Asiático cria dispositivo que permite beijar na boca à distância

Se você mantém um namoro à distância, temos uma notícia boa (ou, no mínimo, bizarra): o casalzinho separado por milhas e milhas não precisará mais sofrer com a carência de um beijinho. Ao que tudo indica, um pesquisador asiático lançou no mercado um dispositivo que permite, nada menos, que beijar na boca à distância.

E o negócio já tem até nome! Conhecido como Kissenger, o aparelho, que pode ser conectado ao celular (e, claro, à internet), é altamente sensível ao toque e permite que as pessoas possam beijar na boca virtualmente. Dá para acreditar nisso?

Beijar na boca à distância. Mas como?

Conforme o professor de Robótica da Universidade Nacional de Cingapura (NUS) e criador do Kissenger, Hooman Samani, o aparelho possui um sistema que transfere o movimento do beijo de um robô ao outro por meio da internet. E, com a ajuda da câmera do celular, é possível aumentar ainda mais a sensação de estar beijando a pessoa amada, seja lá em que parte do mundo ela estiver.

Para aumentar ainda mais a sensação de beijar na boca como na vida real, Samani conta que os lábios artificiais são feitos de silicone e permitem “as melhores sensações”.

E você, o que dizer de um invento assim? O dispositivo é uma boa ideia ou pode ser considerado mais um sinal de doença de nossa sociedade? Não deixe de nos contar nos comentários sua opinião sobre essa notícia tão inusitada.

E, se você pensa que essa é a única bizarrice que os asiáticos já inventaram, espere até conferir essa outra matéria: 26 mais bizarros produtos japoneses já inventados.

Fontes: Catraca Livre, Spectrum