Tubarão-zebra surpreende cientistas e engravida de si mesma, na Austrália

Que a Austrália é uma terra de bichos e acontecimentos exóticos a gente sabe, mas o que aconteceu no país há alguns meses é, no mínimo, chocante. Ao que tudo indica, uma fêmea de tubarão-zebra, chamada Leonie, que vive em um aquário de Townsville; engravidou mesmo sem ter contato com outro animal do sexo oposto há três anos!

Os especialistas da Universidade de Queensland, que estudam o caso, afirmam que a tubarão-zebra engravidou de si mesma, em um caso inédito de partenogênese na espécie. Para quem não sabe, esse processo se trata de uma forma de reprodução assexuada, que normalmente acontece com algumas espécies de plantas, de insetos e de anfíbios.

O caso foi tão surpreendente para a equipe de estudos que os pesquisadores chegaram a cogitar que a fêmea poderia ter estocado esperma, já que, em 2013, ela cruzou e deu à luz a tubarõezinhos da forma tradicional. No entanto, as análises de DNA dos novos filhotes revelaram apenas células de Leonie, o que fez a hipótese anterior cair por terra.

E os filhotinhos da tubarão-zebra?

Embora seja raríssimo que isso aconteça, os especialistas acreditam que a ausência de um companheiro abriu espaço para que o organismo da fêmea se adaptasse, possibilitando que a partenogênese acontecesse. Ainda de acordo com os cientistas, caso os filhotes da tubarão-zebra Leonie também desenvolvam essa capacidade de reprodução assexuada, este pode ser um marco para a preservação da espécie, que está em risco de extinção.

A desvantagem da partenogênese, no entanto, é que pode levar à redução da diversidade genética ao longo das gerações de tubarão. Isso pode ser um problema, pois deixa a espécie inteira vulnerável à certas contaminações e enfermidades, por exemplo.

Essa é uma história muito doida, não? Mas, se você acha que somente os tubarões surpreendem, prepare-se para ficar de queixo caído com essa outra matéria: Chineses encontram salamandra-gigante de 200 anos.

Fonte: Uol, BBC