Curiosidades

Conheça tudo sobre a história do jeans

A história do jeans percorreu um longo caminho desde as primeiras roupas de trabalho Levi Strauss da década de 1860 até a alta moda moderna.

O jeans é uma peça de vestuário universal, pois é usado em todo o mundo por ricos e pobres, homens, mulheres e crianças de todas as faixas etárias. Desde o final do século XIX, os jeans passaram de roupas de trabalho robustas para roupas de moda sem as quais não poderíamos viver.

Além disso, a cultura social, política e pop desempenharam um papel na evolução do tecido e as tendências que variam ao longo de seus quase 150 anos de história.

Origem do jeans

O jeans foi inventado na América em meados do século XIX por um jovem chamado Levi Strauss. A história afirma que em 1853, Levi Strauss, um imigrante alemão de 24 anos, deixou Nova York para São Francisco, onde a corrida do ouro na Califórnia estava em polvorosa.

Aliás, os macacões de cintura também estavam na moda. E não porque fossem elegantes, mas sim práticos. Assim surgiu a ideia do jovem Levi Strauss e do alfaiate Jacob Davis.

O jeans azul combinou rebites de metal com calças jeans para criar um uniforme durável que resistiu ao trabalho áspero dos mineiros da Corrida do Ouro. Portanto, a roupa de trabalho como a conhecíamos foi revolucionada e nunca mais seria a mesma.

A Levi Strauss & Co. recebeu a patente para fabricar roupas de trabalho jeans rebitadas em 20 de maio de 1873. Isso deu à empresa uma vantagem inicial e criou a vantagem competitiva e do pioneirismo de que ainda hoje se beneficia.

Continua após a publicidade

Até que a patente reeditada expirasse em 1892, a Levi’s era a única fabricante autorizada a fazer roupas de trabalho com rebites, e a empresa lutou contra violações de patentes com ações judiciais.

Durante esse período, vários concorrentes surgiram com projetos alternativos de reforço. Mas nenhum deles era tão simples e elegante quanto o rebite de cobre.

Como o tecido se popularizou?

O jeans como roupa de trabalho continuou ao longo das décadas de 1920 e 1930, especialmente no oeste americano entre mineiros, cowboys e trabalhadores.

Mas não foi até Hollywood levar essa tendência para o cinema com seus filmes de faroeste que o tecido entrou na cultura mainstream. Na frente da moda, a Levi’s usou pela primeira vez sua grife e a mostrou para o restante do mundo.

Com efeito, o jeans tornou-se um símbolo de “cool” na década de 1950. De John Wayne e James Dean a Ginger Rogers e Marilyn Monroe, todos eram vistos vestindo jeans. A popularidade do jeans nunca caiu desde então.

Como e quando o jeans chegou ao Brasil?

Ainda que a imagem das celebridades estrangeiras vestidas com as calças jeans já circulassem no país, o modelo só chegou ao Brasil em 1948. Nesse ano, a fábrica Roupas AB lançou o seu primeiro modelo nacional, as calças “Rancheiro”.

Por outro lado, a Levi’s chegou ao Brasil no pós-guerra em 1972, pois a empresa queria expandir os negócios para outros continentes. Foi em São Paulo, na Vila Leopoldina que o primeiro escritório foi estabelecido, porém, em 1999, a fábrica fechou.

Por fim, em 2006, foi aberta a primeira loja para venda dos produtos no Morumbi Shopping, e hoje são 77 unidades, espalhadas por todo território nacional.

10 curiosidades sobre o jeans

1. A palavra “jeans” vem da palavra francesa “Jean”.
2. O tecido foi usado pela primeira vez apenas por agricultores, alguns operários e vaqueiros na Segunda Guerra Mundial, devido à sua força.
3. Muitos zíperes de jeans têm as letras “YKK” gravadas neles. É uma abreviação de “Yoshida Kogyo Kabushikikaisha” em japonês e significa “Yoshida Corporation”. O fabricante japonês de zíperes Tadao Yoshida estabeleceu esta empresa em 1934.
4. O tecido denim é produzido com fios de duas cores.
5. O tecido mais caro é o original Levi Strauss & Co 501.
6. O primeiro jeans que foi feito há mais de 115 anos, foi leiloado no site e-Bay em junho de 2005 e encontrou um comprador de US$ 60 mil. O comprador era um japonês que não quis divulgar seu nome.
7. O tecido mais caro que está à venda hoje é o “Trashed Denim” feito pela Dussalt Apparel com um preço de $ 250.000;
8. Os jeans mais compridos do mundo foram feitos pelos chineses. Mede 68 metros de comprimento, 35 metros de largura e pesa 3 toneladas e conseguiu entrar no “Guinness Book: Livro dos Recordes”.
9. O jeans original é azul. A razão pela qual escolheu-se essa cor foi que ela não sujava tanto quanto as outras cores e, portanto, poderia resistir à sujeira e ao trabalho manual.
10. Além de calças, utiliza-se o jeans também para fazer jaquetas, saias, vestidos, camisas e uma variedade de acessórios como bolsas e sapatos.

Então, achou este conteúdo interessante? Pois, leia também: Musseline de Dhaka – História do lendário tecido mágico

Fontes: Ecloniq, Fashion Bubbles, Vogue, Schutz

Próxima página »

Escolhidas para você