6 cenas proibidas de Cavaleiros do Zodíaco

Uma das séries japonesas de maior sucesso até hoje, Cavaleiros do Zodíaco marcou a década de 90 no Brasil, quando era exibida pela extinta emissora Manchete. O apelo pela animação era tão grande e seu público tão fiel que a Globo perdia audiência quando seus capítulos estavam em transmissão, chegando a bater 15 pontos no Ibope.

O problema, no entanto, é que a série continha imagens fortes e um tanto mais adultas que a temática considerada apropriada para o público infantil. Na década de 90, por exemplo, muitos episódios até chegaram a ser transmitidos na íntegra pelas emissoras, mas em 2004, quando existiam normas mais rígidas com relação à classificação do conteúdo da televisão no País, episódios que exibiam mutilações e nudez em dezenas acabaram tendo cenas proibidas.

Um número enorme de capítulos de Cavaleiro dos Zodíaco chegou a ser editado, tendo sangue coberto ou pintados de outras cores que não o vermelho e várias outras cenas proibidas, supostamente relacionadas a conteúdos sensuais passaram por retoques para cobrir silhuetas e sombras de corpos femininos. Sem conta, claro, as cenas proibidas mais pesadas, que chegaram a ser cortadas pelas emissoras e que só chegaram ao público brasileiro mais tarde, por meio dos VHSs da série.

Confira algumas dessas cenas proibias de Cavaleiros do Zodíaco:

1. Orelha cortada

https://www.youtube.com/watch?v=yskaXkGlnjU

Em “As Lendas de Uma Nova Era”, o primeiro episódio de Os Cavaleiros do Zodíaco, meio de uma luta, Cassius ameaça arrancar a orelha de Seiya. Mas quem acaba tendo a orelha arrancada é o próprio Cassius, assim que Seiya escapa de seu golpe. Nos Estados Unidos, durante o tempo a cena proibida não pôde passar na TV e o sangue vermelho foi pintado de azul, quando foi novamente permitida sua transmissão.

2. Bíblia queimada

Na 4ª temporada de Cavaleiros do Zodíaco, lançada em 1989, há um capítulo que a temática aborda o Cristianismo ao explicar a origem de Lúcifer. Mas o instante em que a série mostra uma Bíblia queimando não foi bem vista em vários lugares do mundo, incluindo no Brasil; e acabou se tornando uma cena proibida. Somente em 1995 essa passagem chegou até nós, em VHS.

3. Braço decepado

Outro episódio de Cavaleiros do Zodíaco que gerou polêmica foi “Shiryu se Transforma em Estrela Cadente”. No capítulo, durante a batalha das 12 Casas, o cavaleiro Shiryu corta o braço direito do cavaleiro de ouro Shura. Pela violência, a cena proibida foi cortada pelo Cartoon Network. Mas esse episódio sofreu outros cortes, no caso da Band, para que a emissora pudesse encaixá-lo na classificação indicativa do horário em que era transmitido.

4. Nudez

https://www.youtube.com/watch?v=bptTbeymSCY

Outro capítulo de Cavaleiros do Zodíaco que sofreu censura foi “O Ataque à Fundação”. No episódio, o cavaleiro de bronze Shun aparece pelado, de costas, tomando banho. A cena chegou a ser transmitida pela Manchete e pelo Cartoon Network, mas acabou se tornando proibida pela Band, em 2004. Para ver a cena proibida, pule para o tempo 16:18 do vídeo acima.

5. Sequência de mutilações

“A Fronteira Entre a Vida e a Morte”. Esse foi mais um dos episódios polêmico de Cavaleiros dos Zodíaco. Isso porque o cavaleiro de bronze Ikki é mostrado aplicando uma ilusão no cavaleiro de prata Capella. O que torna a cena proibida é o contra-ataque de Capella, que envia discos cortantes ao adversário e que decepam sua cabeça. Na sequência, os mesmos discos se viram contra o cavaleiro de prata e mutilam seus dois braços. A cena proibida foi banida(e não editada) do episódio pela Band.

6. Cenas sensuais

15

A maioria das cenas que mostram contornos dos corpos, sombras e silhuetas, na versão brasileira de Cavaleiro dos Zodíaco, acabaram sendo removidas ou editadas de forma a deixá-las menos sensuais. Uma das cenas proibidas, devido ao suposto conteúdo sensual pode ser conferida aos 12:58 do vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=e8mGOyrIHwg