Curiosidades

Símbolos da morte, quais são? Origem, conceito e significados

Os símbolos da morte variam de acordo com cada cultura, porque cada uma apresenta interpretações e significados diferentes a essa etapa.

Em primeiro lugar, os símbolos da morte referem-se a elementos comuns em velórios, funerais ou até mesmo cenas sobre mortes no cinema. Nesse sentido, partem de elementos culturais relacionados ao encerramento do ciclo da vida. Ademais, tem associação direta com lendas urbanas e mitologias populares sobre o momento do falecimento.

No geral, algumas culturas entendem a morte como uma entidade, o que parte da visão politeísta na Antiguidade. Em outras palavras, figuras como deuses da morte na mitologia egípcia ou mitologia grega geraram símbolos da morte populares até hoje. Apesar disso, existem outros conceitos que partem de culturas modernas, como a caveira do Dia dos Mortos mexicano, por exemplo.

Sobretudo, os símbolos da morte são representantes de como diferentes comunidades e civilizações lidam com esse processo da vida. Comumente, algumas culturas associam-na com a escuridão, a noite, a perda ou a tristeza. Entretanto, outras celebram como o começo de um novo ciclo, cuidando dos mortos durante anos após o falecimento, em diferentes tradições.

Sendo assim, existem diferentes elementos de acordo com diferentes interpretações e costumes. No entanto, alguns símbolos da morte são universais, porque se fazem presentes em grande parte das culturas, ainda que com significados diversos. Por fim, conheça-os a seguir e entenda a origem de cada um:

Continua após a publicidade

Símbolos da morte, quais são?

1) Esqueleto

Símbolos da morte, quais são? Origem, conceito e significados

No geral, o esqueleto tem associação com o demônio, pois parte da ideia de uma personificação da morte. Apesar disso, também tem relação com os resquícios da vida humana, pois se trata da estrutura óssea do ser humano. Além disso, refere-se aos prazeres da vida e à fatalidade da morte, englobando a dicotomia dos símbolos da morte.

2) Túmulo, um dos principais símbolos da morte

Fotografia de um túmulo

Sobretudo, simbolizam a imortalidade, o descanso, a sabedoria, a experiência e a fé. Também são residências dos espíritos daqueles que morreram, como portas individuais entre os dois mundos. Apesar disso, cada cultura trata os túmulos e lápides de formas diversas, porque dependem também dos elementos presentes.

Continua após a publicidade

Como exemplo, pode-se citar que a presença de leões em túmulos representam a força, a ressureição, a coragem e também protegem os mortos. Em contrapartida, na cultura ocidental, tem-se o costume de deixar flores como sinal de respeito. Nesse contexto, são ainda representantes do ciclo da vida, como presentes para aquele que se foram.

3) Foice

Fotografia de um ceifador

Basicamente, a foice consiste no símbolo da morte que as entidades utilizam para recolher almas. Além disso, serve como bastão de apoio na caminhada rumo ao pós-vida, com os representantes da morte guiando os espíritos. Portanto, é um objeto de entrada para o outro mundo.

4) Ampulheta, um dos símbolos da morte sobre o tempo

Fotografia de uma ampuleta

Continua após a publicidade

Porque representa o tempo, sendo uma ferramenta ancestral de registro da passagem do tempo, ela também simboliza a vida e a morte. No geral, tem relação com o tempo de vida de cada indivíduo. Sobretudo, lendas contam que a Morte, enquanto entidade, mantém controle da ampulheta de todos os seres vivos, que funciona  em tempos e ritmos diferentes.

5) Ceifador

Fotografia de um ceifador

Em resumo, é uma das diversas representações e personificações da morte. No geral, encontra-se essa representação como um esqueleto na cultura ocidental, com um manto e uma grande foice. Porém, cada cultura apresenta uma imagem dessa figura, com a cultura coreana utilizando da imagem de uma mulher idosa e sábia, por exemplo.

6) Coruja, um dos animais símbolos da morte

Fotografia de uma coruja

Continua após a publicidade

Comumente, a coruja é um animal noturno com relação direta a maus presságios. Desse modo, estima-se que em algumas corujas sua presença indica a chegada da morte. Além disso, alguns mitos associam esse animal com um devorador de almas.

7) Corvo

Símbolos da morte, quais são? Origem, conceito e significados

Por outro lado, o corvo é também um trabalhador da morte. Sobretudo, é um mensageiro da morte, porque representa um mau agouro e a ação das forças maléficas. Curiosamente, na cultura nórdica, esse animal trabalha diretamente para Odin, ajudando-o a ter uma visão ao longo alcance e acompanhar a ação dos homens.

8) Caveira, um dos símbolos da morte mais famosos no mundo

Símbolos da morte, quais são? Origem, conceito e significados

Continua após a publicidade

Por fim, a caveira simboliza diferentes elementos, a depender do contexto. Geralmente, enquanto um símbolo da morte, indica coisas negativas ou nocivas, como substâncias tóxicas. Porém, também represente mudança ou transformação na vida de alguém, como uma nova etapa ou ciclo.

E aí, aprendeu sobre os símbolos da morte? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência.

Próxima página »

Escolhidas para você