3 fenômenos astronômicos coincidem nessa sexta-feira

Para quem gosta de astronomia, essa sexta-feira é um prato cheio. Isso porque três eventos celestes estão programados para o dia e para a noite, resultando em uma coincidência astronômica raríssima. Aliás, estão programados para hoje o eclipse total do sol, o perigeu lunar, mais conhecido como superlua; e o equinócio de outono.

De acordo com especialistas, um fenômeno não tem a capacidade de influenciar os outros de forma considerável, mas a junção de eventualidades, sozinha, já se trata de algo interessantíssimo. Inclusive, para termos ideia da raridade de fenômenos como esses coincidirem, as próximas vezes que um eclipse solar ocorrerá ao mesmo tempo em que um equinócio serão em 2053 e 2072!

Ficou empolgado com a notícia? Então entenda melhor o que vai acontecer nessa sexta-feira:

1. Eclipse solar 

1

O primeiro evento astronômico notado nesse sexta-feira é o eclipse do sol, que aconteceu a última vez em 2013. O fenômeno, aliás, acontece quando a Lua se interpõe entre a Terra e o Sol, bloqueando momentaneamente a passagem da luz.

Segundo especialistas, o evento foi visto logo pela manhã, na região nórdica do globo, e pode ser observado em sua totalidade no Atlântico Norte e um pouco ao sul da Groenlândia. Outros lugares, como a Islândia e o Reino Unido e o Polo Norte, também puderam enxergar um semicírculo do acontecimento. Da mesma foram nas ilhas dinamarquesas Faroé e no arquipélago norueguês de Svalbard, que conseguiriam ver o eclipse.

De forma geral, a Europa pode acompanhar de 50% a 99% do diâmetro do Sol encoberto. O norte da África e alguns lugares da Ásia e o Atlântico também puderam presenciar um pouco do evento, que – estima-se – criou uma sombra elíptica de 463 quilômetros de comprimento por 150 quilômetros de largura sobre o Sol.

No Brasil, mais uma vez, não foi possível ver o fenômeno, mas você pode mantar sua curiosidade com esse vídeo, feito pelo site Slooh.

2. Superlua

2

Ainda nessa sexta-feira, a Lua vai oferecer outro espetáculo aos terráqueos.  Com sua órbita mais próxima da Terra, ela poderá ser vista no céu com um tamanho consideravelmente maior, fenômeno chamado de perigeu lunar ou superlua. Segundo os cientistas, esse fenômeno normalmente coincide com a lua cheia e pode ser visto sem dificuldades, a olho nu. Dessa vez, no entanto, a lua estará em fase nova e não será visível.

3. Equinócio de outono

3

Equinócios e solstícios são eventos comemorado há séculos em várias culturas. Segundo explicam, eles estão relacionados ao eixo da Terra, sendo que o equinócio de outono (ou se primavera no Hemisfério Norte) o planeta recebe os raios solares perfeitamente perpendiculares à sua superfície. Isso, aliás, vai fazer com que essa sexta-feira tenha o dia e a noite com a mesma quantidade de horas.

Depois do evento, no entanto, os dias passam a ser mais curtos no Hemisfério Sul, à medida que nos aproximamos do inverno. No Hemisfério Norte, por outro lado, os dias passam a ser mais longos no Hemisfério Norte, devido à proximidade com o verão.