ajuda a baratear a carne suína e serve a dois propósitos conjuntos: atende ao desejo da população e demonstra a nova riqueza da nação contra a escassez do produto.

Agora que você sabe como começou a criação de porcos gigantes na China, leia também: Efeito cobra – Origem do termo e o que ele significa

Próxima página »

Escolhidas para você