Saúde

O que é Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)?

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é uma condição grave de saúde mental caracterizada por uma variedade de sintomas.

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é um transtorno que envolve pensamentos intrusivos indesejados seguidos por sentimentos de ansiedade, incerteza e até pânico ocasional. A condição faz com que a pessoa fique presa em um ciclo de obsessões e compulsões que impactam a maneira como pensam e se comportam.

Desse modo, comportamentos repetitivos, como lavar as mãos, verificar as coisas ou limpar, podem interferir significativamente nas atividades diárias e nas interações sociais de uma pessoa.

Estima-se que, entre adultos, o TOC tenha uma prevalência atual em torno de 1,0% e de 2,0% a 2,5% ao longo da vida, em diferentes partes do mundo. Esse transtorno pode ser tratado por especialistas como médicos, psicólogos e psiquiatras. Saiba mais sobre esta condição abaixo.

O que é TOC?

O transtorno obsessivo-compulsivo é um transtorno de ansiedade em que uma pessoa tem pensamentos irracionais, medo ou preocupação. Com efeito, ela pode tentar controlar realizando uma tarefa repetitiva para reduzir a ansiedade.

Continua após a publicidade

Pensamentos ou imagens perturbadoras que ocorrem com frequência são chamados de obsessões, e os rituais repetidos realizados para tentar preveni-los ou dissipá-los são chamados de compulsões.

Os problemas surgem à medida que os comportamentos interferem no funcionamento da vida diária, no desempenho escolar ou no trabalho e no gerenciamento de relacionamentos pessoais.

Continua após a publicidade

Quais são os tipos?

Transtorno obsessivo-compulsivo subclínico: esses sintomas envolvem pensamentos ou ideias indesejadas que atrapalham sua vida e dificultam o foco em outras coisas.

Transtorno obsessivo-compulsivo propriamente dito: esses sintomas envolvem coisas que você sente que deve fazer de uma maneira específica (de modo compulsivo) em resposta às obsessões.

Continua após a publicidade

Causas do transtorno obsessivo-compulsivo?

A causa do TOC não é totalmente conhecida, todavia acredita-se que seja uma combinação de fatores ambientais e genéticos. Estudos mostraram que pessoas com parentes de primeiro grau com TOC são mais propensas a desenvolver o transtorno.

Fatores ambientais também podem desempenhar um papel, pois algumas pessoas com TOC relatam que eventos estressantes da vida aconteceram antes do início de seus sintomas.

Sintomas do TOC

Os sintomas do TOC podem variar de pessoa para pessoa e o transtorno pode ser experimentado de maneira diferente por pessoas diferentes. No entanto, há uma série de sintomas comuns associados a obsessões e compulsões, que podem indicar que um indivíduo está lutando contra o TOC.

Exemplo de obsessões de TOC:

Continua após a publicidade
  • Obsessão por higiene, germes e contaminação;
  • Preocupar-se excessivamente que você tem uma doença grave e pode ser altamente contagiosa, mesmo sem evidências médicas;
  • Uma obsessão em manter a ordem e simetria, e ser altamente supersticioso em relação a certos arranjos, números ou ordem das coisas;
  • Experimentar pensamentos sexuais ‘proibidos’, tabus ou intrusivos, ou questionar constantemente sua orientação sexual;
  • Experimentar pensamentos, imagens ou impulsos violentos intrusivos;
  • Tornar-se excessivamente preocupado com questões de moralidade e religião.

Além disso, existem as compulsões que podem se manifestar da seguinte forma:

  • Lavar, tomar banho ou se arrumar compulsivamente, limpar excessivamente, evitar certos objetos que você percebe estarem contaminados ou tocar apenas em certas coisas com um lenço de papel;
  • Verificação compulsiva para confirmar se as portas estão trancadas, os aparelhos foram desligados, as velas foram apagadas, as luzes foram desligadas e outras ações relacionadas;
  • Acumulação compulsiva;
  • Ações repetitivas, contagem ou recitação de certas palavras por exemplo;
  • Evitar certas pessoas, lugares ou situações que você acha que podem fazer com que você se comporte de maneira sexualmente inadequada ou violenta;

Diagnóstico do TOC

Muitas pessoas poderão ter pensamentos obsessivos ou comportamentos compulsivos em algum momento de suas vidas. Para se qualificar para um diagnóstico de TOC, essas obsessões e compulsões devem ser frequentes e graves o suficiente para atrapalhar a vida da pessoa.

Embora alguns sintomas possam ser mais comumente discutidos, como lavar as mãos, é importante lembrar que o TOC pode assumir muitas formas e formas. Em outras palavras, o TOC de cada pessoa é tão único quanto eles.

Tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo

O TOC é geralmente tratado com os seguintes tratamentos baseados em evidências: Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), Exposição e Prevenção de Resposta (ERP), e medicamentos.

Continua após a publicidade

Terapia Cognitivo Comportamental (TCC)

A TCC analisa a ligação entre como você pensa, sente e se comporta. A TCC se concentra nos problemas e dificuldades do presente, e não no passado ou na infância.

Além disso, este tratamento pode ajudá-lo a entender como você pensa sobre si mesmo, as coisas ao seu redor e como isso afeta sua reação às situações.

Exposição e Prevenção de Resposta (ERP)

O ERP ajuda as pessoas a lidar com situações ou coisas que as deixam ansiosas ou assustadas. Com o apoio de seu terapeuta, você fica “exposto” a tudo o que o deixa assustado ou ansioso. Por exemplo, sujeira ou germes.

Com efeito, você aprende outras maneiras de lidar com seu medo ou ansiedade em vez de evitar a situação ou repetir uma compulsão. Você repete isso até que sua ansiedade ou medo seja mais administrável.

Continua após a publicidade

Medicamentos

Por fim, seu médico pode prescrever um tipo de antidepressivo chamado inibidor seletivo de recaptação de serotonina (ISRS ou SSRI) para ajudar com seu TOC. Os principais tipos de SSRIs que os médicos usam para o TOC são fluoxetina, fluvoxamina, paroxetina, sertralina e citalopram. Aliás, se o seu médico prescrever algum medicamento, ele deve dizer como isso pode ajudar e quais efeitos colaterais você pode apresentar.

Fontes: Drauzio Varella, Saúde Abril, MSD Manuals, Ufrsgs

Outros conteúdos que podem interessar:

Medo de banana: entenda o transtorno que causa a fobia da fruta
Síndrome do Patinho Feio, o que é? Como lidar com o transtorno
Tripofobia: o transtorno de quem tem medo de buracos
10 transtornos de personalidade mais comuns atualmente
Ninfomania, o que é e os principais sintomas do transtorno

Continua após a publicidade

Próxima página »

Escolhidas para você