Gays por um dia saem de mãos dadas para ver como é a homofobia [Vídeo]

Os britânicos Iain Lee e Justin Dealey são radialistas da rádio BBC e heterossexuais. Depois de conhecerem a histórias de um jovem que foi perseguido no metrô de Luten, nas proximidades de Londres, por ser gay; eles resolveram fazer o teste e sondar como anda o preconceito dos ingleses.

A única coisa que a dupla de radialistas precisou fazer foi andar de mãos dadas, por três ou quatro minutos, antes que os primeiros sinais de homofobia começassem a aparecer diante de seus olhos. Acompanhados de um câmera discreto, a reação das pessoas ao verem os homens de mãos dadas pode ser filmada de perto (o vídeo, você confere logo no final da matéria).

Impressionados com a hostilidade das pessoas que pensavam que eles eram um casal homossexual, os radialistas registraram olhares surpresos, caras de nojo e, claro, comentários ofensivos de todos os tipos. Foi então que a dupla, com microfones da BBC nas mãos, resolveu ir atrás de um garoto, que havia acabado de dizer coisas maldosas ao suposto casal; e perguntar a ele porque fazia isso.

1

Para a surpresa dos radialistas, o rapaz topou se explicar, desde que seu rosto não aparecesse e disse, com a maior naturalidade do mundo: “Eu achei nojento. Eu apenas acho que é errado para dois homens. Eu apenas acho que é nojento”.

Depois de tudo que viram e viveram durante a experiência de minutos, Lee e Dealey chegaram à conclusão que a forma como as pessoas agem na rua, com os gays, também é uma forma de agressão. Eles contaram que se sentiram muito desconfortáveis com a situação e que tudo por surpreendente demais, de forma negativa, claro.

Veja o vídeo: