Curiosidades

Tipos de alfabeto, quais são? Origem e características

Os tipos de alfabeto são mecanismos de escrita e prática das línguas ao redor do mundo, com surgimento a partir da civilização fenícia.

Os tipo de alfabeto dizem respeito às formas de escrita de signos e significados. Além disso, refere-se ao agrupamento de grafemas que representam unidades básicas de som de uma língua. Nesse sentido, a palavra alfabeto parte do grego alphabetos e do latim alphabetum.

Curiosamente, ambos nomes partem das duas primeiras letras do alfabeto grego, alfa e beta. Sendo assim, alfabetos são conjuntos ordenados de sinais gráficos que tem uso na produção escrita. No entanto, existem diversos tipos de alfabeto atualmente, que partiram de desdobramentos culturais.

Em contrapartida, existem diversos outros sistemas de escrita que, por não representarem os fonemas das palavras. Como exemplo, pode-se citar os logogramas, que utilizam de imagens ou ideias abstratas, ao invés de sons da língua. No geral, o primeiro tipo de alfabeto do mundo é o fenício, que surgiu com a evolução dos pictogramas.

Em resumo, as primeiras representações gráficas datam de cerca de 2700 antes de Cristo, mas surgiram primeiro no Egito. Basicamente, os hieróglifos, a escritura egípcia para expressar palavras, letras, e consequentemente, ideias. Apesar disso, os estudiosos não consideram esse conjunto de sinais como alfabeto.

Sobretudo, não teve utilização como representação da linguagem egípcia. Porém, foram fundamentais para inspirar o surgimento do alfabeto da Fenícia. Mais ainda, esse processo se deu entre os anos 1400 e 1000 antes de Cristo, tornando-se o primeiro tipo de alfabeto do mundo.

Por fim, era um alfabeto composto por 22 signos que criaram uma representação fonética das palavras. Posteriormente, o alfabeto fenício deu origem a todos os tipos de alfabetos no mundo. Por fim, conheça-os a seguir:

Continua após a publicidade

Tipos de alfabeto, quais são? Origem e características

Tipos de alfabeto, quais são?

1) Alfabeto cirílico

Modelo de sistema fonético e de escrita

A princípio, leva o nome de São Cirilo, um missionário bizantino que criou a escrita glagolítica. Curiosamente, é o sistema de escrita e fonética que se utiliza no idioma russo atualmente. Apesar disso, teve desenvolvimento durante o século IX no Primeiro Império Búlgaro.

Curiosamente, recebe o nome de Azbuka, em especial por ser um sistema que permite representações das línguas eslavas do Leste Europeu. Porém, seu principal uso envolveu a transcrição da Bíblia às línguas em questão. Mais ainda, estima-se que houve grande influência de outros alfabetos, como o grego, o glagolítico e o hebraico.

2) Alfabeto romano ou latino

Modelo de sistema fonético e de escrita

Primeiramente, surgiu a partir de uma adaptação de um alfabeto etrusco durante o século VII antes de Cristo para a escrita em latim. Porém, passou por adaptações para escrever em outras línguas. Curiosamente, há uma lenda sobre a criação do alfabeto latino a partir da adaptação do alfabeto grego.

Continua após a publicidade

No geral, também tem adoção em áreas como matemática e ciências exatas. Mais ainda, entende-se como o sistema de escrita alfabética com maior utilização no mundo. Sobretudo, aparece na língua portuguesa e na maioria das línguas da Europa, assim como nas áreas colonizadas por europeus.

3) Grego

Modelo de sistema fonético e de escrita

Por outro lado, o alfabeto grego surgiu por volta do século IX antes de Cristo. Nesse sentido, tem utilização até os dias atuais, tanto no idioma grego moderno como em outras áreas. Por exemplo, utiliza-se esse alfabeto na matemática, física e astronomia.

Curiosamente, o alfabeto grego surgiu a partir de um silabário original de Creta e da Grécia continental. Ademais, o alfabeto grego tem semelhanças com uma versão anterior dos dialetos Arcado-cipriota e Jônico-ático.

4) Alfabeto consonantal

Modelo de sistema fonético e de escrita

Também com o nome abjads, esse alfabeto tem composição majoritária com consonantais, mas algumas vogais. Além disso, apresenta um sistema de escrita da direita para a esquerda. Comumente, alfabetos como o árabe adotam o abjdas como referência.

Continua após a publicidade

No geral, o alfabeto consonantal aparece em especial no Corão, livro sagrado do Islamismo. Ademais, tem um sistema de vogais diacrítica. Ou seja, são sinais posicionados em cima ou embaixo das consoantes.

5) Libras

Tipos de alfabeto, quais são? Origem e características

Em resumo, o alfabeto em Libras, na Língua Brasileira de Sinais, tem utilização por parte da população brasileira de surdos. Porém, a adoção acontece pela população em geral mediante estudo. Nesse sentido, seus estudos tiveram início na década de 60, tornando-se um idioma oficial somente a partir de 2002.

6) Hebraico

Tipos de alfabeto, quais são? Origem e características

Por fim, o alfabeto hebraico é u sistema de escrita chamado Alef-Beit. Sobretudo, surge para a escrita das línguas semíticas, originais do antigo fenício. Portanto, surgiu por volta do século III antes de Cristo. No geral, tem composição por 22 consoantes, sem vogais e apresenta um sistema próprio de apresentação.

Também ordenados da direita para a esquerda. Porém, existem letras cuja representação é diferente quando ocupam a posição final das palavras.

Continua após a publicidade

E aí, aprendeu sobre os tipos de alfabeto? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Próxima página »

Escolhidas para você