Notícias

Presidente faz exame por suspeita de obstrução intestinal e é internado

Bolsonaro chegou na unidade hospitalar por volta das 3 horas desta madrugada com reclamações de dores abdominais.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um exame por suspeita de obstrução intestinal e precisou ser internado no hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, nas primeiras horas desta segunda-feira (03).

A confirmação da internação foi feita pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, o mesmo que tomou conta do caso de esfaqueamento contra o político na região do abdômen, em setembro de 2018. 

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), Bolsonaro chegou na unidade hospitalar por volta das 3 horas desta madrugada com reclamações de dores abdominais. Além disso, o presidente informou que pode passar por uma cirurgia de obstrução interna na região abdominal. Por isso, ainda não há previsão de alta.

Quando as dores começaram?

Presidente faz exame por suspeita de obstrução intestinal e é internado

Continua após a publicidade

Jair Bolsonaro contou que começou a sentir um mal estar depois do almoço de ontem (02). Segundo o presidente, esta é a segunda internação devido aos mesmos sintomas. Sendo assim, ressalta também que isso é um reflexo do golpe de faca que resultou em 4 grandes cirurgias. 

O cirurgião Antônio Luiz Macedo estava nas Bahamas quando soube da notícia e deve chegar à São Paulo durante a tarde de hoje (03) para avaliar o Bolsonaro. Enquanto isso, o presidente está sob os cuidados da equipe do médico. Portanto, até que o cirurgião chegue, não se sabe ao certo se uma cirurgia será realmente necessária. 

Por isso, o presidente faz uma série de exames por suspeita de obstrução intestinal. De acordo com o cirurgião, Bolsonaro deve fazer uma tomografia para entender o que há na região do abdômen. O médico acredita que possa ser um alimento mal mastigado, por exemplo. Contudo, não descarta outras possibilidades.

Quantas cirurgias o Bolsonaro fez depois da facada?

Continua após a publicidade

Jair Bolsonaro passou por 5 cirurgias e uma internação extra depois do golpe de faca na região do abdômen, em setembro de 2018, em Juiz de Fora, em Minas Gerais, durante um ato de rua de sua campanha presidencial.

Sendo assim, foram 2 em setembro de 2018 na Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, em Minas Gerais, de emergência, e outra no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, devido a uma complicação causada pela aderência das paredes do intestino. 

Portanto, a terceira foi em janeiro de 2019 novamente no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para retirar a bolsa de colostomia. Em setembro do mesmo ano, fez uma nova cirurgia para correção de uma hérnia incisional na região do ferimento do golpe de faca. Por isso, o procedimento foi feito no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. 

Em setembro do ano passado, também no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, teve de retirar o cálculo na bexiga. Por fim, em julho deste ano, na mesma unidade hospitalar pegou 4 dias de internação para o tratamento de uma obstrução intestinal.

Continua após a publicidade

 Veja também sobre o Esquerdista Gabriel Boric vence eleições no Chile e é o novo presidente!

Próxima página »

Escolhidas para você