6 sintomas de pressão alta que as pessoas costumam ignorar

Ao contrário do que as pessoas pensam, a pressão alta ou hipertensão arterial se trata de uma doença silenciosa, na maioria dos casos, e que proporciona uma tensão acima do normal exercida pelo sangue sobre as paredes das artérias. E, como as pessoas demora a descobrir o problema, esta tem se mostrado uma das doenças mais perigosas do mundo, segundo o Ministério da Saúde, já que consiste em um fator determinante para o aparecimento ou a complicação de problemas cardiovasculares.

Mas, como já dissemos, a grande parte das pessoas não sente qualquer sintoma de desconforto durante uma crise de pressão alta. E é por isso também que o diagnóstico da doença demora a chegar.

O correto, conforme especialistas, é que todas as pessoas com predisposição à pressão alta, com casos já diagnosticados na família, faça consultas periódicas ao cardiologista. Até porque não existe outra forma de dizer se alguém tem ou não hipertensão a não ser medindo a pressão arterial.

7

E não adianta tentar fazer isso em casa, hein!? Equipamentos caseiros podem estar desregulados e é por isso que o diagnóstico da pressão alta só se confirma depois de pelo menos duas medições consecutivas, feitas por um profissional habilitado, com pressão arterial superior a 14 por 9.

Sintomas da pressão alta

E, mesmo que grande parte das pessoas não sintam absolutamente nada no dia-a-dia, toda regra tem exceções. No caso da pressão alta, por exemplo, há pessoas que podem sentir desconfortos específicos, que são sintomas da hipertensão.

Abaixo você confere alguns deles:

  • Tontura

  • Indisposição para as tarefas diárias

  • Cansaço excessivo

  • Palpitações

  • Insônia

  • Dores de cabeça e/ou na nuca

6

Tratamento da hipertensão

Saber identificar estes sinais que o corpo emite, segundos os especialistas, auxilia no diagnóstico e no tratamento da doença, que não dever ser, necessariamente, por meio de medicamentos. A própria mudança de vida do hipertenso, a partir de dietas com menos sal e gordura, perda de peso e prática de exercícios físicos, bem como o controle do diabetes e do colesterol; pode funcionar como um fator importante para manter a pressão arterial estável sem o auxílio de remédios.

8

Conforme os especialistas, os medicamentos para o controle da pressão alta costumam apresentar efeitos colaterais nada agradáveis nos pacientes, como a retenção de líquido; e, por isso, o estilo de vida mais saudável é a primeira das opções para os pacientes. Além disso, existe o problema da adesão dos hipertensos, que tendem a descontinuar o medicamento sem autorização médica por se sentirem bem e entenderem isso como um sinal de cura.

3

Mas, segundos os médicos, hipertensão é um mal crônico e precisa de cuidados para o resto da vida, a fim de que o paciente consiga manter a pressão arterial controlada. Quem não leva isso à sério pode ter consequências gravíssimas, como derrames, infartos, perda renal e assim por diante.

E, falando em remédios fortes, efeitos colaterais e doenças traiçoeiras, você deveria conferir também: 10 medicamentos que você JAMAIS deveria tomar por conta própria.

Fonte: iG