5 marcas que precisaram mudar de nome

Não tem jeito, a marca define o produto a ser consumido e faz com que ele fique menos ou mais famoso. É por esse motivo, aliás, que algumas empresas, ao longo dos anos, se viram obrigadas a mudar seus nomes e tentar uma reestruturação diante ao mercado devido a acontecimento científicos ou mesmo a desastres, como no caso da companhia aérea Malaysia Airlines, que está em processo de mudança.

Mas, claro, a empresa aérea não é a única do mundo que vai precisar abandonar seu nome original e deixar para trás toda sua identidade visual. Abaixo, você vai conhecer outros casos de marcas que precisaram se transformar por motivos maiores que aqueles que suas empresas podiam controlar.

Confira:

1. ISIS

2

A marca de chocolates belgas chamava-se, originalmente, Italo Suisse; mas em 2003 passou por uma infeliz mudança de nome, passando a ser vendida como ISIS. O problema, no entanto, foi que um ano depois, em 2014, o ISIS que todo mundo conhece e teme, o Estado Islâmico; começou a se tornar conhecido. Mais uma vez a marca precisou alterar seu nome e, dessa vez, só aproveitou a coroa da logo, passando a se chamar Libeert.

2. Ayds

1

Antes de 1981, quando a doença Aids foi descoberta, a marca de doces dietéticos tinha um nome comum e super conhecido entre os diabéticos. O problema, no entanto, foi depois que a medicina e toda a sociedade tomaram conhecimento da doença sexualmente transmissível, tornando esse nome mundialmente famoso e, claro, temido. A empresa Ayds, então, foi obrigada a trocar seu nome e passou a se chamar Diet Ayds, mas nem isso adiantou muito. O doce sem açúcar logo desapareceu das prateleiras.

3. Hot Mama

3

Essa era uma marca de roupas, fundada em Minnesota, por um casal. Não demorou muito até que a marca crescesse e 48 lojas da empresa fosse aberta em cadeia. Os donos, no entanto, passaram a enfrentar um grave problema: os clientes achavam que a marca era ligada à maternidade. E não para por aí, tinha ainda quem ligasse o nome da empresa à pornografia, devido à conotação que o nome Hot Mama (algo como Mamãe Quente) pode proporcionar. No final das contas, como não tinha jeito de manter o nome da marca, o casal mudou a marca para Evereve.

4. Sci Fi Channel

4

Em 2009, o antigo canal Sci Fi mudou de nome e passou a ser chamado de Syfy, como todo mundo hoje conhece. A mudança, segundo os executivos da marca, veio porque a antiga nomenclatura Sci Fi já não parecia futurístico o suficiente e estava ultrapassado. Eles preferiram unir tudo e primar pela mesma pronúncia, com uma grafia diferente.

5. Malaysia Airlines

5

Envolvida em duas tragédias seguidas, a companhia aérea Malaysia Airlines também tem em seus planos a mudança de nome e reestruturação de sua identidade visual. Isso porque a empresa começou a perder clientes, em pânico na hora de escolher a Malaysia para voar depois  dos eventos de março de 2014, quando ocorreu o sumiço do voo MH370; e de julho do mesmo ano, quando o voo MH17 foi abatido por um míssil da Ucrânia. Agora, o CEO da marca, Christopher Mueller tem até 2017 para repensar a marca e sua logo. Está previsto para a mudança um gasto de 1,7 bilhão de dólares.