Curiosidades

Yggdrasil, a árvore mitológica: o que é + origem na mitologia nórdica

A Yggdrasil consiste na árvore mitológica da vida e do Universo na mitologia nórdica, suportando os nove mundos que abrigam diferentes seres.

Yggdrasil consiste em uma árvore enorme considerada o eixo do mundo na mitologia nórdica. Nesse sentido, localiza-se no centro do Universo, ligando os nove mundos mitológicos. Desse modo, as raízes mais profundas representam o Nilfheim, um mundo sombrio onde ficam as árvores assombradas e um solo infértil.

Em contrapartida, o tronco corresponde a Midgard, a esfera onde a humanidade habita. Por fim, a esfera mais alta chama-se Asgard, correspondendo ao mundo dos deuses, que convivem com o Sol e a Lua diante do toque. Ademais, Valhalla, onde os guerreiros Vikings são recebido após terem morrido com honra também faz parte da árvore mitológica.

Curiosamente, a Yggdrasil possui propriedades mágicas, por exemplo, suas frutas contém as respostas para as grandes perguntas da humanidade. Portanto, estima-se que uma centúria de valquírias protegem-na de invasores e criminosos. Em contrapartida, estima-se que as folhas dessa árvore mitológica ainda trazem pessoas de volta a vida, curando qualquer doença e salvando indivíduos da morte.

Continua após a publicidade

Origem da Yggdrasil

Yggdrasil by mysilentquery on DeviantArt

A princípio, quem narra a história da origem da Yggdrasil e do universo nessa árvore é Sybila, a Vidente. Curiosamente, estima-se que o início do mundo nessa árvore mitológica também profetiza o final, conhecido como Ragnarok. Em resumo, no início do mundo na mitologia nórdica somente haveriam trevas, como um grande vazio.

Portanto, não existiam céus estrelados ou terra, somente o nada. Posteriormente, décadas e séculos passaram desse modo, sem que nada ocorresse ou sofresse alteração. Contudo, aos poucos começaram a surgir alguns sinais de mudança, estima-se então que algo começou a existir.

Apesar disso, não se sabia ao certo o que surgiu e como defini-lo, porque muito tempo se passou nesse nascimento gradativo e lento da árvore Yggdrasil. Porém, eventualmente avistou-se um grande e profundo abismo de gelo deserto. Logo em seguida, este abismo deserto e imutável também passou a apresentar mudanças.

Continua após a publicidade

Basicamente, o abismo começou a esquentar e pequenas mudanças se sucederam. Eventualmente, do vazio primordial surgiu a primeira região distinta conhecida como Mundo do Fogo, ou Muspelheim, regida pelo fogo cósmico. Ademais, das profundezas de lava surgiram os primeiros gigantes de fogo, incluindo o guardião Surtr com sua espada flamejante.

No entanto, a mudança permanecia acontecendo, ainda que lenda. Mais ainda, formou-se na escuridão e névoas do abismo um junção com o gelo, responsável pela formação do Mundo da Névoa Perpétua. Em outras palavras, surge o Nilfheim, onde tudo é sombrio e infértil.

Por fim, a partir do desdobramento desses universos iniciais, como seus choques, fricções e encontros, surgem os outros mundos. Sobretudo, Midgard parte de um presente dos deuses para Vili e Vé, irmãos que recebem o sopro da vida de Odin e tornam-se os primeiros humanos. Ademais, Asgard parte dos próprios deuses, que criam o mundo nos últimos galhos da árvore Yggdrasil.

Curiosidades e simbologias

Yggdrasil Elf GIF - Yggdrasil Elf Fantasy - Discover & Share GIFs

Continua após a publicidade

Primeiramente, estima-se haver nove mundos ao longo do corpo da árvore Yggdrasil. Sendo assim, Midgard refere-se ao mundos dos homens, enquanto Asgard representa a casa das divindades da classe Aesir. Por outro lado, Vanahelm é o mundo nórdico dos deuses Vanir, seguido logo do Alfhelm, a residência dos elfos claros.

Mais ainda, tem-se Svartalfhelm, conhecido também como o mundo dos elfos escuros. Além disso, Jotunhelm e Muspelheim são mundos opostos, porque o primeiro representa a terra dos gigantes de rocha e gelo. Em contrapartida, o segundo consiste no mundo feito de fogo, representado pela própria runa do Sol.

Finalmente, Helhelm e Nilfhelm, ambos representados de forma sombria. Em primeiro lugar, Helheim consiste no mundo dos mortos, também a casa da deusa Hel. Além disso, Nilfhellm consiste na escuridão, onde tudo é infértil e vazio.

Em resumo, o número nove corresponde a um importante valor na mitologia nórdica. Nesse sentido, a existência de nove mundos parece estar associado a importantes eventos divinos, como o sacrifício de Odin durante nove noites pendurado em uma árvore mitológica acoita pelos ventos. Mais ainda, cabe citar que Freyr esperou nove noites para seu casamento.

Continua após a publicidade

Porém, há discussões históricas sobre o fato de que existem dez mundos. Em resumo, essa variação acontece porque existem diferentes interpretações sobre os mundos de Svartalfheim e Nidavellir no que diz respeito aos elfos e anões. Apesar disso, a convenção dita nove mundos, agrupando esses dois em um só.

E aí, aprendeu sobre a árvore Yggdrasil? Então leia sobre Superego: significado e influência na personalidade.

Fontes: Infopédia | Portal Mitologia Nórdica | Portal dos Mitos | Wiki

Imagens: Mitos e Lendas

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você