Estilo

Melhores restaurantes do mundo – Top 50 (E o brasileiro entre eles)

Se comer é fantástico, imagine comer nos melhores restaurantes do mundo? Saiba quais são os Top 50 e qual é o brasileiro entre eles.

Por Marcela Fernandes

-

Comer, certamente, é uma coisa maravilhosa. Comer bem, então, é um dos maiores prazeres da vida. Sobretudo, imagine como deve ser comer em um dos melhores restaurantes do mundo todo!?

O 50 Best, aliás, foi o responsável por fazer essa avaliação pelo mundo. A má notícia, contudo, é que apenas um restaurante brasileiro se destacou. Porém, se você está planejando viajar para algum desses países da lista, aproveite para conhecer esses pratos.

Com relação ao restaurante brasileiro, o lugar de honra pertence ao D.O.M., do chef Alex Atala. O restaurante, localizado em São Paulo, aliás, ficou em 30° lugar entre os 50 melhores.

Inclusive, o prato vencedor brasileiro leva a marca dos biomas do país, destacando a Amazônia. Os menus fechados variam de R$ 375 reais à R$ 645.

Mas, o grande vencedor do ranking foi um restaurante Italiano. Em suma, a Osteria Francescana, em Módena, na Itália, foi o maior destaque da seleção.

Abaixo, aliás, você confere o ranking dos melhores restaurantes do mundo com detalhes. Além disso, conhece melhor seus pratos vencedores e fica por dentro da média de preços dos 10 melhores dessa lista. Portanto, se prepare, pois é impossível não ficar com água na boca após ler esse post.

Estes são os melhores restaurantes do mundo

1. Osteria Francescana – Módena (Itália)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

O restaurante vencedor, portanto, é comandado pelo chef Massimo Bottura. Os pratos, aliás, são baseados na cozinha clássica do país e nas técnicas contemporâneas. Inclusive, o menu com 12 pratos, sai por R$ 1.174.

Entretanto, o valor não é à tona. Isso porque há várias opções, como os pratos a la carte, que fica na média de R$ 304 reais.

2. El Celler De Can Roca – Girona (Espanha)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

O segundo lugar, aliás, foi comandado pelos chefs irmãos Roca. O menu varia entre R$ 891 contendo 14 pratos ao clássico por R$ 783 contendo seis etapas.

3. Mirazur – Menton (França)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

Quem comanda o terceiro lugar é um restaurante francês, mas o chef é argentino, Mauro Colagreco. Os prato, inclusive, são inspirados no mar e nas montanhas. Os menus variam de R$ 913 a R$ 478.

4. Eleven Madison Park – Nova York (EUA)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

Outro dos melhores restaurantes do mundo não se destaca apenas pelos pratos. Ele, inclusive, foi construído com vista para o Madison Square Park, no estilo Art Déco, em um edifício histórico. Os menus variam de R$ 1228 a R$ 682.

5. Gaggan – Bangcoc (Tailândia)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

O chef comandante desse restaurante é Gaggan Anand, que traz inspiração da diversidade indiana. O menu, aliás, custa em média R$ 741

6. Central – Lima (Peru)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

Mais uma vez a diversidade toma conta, e o chef responsável é o Virgílio Martinez. O menu do 6º entre os melhores restaurantes do mundo, aliás, vai de R$ 632 a R$ 599.

7. Maido – Lima (Peru)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

Em seguida, mais um peruano. Aliás, o restaurante comandado pelo chef Mitsuharu “Micha” Tsumura, busca inspiração japonesa e peruana. Em suma, os pratos variam de R$ 884 a R$ 513.

8. Arpège – Paris (França)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

O chef à frente do oitavo melhor restaurante do mundo é Alain Passard. Lá, inclusive, os preços vão até R$ 1.392.

9. Mugaritz – San Sebastián (Espanha)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

Mais um restaurante espanhol. Sobretudo, a estrela é o chef Andoni Luis Aduriz. Em resumo, o menu com 24 etapas custa R$ 957.

10. Asador Etxebarri – Axpe (Espanha)

Estes são os 50 melhores restaurantes do mundo, entre eles um brasileiro

O chef Victor Arguinzoni, aliás, aposta nas bases terra, mar e fogo para seus pratos impactantes. O preço do menu, contudo, não é nada barato e sai, em média, por R$ 765.

A lista não para por ai…

11. Quintonil – Cidade do México (México)

12. Blue Hill at Stone Barns – Pocantico Hills (Estados Unidos)

13. Pujol – Cidade do México (México)

14. Steirereck – Viena (Áustria)

15. White Rabbit – Moscou (Rússia)

16. Piazza Duomo – Alba (Itália)

17. Den – Tóquio (Japão)

18. Disfrutar – Barcelona (Espanha)

19. Geranium – Copenhagen (Dinamarca)

20. Attica – Melbourne (Austrália)

21. Alain Ducasse au Plaza Athénée – Paris (França)

22. Narisawa – Tóquio (Japão)

23. Le Calandre – Rubano (Itália)

24. Ultraviolet by Paul Pairet – Xangai (China)

25. Cosme- Nova York (Estados Unidos)

26. Le Bernardin – Nova York (Estados Unidos)

27. Boragó – Santiago (Chile)

28. Odette – Cingapura (Cingapura)

29. Alléno Paris au Pavillon Ledoyen – Paris (França)

30. D.O.M. – São Paulo (Brasil)

Sobre o restaurante brasileiro, a frase de apresentação é “É preciso cozinhar e comer como cidadão”. Isso porque, para o chef Alex Atala, mais que uma filosofia, essa frase traduz uma forma de ver e desenvolver sua gastronomia no restaurante D.O.M.

Ou seja, traduz sua arte de privilegiar ingredientes genuinamente brasileiros e de voltar os olhos para determinada região. Aliás, ele sempre dá preferência aos ingredientes cultivados pelo pequeno agricultor, comunidades ribeirinhas ou produtos regionais.

Portanto, faz parte de sua filosofia fomentar a cultura local. Ou seja, uma atitude individual em favor de um coletivo que está sempre presente em seus cardápios, eventos, aulas e projetos.

D.O.M, trata-se, portanto, de uma nova forma de praticar a gastronomia. Aliás, uma gastronomia sustentável no sentido mais amplo da palavra.

Em suma, o prato vencedor brasileiro entre os melhores restaurantes do mundo leva a marca dos biomas do país, destacando a Amazônia. No restaurante, inclusive, seus menus fechados variam de R$ 375 reais à R$ 645.

31. Arzak – San Sebastian (Espanha)

32. Tickets – Barcelona (Espanha)

33. The Clove Club – Londres (Reino Unido)

34. Alinea – Chicago (Estados Unidos)

35. Maaemo – Oslo (Noruega)

36. Reale – Castel di Sangro (Itália)

37. Restaurant Tim Raue – Berlim (Alemanha)

38. Lyle’s – Londres (Reino Unido)

39. Astrid y Gastón – Lima (Peru)

40. Septime – Paris (França)

41. Nihonryori RyuGin – Tóquio (Japão)

42. The Ledbury – Londres (Reino Unido)

43. Azurmendi – Larrabetzu (Espanha)

44. Mikla – Istambul (Turquia)

45. Dinner by Heston Blumenthal – Londres (Reino Unido)

46. Saison – São Francisco (Estados Unidos)

47. Schloss Schauenstein – Fürstenau (Suíça)

48. Hiša Franko – Kobarid (Eslovênia)

49. Nahm – Bangcoc (Tailândia)

50. The Test Kitchen – Cidade do Cabo (África do Sul)

E, falando em comidas, chiques, você pode gostar de conferir ainda: Escargot – De onde vem a cultura de comer caracol e por que é tão caro?

Imagens: Paladar Estadão,

Imagens: daniel food diarycrummbsPaladar Estadãoa life worth eatingblack to mato

Próxima página »

Escolhidas para você